24 de fevereiro de 2021

Governo direitista de Israel segregou pessoas não vacinadas emitindo “passaportes de vacina” obrigatórios enquanto milhares de indivíduos desesperados tentaram obter certificados falsos para escapar da ditadura da vacina

 

Governo direitista de Israel segregou pessoas não vacinadas emitindo “passaportes de vacina” obrigatórios enquanto milhares de indivíduos desesperados tentaram obter certificados falsos para escapar da ditadura da vacina

Julio Severo

O desespero tomou conta dos israelenses depois que o governo israelense, sob o comando do direitista Benjamin Netanyahu, decidiu abrir academias, hotéis, shoppings, lojas, mercados, museus, bibliotecas, eventos esportivos e culturais apenas para indivíduos com um “passaporte verde,” confirmando uma vacinação contra COVID-19.



Pessoas sem passaporte verde são impedidas de ir a muitos espaços públicos e privados. Essas pessoas têm seus motivos para não serem vacinadas.

Uma pesquisa de fevereiro de 2021 com israelenses que não se vacinaram revelou que 41% disseram temer possíveis efeitos colaterais, 30% não têm certeza se a vacina é eficaz, 27% vão se vacinar em breve, 10% citaram informações nas redes sociais e 4% disseram que os incentivos são insuficientes.

Cerca de 25% dos que ainda não foram vacinados disseram que não tinham intenção de tomar a vacina.

Outra pesquisa revelou que apenas 41% dos pais israelenses disseram que pretendem vacinar seus filhos assim que as vacinas estiverem disponíveis para menores de 16 anos.

Embora a hesitação e o ceticismo da vacina tenham aumentado em Israel, o governo israelense espera que, com suas medidas para reabrir certos locais e eventos apenas para aqueles que foram vacinados, todos os israelenses busquem a vacinação.

Para escapar de tal ditadura da vacina, os israelenses estão usando o Telegram, onde mais de 100.000 usuários se juntaram a grupos que oferecem falsificações por um preço no mercado negro, vendendo certificados de vacinação falsificados.

O Telegram está sendo criticado pelo Ministério da Saúde por ser um “reduto de notícias falsas,” com base na avaliação de uma equipe que vasculha a internet em busca de informações incorretas que possam dissuadir as pessoas de serem vacinadas e potencialmente prejudicar a campanha de vacinação de Israel.

Contudo, o Ministério da Saúde de Israel não explicou por que os israelenses vacinados são obrigados a usar máscaras e distanciamento social.

Se os vacinados são obrigados a usar máscaras, distanciamento social para serem “protegidos” de pessoas não vacinadas, para que se vacinar? Essas medidas duras apenas provam que as vacinas não oferecem proteção real e as pessoas que optam por evitar a vacinação obrigatória de forma persuasiva são sábias em fazê-lo.

O exemplo israelense é importante, porque Israel se tornou a primeira nação a vacinar a maior parte de sua população, enquanto outras nações do Primeiro Mundo não vacinaram nem mesmo 20% de sua população.

Uma das consequências devastadoras do vírus da China é a perda de liberdade à medida que o poder do Estado aumenta, independentemente se o Estado é de esquerda ou direita. No caso israelense, o Estado é de direita.

Portanto, qualquer aumento do Estado é uma ameaça à liberdade individual.

Poucas pessoas poderiam imaginar no início da pandemia de COVID-19 que o vírus da China faria outras nações se parecerem, em muitos sentidos, com o Estado chinês.

Os israelenses estão em uma situação muito difícil. Se aceitarem a vacina “obrigatória,” terão de usar máscaras e distanciamento social para “se protegerem” contra pessoas não vacinadas. Mas pelo menos eles têm o “passaporte verde” para lhes dar a falsa esperança de que estão protegidos contra o vírus da China.

Com informações do Times of Israel.

Versão em inglês deste artigo: Right-wing government of Israel segregated non-vaccinated people by issuing mandatory “vaccine passports” as thousands of targeted desperate individuals attempted to get forged certificates to escape vaccine dictatorship

Fonte: www.juliosevero.com

Leitura recomendada:

Profecia de David Wilkerson e a Praga do Apocalipse

ONU condena liderança masculina, não o comunismo, por causa da COVID-19

Número de abortos legais aumenta no Exército israelense, pois a coexistência de soldados do sexo masculino e feminino vem aumentando sua atividade sexual

Israel celebra parada do orgulho gay em Jerusalém enquanto o primeiro-ministro direitista Benjamin Netanyahu nomeia ministro da Justiça gay, o primeiro ministro assumidamente gay em Israel

Igreja Evangélica dos EUA cancela evento em honra de Israel depois que diplomatas israelenses se juntaram à parada do orgulho homossexual local

Os profetas de Israel celebrariam o aniversário de 70 anos do Estado de Israel?

