7 de junho de 2020

Depois de chamar governo Bolsonaro de “merd*,” Olavo de Carvalho diz que pode derrubá-lo


Depois de chamar governo Bolsonaro de “merd*,” Olavo de Carvalho diz que pode derrubá-lo

Depois que Silas Malafaia e outros pastores oram por Bolsonaro e lançam data nacional de oração e jejum, Olavo de Carvalho fica posssesso

Julio Severo
Na madrugada de domingo, 7 de junho de 2020, Olavo de Carvalho explodiu, querendo explodir tudo. Num vídeo público dirigido ao Presidente Jair Bolsonaro, ele disse:
Há décadas existe esse gabinete de ódio contra o Olavo de Carvalho, porra, e venha depois dizer que você é meu amigo. Você não é meu amigo não. Você simplesmente se aproveitou. Tá certo, vem e me dá uma condecoraçãozinha. Enfia a condecoração no c*. Não quero mais saber.
Outra coisa, você não está agindo contra os bandidos, você vê o crime, eles cometem os crimes, você presencia em flagrante e não faz nada contra eles. Isso chama-se prevaricação. Quer levar um processo de prevaricação da minha parte?
Esse pessoal não consegue derrubar o seu governo? Eu derrubo. Continue inativo, continue covarde, eu derrubo essa merd* desse seu governo.
Você pode ver os comentários de Olavo neste vídeo: https://www.facebook.com/julio.severo/posts/10158437920029630
O principal motivo para Olavo acusar publicamente Bolsonaro foi porque ele acha que Bolsonaro tem a obrigação de usar a máquina do Estado para perseguir seus inimigos. Essa não é uma acusação nova. Em janeiro de 2019, logo depois da posse de Bolsonaro, Olavo apelou para que Polícia Federal investigasse a mim, Julio Severo, sob a alegação de que minhas denúncias contra ele envolvendo Inquisição e ocultismo são conluios pagos pelo governo russo que ameaçam segurança nacional.
O homem é tão paranóico ou demoníaco que nos meus artigos contra ele sobre Inquisição e ocultismo ele enxerga uma conspiração do governo russo, me financiando e talvez até me treinando, com o objetivo exclusivo de derrubar a ele e os planos dele para o Brasil.
A Polícia Federal, que está sob o comando do governo Bolsonaro, não me investigou — até onde eu saiba. E isso foi um dos motivos que deixaram Olavo furioso, amargurado e demoníaco. E se a Polícia Federal me investigasse, o que descobriria? Um pai de vários filhos pequenos que luta para sobreviver sem apoio de nenhum governo e organização. Nada mais.
As acusações de Olavo, pedindo todos os tipos de ações governamentais contra seus inimigos, é um perfeito retrato de sentimentos ditatoriais. Todo ditador busca usar a máquina do governo contra seus inimigos.
Contudo, as acusações de Olavo podem ser manifestações de ira demoníaca. Na sexta-feira, 5 de junho de 2020, os maiores líderes evangélicos do Brasil se reuniram para orar pessoalmente por Bolsonaro. Na ocasião, eles pediram que domingo, 7 de junho de 2020, fosse dedicado como data de oração e jejum. O grupo de pastores foi dirigido pelo televangelista Silas Malafaia, que tem frequentemente confrontado as mentiras de Olavo. Na última vez, Malafaia chamou Olavo de “astrólogo idiota” depois que Olavo declarou que “tudo o que acontece de mau no Brasil vem das igrejas evangélicas.”
Certamente, muitos evangélicos, em respeito à data especial, se dedicaram à oração e jejum. A reação pois de Olavo é a reação típica de um homem cheio de demônios que ao ver um povo orando, explode de raiva e insanidade.
Se essas orações e jejuns continuarem, Olavo será liberto de sua legião de demônios ou vai ser removido por Deus para parar de atrapalhar o governo do Brasil.
A data de oração e a reação demoníaca de Olavo são apenas um sinal de que se as orações continuarem, a principal atividade demoníaca atrapalhando a vida e governo de Bolsonaro será removida.
É de conhecimento comum que orações e jejuns deixam demônios e suas vítimas possessas agitadas. Quanto maiores as orações e jejuns, maiores as agitações.
Diante desse quadro de atividade demoníaca, o povo evangélico brasileiro precisa orar muito mais, pois pelo fato de que Bolsonaro não conhece Jesus Cristo como Salvador, ele se deixa facilmente iludir por um mero Rasputin. Essa ilusão é tão grande que Bolsonaro fez o impensável apenas para bajular o Rasputin que hoje o xinga e ameaça derrubar seu governo: Bolsonaro deu a Olavo a condecoração mais elevada do governo brasileiro, não porque Olavo tenha feito algo honroso pelo Brasil, mas exclusivameante para bajulá-lo. Agora, o bajulado chama o governo Bolsonaro de “merd*.”
A oração de Malafaia e seu grupo de pastores foi um sucessso. Os demônios já estão agitados.
A data de oração e jejum pelo Brasil foi um sucesso, pois o homem possesso que mais luta contra o Brasil está agitado.
Ficou muito claro que se Bolsonaro, depois de toda essa oração, não conseguir se libertar da má influência de Olavo de Carvalho, o governo brasileiro vai virar uma ditadura no modelo da seita ocultista da Escola Tradicionalista.
Leitura recomendada:

