13 de julho de 2017

Orando pelo presidente Donald Trump: Pastor evangélico divulga imagem de círculo de oração pondo as mãos nas costas de Trump no gabinete presidencial


Orando pelo presidente Donald Trump: Pastor evangélico divulga imagem de círculo de oração pondo as mãos nas costas de Trump no gabinete presidencial

Chris Pleasance
Comentário de Julio Severo: Os líderes evangélicos que oraram por Trump incluíram desde pastores batistas até Michele Bachmann, que é luterana renovada (carismática) e até pastores neopentecostais como Rodney Howard-Browne. O encontro foi arranjado pela pastora Paula White, que é amiga de Trump e Benny Hinn. Eis o artigo completo do jornal DailyMail:
Este é o momento em que líderes evangélicos colocaram as mãos nas costas de Donald Trump ao orarem por ele em seu gabinete presidencial.
O pastor evangélico Rodney Howard-Browne dirigiu um círculo de oração junto com sua esposa Adonica e então divulgou a imagem no Facebook.
Dá para ver o presidente Trump e o vice Mike Pence fechando os olhos e prostrando a cabeça naquele momento solene.
O grupo foi convidado a orar com Trump durante uma reunião com membros da Secretaria de Relações Públicas da Casa Branca.
Outros na foto incluíam Jack Graham, pastor da Igreja Batista Prestonwood Plano, Texas, e Michele Bachmann, a ex-deputada federal republicana de Minnesota.
O sr. Howard-Browne, que é da África do Sul, mas se mudou para os Estados Unidos em 1987 depois de um “chamado de Deus,” descreveu o momento como “surreal” e “uma experiência que ensinou humildade.”
Ele escreveu: “Ontem a pastora [neopentecostal] Paula White-Cain pediu que eu orasse pelo 45º presidente dos EUA — que momento de aprender humildade foi estar no gabinete presidencial — colocando as mãos e orando por nosso presidente — pedindo sabedoria, orientação e proteção sobrenatural — quem poderia chegar a imaginar — uau — nós vamos ver outro grande despertamento espiritual.”
Os ensinos do sr. Howard-Browne sobre o conceito de “risada santa” — um derramamento de alegria causado pelo Espírito Santo — ajudaram a inspirar a Bênção de Toronto, a qual muitos acreditam ser um exemplo de benção em massa que ocorreu em 1994.
Johnnie Moore, ex-vice-presidente sênior da Universidade Liberty, uma grande universidade evangélica na Virginia, também participou da reunião.
Ele disse à CNN que eles costumavam orar com Obama, mas com Trump é diferente.
“Quando estamos orando pelo Presidente Trump, estamos orando dentro do contexto de um relacionamento real, de amizade verdadeira,” ele disse.
“Ele estava também animado,” Moore disse. “Ele estava forte e compenetrado como nunca o vi antes. Era como se ele estivesse totalmente acima de todas as animosidades.”
O presidente Trump colocou sua fé cristã na frente e centro de sua campanha para a presidência, e fez questão de apelar para os evangélicos.
Em dezenas de comícios ele orgulhosamente leu pesquisas de opinião pública que mostravam índices fortes de aprovação entre os evangélicos, e lhes agradeceu o apoio deles.
Foi a atitude de Trump de se colocar como defensor da fé — em determinado momento prometendo “proteger o Cristianismo” — que o fez no final derrotar Ted Cruz para se tornar o candidato republicano oficial.
E a foto mais recente dos pastores orando por ele atraiu muito apoio da mídia social.
Comentando no post de Facebook, Melinda S. Wiley escreveu: “Obrigada, Jesus! Cobre o teu Presidente, Senhor! Unge-o e enche-o com o Espírito Santo para que tua vontade seja feita! Aleluia! Obrigada, Abba!”
Tammie Rogers acrescentou: “Louvado seja Deus! Jesus, enche-o com teu Espírito. Mantém tuas mãos nele. É hora de termos um presidente que coloca os EUA em primeiro lugar e coloca em primeiro lugar a fé no Deus todo-poderoso, aquele que pode mudar tudo. Obrigada, pastores, por obedecerem a Deus e cercarem nosso presidente com todas as suas orações. E obrigada, presidente Trump, por permitir que eles orassem por você. Sinto arrepios só de pensar no que Deus vai fazer.”
Mas nem todos estão convencidos com a exibição de fé. Kenneth Averell disse: “Senhor, ajude a todos nós. Como é que alguém pode ver Trump como salvador dos evangélicos é algo que não entendo. Ele não tem absolutamente nada de cristão. Ele não frequenta nenhuma igreja. Teve vários divórcios. Adultérios. Ele já quebrou praticamente todos os mandamentos. Todos somos pecadores, mas por favor, espere aí, a Direita evangélica está escolhendo esse cara para liderar seu ‘despertamento espiritual’?”
Leitura recomendada:

3 comentários :

Jorge Santos disse...

Trump tinha e tem tudo para fazer um excelente governo. Contando com a intercessão desses irmãos por meio da oração, ele não precisa de mais nada porque Deus agirá. Resta saber se ele terá fé para obedecer ao Senhor.

Unknown disse...

a) Fizeram a coisa certa.
b) Se Deus usou até uma mula, por que não usaria Trump para alcançar os Seus propósitos?

victor disse...

Excelente matéria !! Valeu p/postar !! Graça e paz !!👊