28 de março de 2021

Governo Biden enviou 350 toneladas de equipamentos militares para a Ucrânia

 

Governo Biden enviou 350 toneladas de equipamentos militares para a Ucrânia

Julio Severo

O governo de extrema esquerda de Biden está aumentando a ajuda militar à Ucrânia, com um navio de carga dos EUA entregando 350 toneladas de equipamentos militares para o Porto Odessa da Ucrânia.

Ocean Glory


O navio de carga Ocean Glory (Glória do Oceano) de bandeira americana é especializado em transporte militar. Construído em 2015, comprimento de 171 metros, largura de 25 metros, peso morto em cerca de 20 mil toneladas, ele entrou no porto de Odessa em 24 de março de 2021.

Um mês depois de Biden tomar posse, a Casa Branca emitiu um comunicado oficial conenando “as invasões ilegais da Rússia na Ucrânia.”

“Os Estados Unidos continuam firmes com a Ucrânia e seus aliados e parceiros hoje, como têm desde o início desse conflito. Neste aniversário sombrio, reafirmamos uma verdade simples: a Crimeia é a Ucrânia,” disse o governo Biden em 26 de fevereiro.

“Os Estados Unidos não reconhecem e nunca reconhecerão a suposta anexação da Península feita pela Rússia, e ficaremos com a Ucrânia contra os atos agressivos da Rússia.”

O conflito entre a Ucrânia e a Rússia foi criado por George Soros e o presidente esquerdista americano Barack Hussein Obama, que removeram um governo pró-Rússia na Ucrânia para instalar um governo anti-Rússia. Eventualmente, os democratas foram beneficiados pela revolução ucraniana.

De acordo com o WND (WorldnetDaily), a empresa de gás natural ucraniana Burisma contratou Hunter Biden enquanto seu pai era vice-presidente para ajudá-los a encerrar investigações contra o dono da empresa.

O WND também informou que o FBI obteve e-mails de Hunter Biden mostrando o filho do ex-vice-presidente fez estratégias para ganhar dinheiro na visita de seu pai à Ucrânia.

Assim, os interesses dos democratas (ou socialistas dos EUA) parecem ir em três direções:

* Fazer os democratas participantes da corrupção ucraniana.

* Fortalecer mais o complexo industrial militar dos EUA.

* Tornar a Ucrânia agente contra a Rússia.

O caso ucraniano é uma vitrine das ambições neocons. Enquanto Barack Obama, Hillary Clinton e George Soros estavam chamando a revolução ucraniana de revolução do povo, numa reportagem do WND Savage disse:

“A situação na Ucrânia tem sido pintada como um conflito entre a Rússia de Vladimir Putin, os supostos caras maus, e os rebeldes ucranianos, os supostos caras bons que buscam expulsar a Rússia de uma posição de influência na Ucrânia e instalar um novo governo que dará atenção ao povo ucraniano. Não acredite numa única palavra disso. Os nacionalistas ucranianos são fascistas. O propósito original do governo dos EUA ao encenar um golpe na Ucrânia era afastar a Ucrânia da Rússia e levar a Ucrânia à União Europeia. Em outras palavras, os neocons e os ‘moderados’ comprados do governo de Obama queriam tirar, à força, o controle da Ucrânia das mãos de Putin e ganhar controle econômico e energético sobre o país. Como o Dr. Stephen F. Cohen apontou, os países ocidentais, com os EUA liderando o caminho, estão há décadas provocando Putin. O Ocidente expandiu a OTAN para incluir ex-estados soviéticos — a Ucrânia parece ser o próximo alvo — e atacou aliados da Rússia, inclusive Líbia e Iraque. Os EUA — junto com outros países ocidentais — por meio de suas incursões na política, economia e segurança nacional da Rússia e vários de seus aliados, efetivamente provocaram a situação que agora está se revelando na Ucrânia. Cohen está certo.”

Savage apontou que Obama e seus neocons, não conservadores, criaram uma revolução na Ucrânia para afastá-la da Rússia e colocá-la, eventualmente, na órbita da OTAN.

Com informações de ZeroEdge.

Versão em inglês deste artigo: Biden Administration Sent 350 Tons of Military Equipment to Ukraine

Fonte: www.juliosevero.com

Leitura recomendada:

Um Império Lançado por Socialistas dos EUA

O que é neoconservadorismo? Quem são os neocons?

Trump: “Os Estados Unidos não podem continuar a ser a polícia do mundo”

A força transcendente do neoconservadorismo na mídia e entre esquerdistas e direitistas dos EUA

Babilônia conservadora em “Perseguição”: Televangelista híbrido cai em armação de neocon pagão, e o “evangelho” da liberdade de expressão, do patriotismo ou igualdade substituindo o Evangelho de Jesus Cristo

Por que a esquerda americana odeia a Rússia

Por que atirar os evangélicos dos EUA no conflito provocado por Soros na Ucrânia?

Na Ucrânia, manifestantes de extrema direita exigem que Israel peça perdão pela opressão comunista

Bilionário esquerdista George Soros e seu plano de caos mundial

3 comentários :

Anônimo disse...

Enquanto isso no Brasil, um projeto de lei de um deputado do PT quer tornar a vacina do Covid obrigatória no Distrito Federal:

https://www.correiobraziliense.com.br/cidades-df/2021/03/4911069-projeto-de-vacina-obrigatoria-contra-covid-19-e-aprovado-na-cldf.html

no momento no Brasil só se vacina quem quiser, mas imagino o que aconteceria se a esquerda voltar ao poder no Brasil, mas creio no nome de Jesus que Deus não permitirá que isso aconteça, Bolsonaro não é perfeito, mas se a esquerda voltar ao poder, vai querer se vingar dos cristãos conversadores, principalmente dos evangélicos.

Unknown disse...

Sábias palavras irmão. As pessoas parecem não ter noção do que acontecerá se a esquerda comandar o país. Que Deus tenha misericórdia de nós.

Marcelo Victor disse...

Olha esse demônio comunista querendo arrumar um probleminha com a Rússia... esses comuna são assim, eles vêm com discursinho pra enganar trouxa e, depois que estão no poder, mostram quem realmente são (doentes)... é capaz desse filho do inferno arrastar os americanos pra mais um conflitozinho sem fim, coisa que o Trump não fez... e os trouxa dos americanos vão atrás das ideias loucas desse tipo de demônio, felizes da vida, pra perder milhares de jovens lá na Europa...