5 comentários :

Alexandre disse...

Bolsonaro já tentou intervir na PF em benefício próprio, o que culminou com a saída do ministro Moro, ele morre negando, com medo de perder o cargo por crime de responsabilidade, mas nós sabemos que está mentindo.

O Sousa da Ponte - João Melo de Sousa disse...

O Presidente Bolsonaro teve tudo a favor dele. Um desapontamento enorme da população no PT, tinha o apoio das igrejas evangélicas mais ricas e influentes, e a industria , grande comércio e do exército. Conseguiu o apoio de Moro. Um reconhecido ministro da economia. Tinha como teórico o Olavo de Carvalho. Que era uma mais valia junto da direita brasileira. Fora do Brasil é um desconhecido mas dentro do Brasil parece um filósofo.

Claro que uma coisa é falar para fiéis outra é governar. Ele copiou o Trump. Trump é um homem sem princípios mas astuto. Fideliza a base de apoio mas passa sempre a culpa para os outros e se calhar ainda vai ganhar as eleições.

O ministro Moro era uma mais valia em votos e credibilidade mas difícil de conciliar com o gabinete dos filhos e com as relações perigosas com Silas Malafaia , a IURD ou o Valdomiro. Moro não ia querer ser ligado aos evangélicos do Brasil e ao narco trafego. A lavagem de dinheiro é do conhecimento público, tem a ajudas das grandes igrejas evangélicas. Ligações muito próximas podiam destruir a reputação de Moro e era algo que ele nem podia fechar os olhos. Depois o COVID. Foi desastroso. Tinha um ministro credível, substitui por outro que também sai e fica com um militar na saúde. Agora copia Trump e quer sair da OMS.

Agora os ministros credíveis saíram do barco, O Olavo bateu com a porta, o exército não está com vontade de dar um golpe.

Resta-lhe quem ? As igrejas evangélicas , os narcos e o centrão. Tem 20 ou 30% da população que o seguem até ao fim do mundo. O Moro anda em cima das ilegalidades, o centrão e igrejas vão exigir este mundo e o outro. O COVID 19 está descontrolado.

Acaba no impeachment e muito provavelmente preso.

Bolsonaro está a usar os últimos trunfos que é tentar desestabilizar o país ao ponto de os militares darem um golpe militar. Ideia tola de toda. Em primeiro lugar o golpe era para o derrubar. A desculpa para um golpe militar era a incapacidade das instituições governarem e Jair é o presidente. Depois um governo militar no Brasil ficava tão isolado internacionalmente como Cuba ou a Venezuela. Teriam de se unir a Cuba, Venezuela, Rússia e China em posição sub-alterna.

O governo Bolsonaro acabou e ninguém vai ter vontade de ficar ligado a ele. Trump também já se desmarcou de Bolsonaro.

Foi mais uma oportunidade perdida do Brasil. Venha o próximo a ver se faz alguma coisa.

Fátima Ramos. disse...

Honras e glórias ao Eterno e Onipotente ...vamos continuar orando..e olha meu irmão que ainda ontem eu disse em uma conversa com amigos sobre oração"os alicerces da maldade estão sendo abalados na nossa nação".


Cicero disse...

Deus permitiu que esse Bolsonaro assumisse a presidência, assim como permitiu Saul assumir o trono, mas logo deu um chute em Saul e botou outro melhor, assim parece ser o destino de nosso presidente!

Adam disse...

Olavo queria a Polícia Federal investigando um cidadão livre que faz críticas a ele, mas o que aconteceu foi a PF indo atrás dos alunos dele, terraplanistas disseminadores de fake news, negacionistas da letalidade da Covid-19.

Sei de casos de pais de conhecidos que ignoraram o perigo da doença, se expuseram sem os devidos cuidados, se contaminaram e morreram.

Eu só queria entender que esses caras ganham espalhando essas coisas. Só pode ser coisa do demônio, como ocorre com as feministas abortistas.