25 de fevereiro de 2021

Depois de propaganda em massa por décadas, um recorde de 5,6% de todos os americanos, inclusive 16% de adultos com idade entre 18 e 23 anos, se identificam como LGBTQ

 

Depois de propaganda em massa por décadas, um recorde de 5,6% de todos os americanos, inclusive 16% de adultos com idade entre 18 e 23 anos, se identificam como LGBTQ

Julio Severo

Um recorde de 5,6 por cento dos americanos agora se identificam como LGBTQ, a maioria dos quais se diz bissexual, de acordo com uma pesquisa importante. Esse aumento vertiginoso não é coincidência: por décadas os Estados Unidos estão enfrentando propaganda e doutrinação gay em massa na mídia e nas escolas.



O Gallup em 23 de fevereiro de 2021 publicou sua pesquisa sobre identificação LGBTQ, mostrando um aumento desde que a pesquisa foi realizada em 2017.

Ou seja, de 2017 a 2020 — os anos apontados por muitos direitistas como anos de Trump —, a propaganda gay avançou sem oposição.

Normalmente, os homossexuais são 1 ou 2 por cento da população. Mas qualquer produto, sexual ou não, que receba propaganda em massa terá mais vendas. Portanto, não é de se admirar que a homossexualidade esteja sendo abraçada por um grande número de pessoas. É puro marketing — fabricado nos EUA.

Embora nações cristãs como a Rússia tenham leis que proíbem a propaganda LGBT para proteger crianças e adolescentes contra a homossexualidade predatória, o governo Trump não fez absolutamente nada para proibir tal propaganda. Com Joe Biden, o que era ruim está ficando pior.

Diferente da Rússia, crianças e adolescentes nos EUA não têm proteção legal ou cultural contra a propaganda LGBT predatória. O único espaço nos EUA contra a propaganda gay são as igrejas cristãs conservadoras.

Entretanto, na sociedade americana mais ampla, a propaganda e doutrinação LGBT andam a solta e a oposição aos esforços gays predatórios é censurada. Já fui censurado pelo Facebook várias vezes, inclusive por postar um versículo bíblico contra o pecado homossexual. Antes da eleição presidencial de 2020 nos EUA, minha conta pessoal oficial foi banida permanentemente pelo Facebook.

Então, quando há um grupo que tem plena “liberdade de expressão” para propagandear atos homossexuais e um grupo (composto por cristãos conservadores e outros conservadores) censurado por se opor à propaganda predatória para crianças, o resultado final é perversão. Enquanto a propaganda predatória não for detida, o número de jovens americanos que optam por experimentar o produto homossexual da propaganda aumentará sem parar.

A pesquisa Gallup confirma isso.

Os resultados dessa pesquisa, com base em mais de 15.000 entrevistas realizadas ao longo de 2020 com americanos de 18 anos ou mais, revelaram que as gerações mais jovens são mais propensas a dizer que são LGBTQ com um em cada seis adultos de idades entre 18 e 23 — ou 15,9 por cento — identificando como tais.

Normalmente, os americanos compram mais um produto que é propagandeado todos os dias, e o produto homossexual tem sido propagandeado, exaltado, elogiado e glorificado dia após dia nos grandes meios de comunicação, escolas, redes sociais, etc. Mas com uma diferença: Enquanto você é livre para criticar qualquer produto e propaganda, você não tem permissão de criticar o produto e propaganda homossexual. Você só tem permissão para se juntar ao coro elogiando-os.

Mesmo sob Trump, que era considerado “conservador” por muitos direitistas, os EUA estavam sistematicamente se tornando a Nova Sodoma. Com Biden, a Nova Sodoma está avançando para a Grande Sodoma.

Em certo sentido, “Engrandença Sodoma de Novo” aconteceu sob Trump, especialmente entre os jovens. Com Biden, “Engradença Sodoma de Novo” é uma bandeira mais explícita.

Trump perdeu uma chance de ouro de lutar contra as forças das trevas que estão transformando os EUA na Nova Sodoma, mas ele optou por não lutar contra o “casamento” gay e outros itens da ideologia gay. Em vez disso, ele escolheu defender o “casamento” gay e lançar uma campanha global para legalizar a sodomia em todo o mundo.

