7 de novembro de 2020

Confiança em meio a turbulências políticas

 

Confiança em meio a turbulências políticas

Julio Severo

O Apóstolo Paulo viveu uma das épocas mais sangrentas de perseguição aos cristãos sob o Império Romano, que matava cristãos.



Mas em vez de apontar para as trevas e maldade dos políticos de sua época e em vez de se preocupar com a crueldade dos governos de sua época, ele encorajava os cristãos:

“Alegrem-se sempre no Senhor. Novamente direi: alegrem-se! Seja a amabilidade de vocês conhecida por todos. Perto está o Senhor. Não andem ansiosos por coisa alguma, mas em tudo, pela oração e súplicas, e com ação de graças, apresentem seus pedidos a Deus. E a paz de Deus, que excede todo o entendimento, guardará os seus corações e as suas mentes em Cristo Jesus.” (Filipenses 4:4-7 NVI)

Muitas pessoas poderiam perguntar: “Mas como Paulo conseguia ter tal atitude tranquila e confiante enquanto o imperador romano trucidava os cristãos?”

Paulo confiava em Jesus, que reina num governo eterno e indestrutível. Esse governo se chama Reino de Deus, com leis inabaláveis e com “políticas” que curam a alma e o corpo e destroem as obras do diabo.

Paulo entendia que ele era cidadão desse reino celestial.

Com tal entendimento, ele podia pedir oração pelo cruel imperador romano:

“Antes de tudo, recomendo que se façam súplicas, orações, intercessões e ações de graças, em favor de todas as pessoas; pelos reis e por todos os que exercem autoridade, para que tenhamos uma vida tranquila e pacífica, com toda a piedade e dignidade. Isto é bom e agradável diante de Deus, nosso Salvador, o qual deseja que todas as pessoas sejam salvas e cheguem ao pleno conhecimento da verdade.” (1 Timóteo 2:1-4 King James Atualizada)

Em crueldade e sadismo, o imperador romano em nada perdia para o pior ditador comunista ou tirano islâmico. Muitos hoje, olhando somente para os efeitos do governo humano, orariam somente para o imperador morrer logo.

Paulo teria esses sentimentos se ele olhasse apenas para baixo, não para cima. Ele foi preso pelo Império Romano e suas autoridades mais de uma vez. E no final ele foi executado pelo Império Romano.

No entanto,olhando somente para os efeitos poderosos do Reino de Deus, Paulo orava e pedia para que os cristãos orassem para que o sangrento imperador romano chegasse a ser salvo e alcançasse o conhecimento da verdade.

Nada que o Império Romano ou outro governo humano fizesse poderia abalar o Governo de Deus e a salvação que Ele dá aos que aceitam Jesus. Quem é cidadão do Reino de Deus está eternamente seguro num Governo inabalável, por mais que os governos humanos se abalem e abalem seus cidadãos aflitos.

Quando olhamos para os governos humanos e seus efeitos, ficamos desanimados e sem vontade de sentir alegria. Mas quando olhamos para o Reino de Deus, um governo eternamente vencedor, nos alegramos, como Paulo se alegrava.

Governos humanos sempre decepcionam.

O Governo de Deus nunca decepciona e sempre alegra quem tem olhos fixos em Jesus.

Versão em inglês deste artigo: Trust in the Midst of Political Turmoil

Fonte: www.juliosevero.com

Leitura recomendada:

O milagre da simplicidade do Evangelho

A força escondida da intercessão

Os cristãos precisam buscar o batismo e os dons sobrenaturais do Espírito Santo

Zumbi teológico tenta transformar autor do Evangelho de Lucas em zumbi

Nadar e dirigir é perigoso… para quem não sabe nadar e dirigir

Rev. Larry Christenson, pioneiro luterano carismático

Rex Humbard, o primeiro e mais importante televangelista que abençoou milhões

Desarmamento espiritual não é ideia de Deus

Expulsão de demônios: verdades e confusões

Rev. Larry Christenson: Entendendo o dom de línguas

Jesus, os fariseus e os cessacionistas

O Evangelho, os demonizadores e os expulsadores de demônios

Johann Christof Blumbhardt: Quando o poder de Deus se revela

O reavivamento perfeito?

Julio Severo busca mobilizar os cristãos a orações diárias com “Prophetic Prayers” (Orações Proféticas)

Um comentário :

Jorge disse...

Maravilhoso. Glória ao Rei dos Reis.