29 de março de 2020

43 pessoas adoeceram em igreja pentecostal depois de culto de avivamento, 10 testaram positivo para coronavírus


43 pessoas adoeceram em igreja pentecostal depois de culto de avivamento, 10 testaram positivo para coronavírus

Leonardo Blair, jornalista do Christian Post
Vários membros de uma igreja pentecostal de Illinois, EUA, estão hospitalizados ou em quarentena doméstica, depois que pelo menos 43 congregantes adoeceram depois de um culto de avivamento dois domingos atrás, e pelo menos 10 deles testaram positivo para o novo coronavírus.
Igreja A Vida de Glenview
Em uma postagem no Facebook na quarta-feira à noite, Layna LoCascio, esposa do pastor Anthony LoCascio, que lidera a Igreja A Vida de Glenview, disse que pelo menos 43 das aproximadamente 80 pessoas que estiveram num culto em 15 de março em sua igreja ficaram doentes e todos os que fizeram teste para o novo coronavírus deram positivo para o vírus que já matou mais de 1.470 e infectou mais de 97.000 pessoas nos Estados Unidos.
“Temos 43 infectados (no mínimo) em nossa igreja ou ligados à nossa igreja desde nosso último culto em 15 de março. Todos eles não foram testados, mas quem faz o teste acaba dando positivo, e todos temos os mesmos sintomas. Simplesmente não é fácil. Especialmente não é fácil quando você é líder e pastor de uma igreja preciosa e todos nós fomos infectados juntos,” escreveu ela.
Os líderes da igreja disseram que o culto foi realizado dias antes da ordem do govenador para ficar em casa. No entanto, foi depois que as autoridades pediram que grandes eventos públicos fossem reduzidos a 1.000 pessoas e que os privados tivessem no máximo 250 participantes, noticiou o jornal Chicago Tribune.
O pastor LoCascio disse ao jornal Daily Herald que ele havia pensado em cancelar o culto inicialmente, mas pelo fato de que o número de casos confirmados de coronavírus em sua área era baixo, ele decidiu contra, principalmente porque eles tinham um pregador convidado vindo e haviam promovido evento por um tempo.
“Tinhamos um pregador convidado. Estávamos promovendo o evento,” afirmou ele. “Fizemos o anúncio: ‘Se você estiver doente, fique em casa.’ Nós não sabíamos que [isso iria acontecer]. Ninguém sabia.”
A decisão de não cancelar causou muita sofrimento a muitos, inclusive o pastor LoCascio, o evangelista convidado Eli Hernandez, bem como um membro da igreja que está lutando contra o câncer.
“Um das principais colunas de nossa igreja, que tem câncer, está no hospital com pneumonia, infecção no sangue e câncer de pâncreas e Covid19. Ele não está nada bem. Ele está na UTI e em um respirador. Meu marido está chateado com isso! Muito chateado! Ele também está muito doente,” escreveu Layna LoCascio.
“Já fazem 11 dias seguidos que ele tem febre e está doente. Ele ainda está com febre e agora tosse, mas consegue andar, conversar e comer pelo menos. (Ficou tão ruim que ele me pediu para verificar seu seguro de vida, pobrezinho.) Sem as orações de pessoas preciosas de todo o país orando, poderíamos ter tido um cenário diferente,” disse ela, pedindo orações contínuas.
Layna LoCascio disse que ela, seu marido e o evangelista visitante haviam acabado de participar de uma conferência de pastores na área metropolitana de Chicago, onde os casos de coronavírus estavam explodindo, apenas alguns dias antes do culto de avivamento em 15 de março e eles podem ter sido infectado lá.
“Se fosse apenas a nossa família, seria muito mais fácil lidar com isso, mas quando afetou tanta gente em nossa igreja, é muito difícil… Mal sabíamos todos nós (líderes de nossa igreja, meu marido, eu e o irmão Hernández e sua família), mal sabíamos que provavelmente estávamos infectados com o Covid19,” disse ela.
Eles estavam ansiosos pelo culto especial porque era a última reunião deles antes do isolamento entrar em vigor, disse ela.
“Convidamos muitos convidados e membros. Todos sabíamos que era o último culto antes do isolamento. Tantas coisas bonitas aconteceram! As pessoas se encheram do Espírito Santo e até tivemos milagres. Ele até pregou sobre fé! (Irmão Hernandez.) Mas agora… agora ele está no hospital com pneumonia e sob sedação, não está nada bem. O que posso dizer? Desisto da minha fé? Eu olho diretamente nos olhos do que parece ser a situação mais temida que poderia vir disso?” ela perguntou.
“Minha doce e preciosa mãe (e provavelmente meu pai também) acabou sendo infectada e agora mamãe está em casa com uma tosse forte e de cama. Eu poderia sentar-me, ME AFLIGIR e me PREOCUPAR (e acredite, já fiz minha parte justa), e poderia deixar meu espírito dentro de mim MORRER, OUUUU eu poderia simplesmente escolher dizer: ‘EU CONHEÇO MEU DEUS!!!!’ E meu Deus diz ‘Eu estarei com VOCÊ’!!!
Ela continuou: “Meu Deus é MAIS do que suficiente para suprir todas as minhas necessidades, todas as NOSSAS necessidades! Mesmo que ele esteja tão SILENCIOSO quanto pode ser agora, SEI que já ouvi a voz dele antes e sei que ouvirei a voz dele DEPOIS!!! Ele nos disse!!! ELE NOS DISSE QUE ESTÁVAMOS INDO PARA O OUTRO LADO!!!! Eu não me importo com a intensidade da tempestade neste ‘mar da Galiléia.’ Ele PROMETEU à minha igreja um dinâmico reavivamento dos últimos tempos! Ele nos prometeu que seríamos um lugar de cura! Não vou me CURVAR! NÃO VOU ME CURVAR DIANTE DO MEDO!”
Layna LoCascio também postou um vídeo na página da igreja no Facebook, explicando que ela está tratando o marido com alho.
A Organização Mundial da Saúde diz que, embora o alho seja um alimento natural e possa ter “algumas propriedades antimicrobianas,” não existe “evidências a partir do surto atual de que comer alho tenha protegido as pessoas do novo coronavírus.”
Traduzido por Julio Severo do original em inglês do Christian Post: 43 people fall ill at Pentecostal church after revival, 10 test positive for coronavirus
Leitura recomendada sobre coronavírus:

6 comentários :

Flávio disse...

Igreja não pode se dobrar diante de um inimigo. Com certeza que uma igreja aberta onde o pastor receba 5 pessoas por vez ( se for um local que cabem 20) todas a 3 metros de distância uma da outra, com máscara e higienizadas ( álcool) então será bem menos perigoso que um supermercado ou hospital cheios

Mesaque disse...

Não é se dobrar perante o inimigo, é se proteger do inimigo, se o inimigo é um vírus, evite ser contagiado, as coisas são tão simples de se resolver, as pessoas testam Deus, não deviam fazer isto. Deus não vive em templos de tijolos, Deus está em todos os lugares, um culto com a família é tão gostoso, custa fazer isto até passar este problema?

Unknown disse...

A missão aos doze.
LC 09 vc E convocando os seus doze discípulos,deu lhes virtude e poder sobre todos os demônios,e para curarem enfermidade.
Reflexão,
1° Coríntios cap 11,v 18 Porque antes de tudo ouço que, quando vos ajuntais, na igreja,há entre vós dissensões, e em parte creio.
V31 Porque se nós nos julgassemos a no mesmo não seríamos julgados
V30 por causa disso há entre vós muitos fracos e doentes e muitos que dormem.

Canaã disse...

´´O prudente percebe o perigo e busca refúgio; o inexperiente segue adiante e sofre as conseqüências.´´

Provérbios 27:12
___

O momento agora é de ser prudente. Todo mundo em casa. Culto doméstico. Há muitos pastores e igrejas que estão realizando culto online ou lives, como por exemplo o pastor Hernandes, entre outros. Deus, em sua misericórdia infinita, nos permite cultuá-lo de dentro de casa pela Internet. Quando tudo passar voltamos aos templos e ao convívio em assembleia.

Alexandre disse...

Leiam Êxodo 12:22 e vejam quantos hebreus saíram de suas casas enquanto o anjo da morte dizimava os primogênitos do Egito, sedes prudentes e não tentai ao Senhor vosso Deus.

Paulo disse...

A igreja são pessoas. O que vai fechar não é a igreja e sim o espaço inanimado.

Podem até fechar o salão da Assembleia de Deus, da Batista, Metodista etc, mas as portas do inferno não prevalecerão contra a igreja do Senhor.