O Partido Republicano elogiou Trump como o presidente mais pró-sodomia da história dos EUA.

Os republicanos homossexuais também elogiaram Trump.

Com Biden, que é um católico esquerdista, as pessoas esperam um aumento da propaganda e produtos homossexuais. Em contraste, quando um conservador é o presidente dos Estados Unidos, as pessoas esperam proibição ou menos propaganda e produtos homossexuais. Mas isso não aconteceu durante o governo Trump.

Os esquerdistas não hesitam em banir os conservadores no Facebook e em outros lugares. Estranhamente, os políticos conservadores dos EUA têm todos os tipos de hesitações para banir a propaganda e produtos gay predatórios visando crianças e adolescentes.

Portanto, o aumento de jovens adotando a homossexualidade nos EUA de 2017 a 2020 mostra o fracasso do governo Trump em lidar diretamente com o excesso de liberdade abusiva da propaganda gay predatória, doutrinação e produtos de lavagem cerebral. Se o governo Trump fosse conservador, deveria ter feito esforços para proteger crianças e adolescentes da propaganda, doutrinação e produtos gays predatórios.

Biden está fazendo todo o possível para promover a homossexualidade predatória. Ninguém tem dúvidas sobre isso. Ele não está decepcionando os esquerdistas. Mas o que muitos conservadores estão se perguntando é: “Por que Trump não fez todo o possível para proibir a propaganda gay predatória, doutrinação e produtos de lavagem cerebral para crianças e adolescentes? Por que ele desapontou os conservadores na questão homossexual?”

Com os esquerdistas governando os Estados Unidos, o número de jovens que escolhem a homossexualidade aumentará a cada ano. E se outros Trumps forem eleitos para representar os conservadores, nada impedirá outros aumentos.

A liberdade de expressão nos EUA de hoje está a serviço exclusivo dos esquerdistas, que podem proibir ou promover qualquer pessoa à vontade. Com eles, os EUA estão se tornando a Grande Sodoma. Mas o que os conservadores estão fazendo para proteger os EUA e suas crianças do violento ataque homossexual?

O que acontece quando uma nação não quer proteger seus próprios filhos?

Se uma sociedade está fadada à destruição quando os socialistas promovem a homossexualidade, o que acontece quando socialistas e direitistas fazem isso?

Com informações do Daily Mail.

Versão em inglês deste artigo: After massive propaganda for decades, a record 5.6% of all Americans, including nearly 16% of adults aged between 18 and 23, identify as LGBTQ

Fonte: www.juliosevero.com

Leitura recomendada sobre o imperialismo homossexualista de Biden:

Nigéria e outras nações africanas preocupadas com a ameaça do imperialismo LGBT de Joe Biden

Leitura recomendada sobre o imperialismo homossexualista de Obama:

Liderando o mundo pelo mau exemplo: Obama e o “casamento” gay

Obama: Jesus é a base do apoio ao “casamento” gay

Obama: Meu governo é o mais pró-homossexualismo da história

Sob Obama, EUA importarão gays

Hillary Clinton: Objeções religiosas à homossexualidade são como apoiar assassinatos de honra e queimar viúvas

Estados Unidos: entre a Gaylândia e a Maomelândia

Ministério de Segurança Nacional dos Estados Unidos monitorando Julio Severo?

Obama quer EUA como agência policial mundial a favor do homossexualismo

Obama declara junho o mês do orgulho gay

Rússia versus globalistas LGBT

“Casamento” gay: Obama mentiu, Rick Warren acreditou

EUA nomeiam primeiro embaixador mundial da agenda homossexual

EUA querem combater movimento anti-homossexualismo no mundo inteiro

Trump e Obama: O que mudou entre eles sobre homossexualidade e Arábia Saudita?

Obama: Jesus é a base do apoio ao “casamento” gay

Leitura recomendada sobre o imperialismo homossexualista de Trump:

Ganhando or Perdendo? A Guerra, ou ex-Guerra, contra a Homossexualidade Predatória e Seu “Casamento” Profano

É esta a verdadeira razão pela qual Trump perdeu a eleição — e o favor de Deus?