Israel recusa reconhecer genocídio de cristãos armênios

Benjamin Netanyahu, judeus direitistas e a agenda gay em Israel

Aborto em Israel: Por que não há protestos públicos generalizados de cristãos pró-vida?

Por que Israel está salvando terroristas islâmicos?

O Holocausto e as críticas mal direcionadas de um judeu brasileiro contra conservadores na Europa e América

Liberdade cristã nos EUA, Rússia, Israel e Brasil

Questões judaicas: um esclarecimento aos cristãos sobre sua percepção dos judeus

Israel condena Irã, não a Arábia Saudita, por perseguir cristãos

O que todo cristão precisa saber sobre Israel

4 comentários :

Cicero disse...

Se máscaras, álcool, distanciamento, lockdown resolvesse então a peste chinesa teria diminuído, mas está aumentando no mundo todo!😮
E NENHUMA vacina tem comprovação científica OFICIAL, todas estão em caráter experimental/emergencial, onde o mundo virou um grande rebanho manipulado de cobaias!💥🤦

O Sousa da Ponte - João Melo de Sousa disse...

Muitos países obrigam ao certificado internacional de vacinas para entrada no país.

Eu vivi em África, sou europeu, e tive fazer não sei quantas vacinas obrigatórias para ir para a certos países. Fiz também as facultativas. Tenho um certificado internacional de vacinas muito completo. Não virei jacaré nem me sinto mal.

Há vacinas que fazem reacção. Febre, mal estar e reacção no sítio da vacina.

É aborrecido. Melhor que febre amarela ou varíola ou polio.

Podemos ter delírios sobre terra plana, monolitos, e o que mais quisermos que são inofensivos.

Sobre vacinas é questão de vida ou morte.

E a vida é importante.

Eu tenho muitas dúvidas duma vacina da Rússia. Se funcionar... Venha ela.

Politizar vacinas é do pior.


A ciência, que permite esta conversa, é a solução.


Depois dos cientistas descobrirem a resposta para o vírus podem vir os religiosos darem graças a Deus ou aos deuses para o fim do mesmo.

Graças a Deus acabou.. Graças às nossas preces.


Primeiro teve um cientista, sem rezas, de decobrir a cura.

Nenhuma igreja de curas milagrosas tem cura para o covid sem o cientista a fazer...

Nem covid nem amputados.



Vinicius disse...

João, o problema não é usar vacinas pra entrar em certos países, afinal se o pais requer e você quer ir para o pais então tem que respeitar a soberania daquele pais nessa decisão (diferente de Israel, que esta proibindo o próprio povo de ir e vir). Ninguém aqui nunca falou de Jacaré ou coisa assim, isso é doidice do Bolsonaro. Ninguém aqui também fala de terra plana ou essas teorias da conspiração. Você ignora também que grande parte dos médicos que criaram varias vacinas eram cristãos também (porque você diz sem rezas, mas como saber se muitos destes cientistas cristãos não oraram para Deus?), e um cristão agradece a Deus não porque Ele criou as vacinas literalmente, mas sim porque em tudo devemos dar graças a Deus, na tristeza e na alegria sempre devemos dar graças a Deus, isso é parte da fé do cristão, e também damos as honras aos médicos e profissionais que se esforçam em fazer os remédios e vacinas, ninguém ignora eles. O mesmo se aplica a outras coisas além de medicina, caso um policial salve um cristão de um ladrão, o cristão dará graças a Deus, mas também agradecerá ao policial, as duas coisas não são excludentes.

Cicero disse...

A China lança a peste e em alguns meses já tem vacina, acompanhada de gananciosos laboratórios!🤦
Vacinas precisam de tempo de estudos de reação nos voluntários por anos. A vacina q menos levou tempo foi 5 anos da caxumba.
Muitos cientistas foram cristãos realmente. Vejam o que disse o notável médico e cientista francês Louis Pasteur:

"Um pouco de ciência nos afasta de Deus. Muito, nos aproxima."

"Quanto mais eu estudo a natureza, mais eu fico maravilhado com as obras do Criador. A ciência me aproxima de Deus."

"Em nome da ciência eu proclamo a Jesus Cristo como Filho de Deus. Meu senso científico, que valoriza muito a relação entre causa e efeito, compromete-me a aceitá-lo como fato. Minha necessidade de adorar encontra nEle a mais plena satisfação."