12 de setembro de 2018

Ossos teológicos para distrair evangélicos desfocados


Ossos teológicos para distrair evangélicos desfocados

Julio Severo
Dias atrás, o astrólogo Olavo de Carvalho difamou: “As igrejas evangélicas fizeram mais mal ao Brasil do que a esquerda inteira.” Embora ele seja conhecido por tratar o esquerdismo como o maior mal do Brasil, agora ele arrancou a máscara, fez uma modificação apimentada e acusou, em essência, que o maior mal do Brasil é produto das igrejas evangélicas.
Em seguida, ele acusou, sem provas, que tal declaração radical foi em resposta a um suposto dilúvio de xingamentos de evangélicos contra ele. Tal dilúvio ocorreu como reação, mas sem xingamentos, depois que ele acusou as igrejas evangélicas de serem mais malignas do que a esquerda inteira. E como não poderia haver reação? Quem é que não fica revoltado de ser acusado de ser pior que esquerdista?
O que aconteceria, por exemplo, se o criminoso condenado Lula dissesse que o maior mal do Brasil é produto das igrejas evangélicas? Se não podemos aceitar tal difamação de Lula, por que aceitar de um mero astrólogo?
No entanto, em vez de assumir como homem sua calúnia infame e pedir perdão por essa e muitas outras difamações, o astrólogo tentou desviar a atenção, culpando as vítimas evangélicas de ter provocado a confusão provocada por ele — a mesma estratégia utilizada por comunistas e nazistas. E ainda acusou suas vítimas evangélicas de fazerem exatamente o que ele faz: XINGAR. Na verdade, o grupo evangélico mais propenso à boca suja é, coincidentemente ou não, os evangélicos olavetes, que são evangélicos que prestam verdadeiro culto ao astrólogo, e muitos deles estão em fase avançada de conversão enquanto outros já se converteram.
Como a estratégia de culpar as vítimas evangélicas não estava desviando muito a atenção, ele aplicou outro golpe de distração que geralmente não falha com evangélicos que adoram mergulhar e se perder em discussões teológicas: Do nada, ele trouxe o assunto da Santa Ceia ou Eucaristia como fonte de salvação.
Os evangélicos desfocados e distraídos caíram sem demora nesse truque, pois, em vez de focarem no alvo principal, que foi a calúnia do astrólogo Olavo contra as igrejas evangélicas, focaram no falso alvo, ou osso teológico, que ele jogou para eles.
Esse truque me faz lembrar a estratégia que os jatos de guerra usam quando são mirados por mísseis inimigos. Os jatos soltam espécies de rojões que distraem os mísseis, que em vez de acertarem no alvo certo, acertam em alvos errados. E os jatos saem ilesos!
A função dos alvos falsos é salvar os alvos verdadeiros. A função dos alvos falsos é distrair os desfocados.
Os evangélicos desfocados e distraídos que dispararam contra os “rojões” da polêmica da Eucaristia acertaram no alvo errado, enquanto o alvo certo — a acusação obscena de que “As igrejas evangélicas fizeram mais mal ao Brasil do que a esquerda inteira” — saiu ileso.
Enquanto o astrólogo Olavo continuar usando seus rojões de distração, parece que ele pode fazer qualquer acusação contra as igrejas evangélicas e xingar os evangélicos à vontade. Incrivelmente, as vítimas preferem simplesmente focar em alvos falsos e distrações.
Por isso, o astrólogo se gaba de poder enfrentar milhares de teólogos. Ele não precisa saber teologia — nem é esse seu interesse. Ele apenas dispara uma difamação contra os evangélicos, e astutamente joga para eles um osso teológico. Enquanto eles ficam discutindo quem morde melhor o osso, inclusive qual é o tamanho, cor, espessura e altura teológica do osso, as calúnias dele contra os evangélicos escapam ilesas.
Enquanto eles se gabam de que “venceram teologicamente” o astrólogo, ele esfrega as mãos de prazer com a vitória do osso que distraiu perfeitamente os “debatedores teológicos.” Nem passou pela cabeça deles que o problema maior não era o que é a Eucaristia. O problema maior é a difamação: “AS IGREJAS EVANGÉLICAS FIZERAM MAIS MAL AO BRASIL DO QUE A ESQUERDA INTEIRA.”
Evangélico que corre atrás de osso pede para ser humilhado e gosta de ser pisado. E já que eles gostam tanto disso, é exatamente isso o que o astrólogo lhes dá em abundância.
Já é hábito velho do astrólogo Olavo lançar uma difamação direta contra os evangélicos e, logo em seguida, lançar um osso teológico para eles brincarem e se distraírem enquanto sonham com a possibilidade infantil de “debater” com quem os pisou.
O astrólogo sabe muito bem para onde atirar. Só os evangélicos desfocados é que não sabem para onde atirar!
Na guerra, ganha quem atira no alvo certo, não quem atira em alvos falsos.
Na guerra, vence quem evita distrações. Perde quem se deixa levar por elas.
“Orai e vigiai, para que não entreis em distrações!”
“Orai e vigiai, para que não corrais atrás de ossos teológicos!”
“Orai e vigiai, para que não sigais cegos e astrólogos!”
Leitura recomendada sobre o astrólogo Olavo de Carvalho:
Leitura recomendada sobre olavetes:

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Esta seção é moderada conforme opção democrática do Blogger para limitar excessos e outros tipos de interferência na interação do público com este blog. Portanto, todas as opiniões, comentários e textos estão sujeitos à avaliação do moderador. Manifestações insensatas, tolas, ridículas e desrespeitosas não são bem-vindas neste blog. Opiniões sensatas são mais que bem-vindas. Aos que querem fazer cobranças neste espaço, é imprescindível a apresentação do perfil oficial. O moderador se reserva o direito de publicar ou não comentários de questionadores anônimos, sem nenhuma identificação válida e verificável.