Reeleição de Trump: As profecias evangélicas falharam

O aparelhamento direitista da homossexualidade, um desafio para os cristãos

Steve Bannon e suas opiniões sobre homossexualismo

Como os líderes evangélicos podem criticar o ativismo homossexual no governo Trump se eles estão envolvidos em escândalos sexuais?

Maior revista gay dos EUA furiosa com protesto evangélico contra iniciativa do governo dos EUA de descriminalizar a homossexualidade em todo o mundo

Defesa da pedofilia derruba proeminente gay “conservador”

Maior conferência conservadora dos EUA bane organização cristã pró-família e aprova grupo homossexualista

Apoiadores de Trump não sabem que ele está apoiando a agenda gay

Trump é o “presidente mais pró-homossexualismo da história americana,” de acordo com republicano Richard Grenell

Trump é o presidente republicano mais pró-sodomia da história dos Estados Unidos

Os profetas e os políticos adúlteros

Embaixada dos EUA em Moscou celebrou despeitosamente o mês do “orgulho” LGBT na Rússia

Embaixada dos EUA no Brasil celebrou Dia do “Orgulho” LGBTI

Casa Branca de Trump está aberta para ouvir algumas partes da Bíblia, mas nenhuma condenação bíblica do sexo de homens com homens

Trump louvou “casamento” gay na véspera de visita à Índia

Tony Perkins, do Conselho de Pesquisa da Família, e ativismo cristão emasculado

Governo Trump usa linguagem esquerdista para repreender a Zâmbia por suas leis contra a homossexualidade

Governo Trump impondo a agenda LGBT no país da Geórgia, mas o povo resiste

Engrandecendo a sodomia de novo: Trump se torna o primeiro presidente do Partido Republicano a celebrar o Mês do Orgulho LGBT ao lançar campanha para legalizar a homossexualidade em todo o mundo

Quem está incomodado que pedi mais energia conservadora do Conselho de Pesquisa da Família contra a agenda gay? O Observatório da Direita, da organização esquerdista People for the American Way!

Conselho de Pesquisa da Família: Servindo ao conservadorismo ou servindo ao Partido Republicano?

Trump apoia o “casamento gay” enquanto seus apoiadores cristãos conservadores permanecem em silêncio

Governo Trump busca legalização da homossexualidade em todo o mundo enquanto crianças e outras vítimas da homossexualidade são esquecidas

Pelo segundo ano, Departamento de Estado de Trump reconhece junho como Mês do Orgulho LGBTI

O que os EUA ganharão engrandecendo a sodomia?

EUA, União Europeia, Brasil, Argentina, Chile e Israel pressionam Romênia a adotar o ativismo homossexual

Trump faz discurso pró-vida histórico, mas comete a gafe de congratular republicanos homossexuais

Departamento de Estado de Trump reconhece junho de 2017 como Mês do Orgulho LGBTI

Ivanka Trump posta mensagem de apoio ao Mês do Orgulho LGBTQ nos EUA

Embaixadas americanas sob Trump avançam a agenda LGBT

Trump continua o imperialismo homossexual de Obama e frustra conservadores cristãos

Trump e Obama: O que mudou entre eles sobre homossexualidade e Arábia Saudita?

Governo Trump mostra resposta progressista à agenda gay

O esquerdista, o direitista e o bolo

Um comentário :

Anônimo disse...

Já é comprovado que homossexualismo é comportamental. As crianças crescem em um ambiente onde ele é tido como normal então a consequencia é seu aumento e com ele o aumento da pedofilia, pederastia e dsts.

Em breve a profecia David Wilkerson deve se cumprir, onde gangues de gays saqueariam aos montes. As demais profecias dele tem se cumprido, temos agora muito vício em drogas, pornografia violenta, secularização massiva, sacerdotes gays ordenados, e um papa progressista.

A boa notícia é que em meio a tamanha apostasia um grande despertar vai ocorrer, e será entre aqueles do terceiro mundo.