24 de julho de 2017

É fácil publicar documentos fraudulentos em revistas científicas americanas


É fácil publicar documentos fraudulentos em revistas científicas americanas

Julio Severo
Um especialista em neurologia revelou que conseguiu convencer três revistas médicas a publicar seu manuscrito fraudulento com o tema de Guerra nas Estrelas, apesar de abarrotado de referências à série clássica de George Lucas.
George Lucas e Anakin Skywalker de Guerra nas Estrelas
O autor, que escreve online sob o nome de Neuroskeptic (Neurocético), disse que seu documento intitulado “Mitocôndria: Estrutura, Função e Relevância Clínica” foi escrito de modo precário e “uma bagunça absurda de erros factuais, plágio e citações cinematográficas.”
“Eu queria testar se revistas ‘predatórias’ publicariam um documento obviamente absurdo,” o autor do trote escreveu. “Então criei um manuscrito falsificado. Eu o enchi de outras referências à galáxia longínqua, e o apresentei a nove revistas sob os nomes de Dr. Lucas McGeorge e Dra. Annette Kin.”
O nome dos autores dados no documento fraudulento são referências mal-disfarçadas a Lucas — o criador de Guerra nas Estrelas — e Anakin Skywalker.
O documento foi aceito por quatro diferentes revistas — a Revista Americana de Pesquisa Médica e Biológica, a Revista Internacional de Biologia Molecular: Acesso Aberto, a Revista de Farmacologia e Terapia de Austin e a Revista Americana de Pesquisa de Biociência.
A Revista Americana de Pesquisa Médica e Biológica não publicou o documento, mas pediu uma taxa de 360 dólares para publicar.
“É só para lembrar que em algumas revistas cujo conteúdo é avaliado por outros especialistas, não existe de fato nenhuma avaliação significativa,” Neuroskeptic disse. “Tudo o que eu fiz, como Lucas McGeorge, foi testar a qualidade dos produtos que estão sendo anunciados.”
Um documento fraudulento cheio de fantasias foi aprovado em três revistas científicas. Então um documento com apenas algumas referências falsas seria provavelmente aprovado por um número maior de revistas científicas.
Numa época em que as pessoas acreditam em tudo o que as revistas científicas dizem, inclusive seus louvores a fantasias irracionais sobre a homossexualidade, principalmente quando em conflito óbvio com as funções reprodutivas humanas e a complementaridade e as diferenças biológicas naturais, muitas vezes os leitores esquecem que os seres humanos erram, mesmo quando são cientistas, e às vezes são maliciosos na defesa de suas preferências e ideologias.
Com informações do DailyMail.
Leitura recomendada:

Um comentário :

Infinite Creator disse...

Recomendo colocar o link da matéria em inglês para dar mais credibilidade para a notícia: http://blogs.discovermagazine.com/neuroskeptic/2017/07/22/predatory-journals-star-wars-sting/#.WXfUBYTyuUk