3 de abril de 2020

Líderes pró-vida expressam preocupação com fechamento de igreja e prisão de um pastor, enquanto as clínicas de aborto continuam abertas em 47 estados dos Estados Unidos


Líderes pró-vida expressam preocupação com fechamento de igreja e prisão de um pastor, enquanto as clínicas de aborto continuam abertas em 47 estados dos Estados Unidos

Matti Stevenson
Líderes pró-vida dos EUA hoje expressaram muita preocupação que igrejas estejam sendo forçadas a fechar — e um pastor foi preso por realizar cultos de domingo — enquanto as clínicas de aborto têm permissão de permanecer abertas em todos os estados dos EUA, exceto Texas, Oklahoma e Iowa, durante o lockdown devido ao COVID -19.
“Como ousam prender pastores e fechar as portas da igreja enquanto a indústria do aborto permanece aberta para espalhar o vírus e colocar nossas vidas em risco?” disse Janet Porter, presidente e fundadora da Faith2Action (f2a.org) e a autora do projeto original de lei pró-vida da pulsação do coração.
“Enquanto a liberdade de expressão e a liberdade de religião estão sendo proibidas, a Federação de Planejamento Familiar [que é a maior rede de clínicas de aborto dos EUA] continua se safando com seus assassinatos,” disse Mark Harrington, presidente de Created Equal (createdequal.org), uma organização pró-vida. “A cura agora é pior que a doença.”
O pastor da Flórida, Rodney Howard-Browne, foi preso e fichado em uma prisão local na segunda-feira, depois de realizar cultos de domingo na Igreja The River em Tampa Bay. Howard-Browne foi acusado de reunião ilegal e violação da ordem municipal de permanência em casa. Ele foi liberado mais tarde sob fiança.
Enquanto isso, o prefeito de Nova Iorque Bill de Blasio ameaçou fechar igrejas e sinagogas “permanentemente” se elas se recusarem a fechar durante a pandemia. E o governador da Virgínia, Ralph Northam, declarou que reuniões de dez ou mais pessoas em igrejas podem resultar em uma multa de US$ 2.500 e até um ano de prisão.

Padrão duplo mortal

“Em uma pandemia, um duplo padrão é mortal,” disse Porter. “Ou existe uma ameaça ou não existe. Devemos fechar as portas da indústria do aborto ou abrir as portas da igreja.”
“Por definição, as cirurgias realizadas pelas clínicas de aborto são opcionais — é por isso que chamam de ‘escolha,’” disse Harrington.
Classificar o aborto como “assistência médica essencial” durante a crise atual é “absurdo,” disse Mark Crutcher, fundador e presidente de Life Dynamics (lifedynamics.com), uma organização pró-vida com sede no Texas.
“Os provedores de aborto não se importam com a existência de uma pandemia,” disse ele. “Tudo o que eles querem é matar bebês. Não pode haver vacas sagradas em uma pandemia. É indefensável.”
“Uno-me a mais de 100 líderes e 30.000 profissionais de saúde em pedir ao presidente Trump que feche a porta para o coronavírus fechando as portas da indústria do aborto antes que o vírus se espalhe ainda mais pelas fronteiras estaduais e pelo país,” disse Porter.

Clínicas de aborto “desafiam ordens”

O Texas acabou de ganhar sua apelação anulando uma ordem judicial inferior, e todas as clínicas de aborto do Texas permanecem fechadas. Da mesma forma, Oklahoma e Iowa detiveram o aborto, enquanto os governadores de vários estados — inclusive Ohio, Kentucky, Louisiana, Mississippi, Tennessee e Indiana — emitiram ordens diretas para fechar as clínicas de aborto em seus estados, disse Porter. Os juízes impediram que essas ordens fossem executadas.
“A indústria do aborto continua a desafiar as ordens estaduais e nacionais de saúde, colocando a todos nós em risco do vírus mortal COVID-19. Até que as clínicas de aborto sejam fechadas, nenhum de nós estará seguro,” disse Porter.
Mais de 100 líderes pró-vida proeminentes — inclusive o Dr. James Dobson, fundador de Focus on the Family — apoiam o pedido de ação imediata para impedir a disseminação do COVID-19. Outros apoiadores incluem Tim Wildmon, presidente da Associação Americana da Família, e Tom DeLay, ex-presidente da Câmara dos Deputados dos EUA. A eles se juntam 30.000 profissionais médicos no StopTheSpreadRightNow.com.
Leitura recomendada sobre coronavírus:

Um comentário :

Alexandre disse...

Depois ainda se perguntam o porquê da pandemia, fora outros males, estar varrendo os EUA.