30 de agosto de 2019

Presidente do Templo Satânico nos EUA diz que mais de 50% dos membros satânicos são LGBTQ


Presidente do Templo Satânico nos EUA diz que mais de 50% dos membros satânicos são LGBTQ

Julio Severo
“No mínimo, mais de 50% de nossos membros são LGBTQ,” disse a presidente do Templo Satânico nos EUA em uma entrevista recente.
Lucien Greaves, que dirige o Templo Satânico dos EUA, disse à revista Attitude no Reino Unido: “Desde o início, quando uma de nossas primeiras ações foi realizar Missas Rosas, muitos indivíduos LGBTQ procuravam uma comunidade religiosa que não os visse como definidos por sua orientação sexual.”
O Templo Satânico vem ganhando fama nos EUA ao fazer campanha contra as leis pró-vida em nome da “liberdade religiosa” dos satanistas e ao fazer campanha em favor de leis homossexualistas.
“Nossas filiais estão sempre envolvidas com as paradas do orgulho gay nos Estados Unidos, estão sempre fazendo algo em prol do ativismo LGBTQ,” disse Greaves.
A Bíblia Satânica, de autoria de Anton Szandor LaVey, diz em sua página 36:
“O satanismo tolera qualquer tipo de atividade sexual que satisfaça adequadamente seus desejos individuais, seja heterossexual, homossexual, bissexual…”
Outras atividades recentes do Templo Satânico nos EUA incluem erguer uma estátua de Satanás ao lado de um presépio em Illinois e levar uma estátua gigante de Baphomet — uma criatura meio homem e meio bode representando o diabo — diante da assembleia legislativa do estado de Arkansas, EUA.
Com informações de LifeSiteNews.
Leitura recomendada:

Nenhum comentário :