16 de junho de 2017

“Deus decidiu”: Putin afirma que é seu “dever” impedir gays de se casarem de modo que as pessoas tenham mais bebês


“Deus decidiu”: Putin afirma que é seu “dever” impedir gays de se casarem de modo que as pessoas tenham mais bebês

Kelly Mclaughlin
O presidente russo Vladimir Putin afirmou que é seu “dever” impedir gays de se casarem numa tentativa de “dar mais força para as famílias,” pois as duplas de mesmo sexo “não produzirão nenhum bebê.”
Numa série de entrevistas com o diretor cinematográfico americano Oliver Stone, Putin explicou suas opiniões contra o “casamento” de mesmo sexo e sua convicção de que ele precisa “defender os valores tradicionais.”
Ele disse: “E posso lhe dizer isto, que como chefe de Estado hoje, creio que é meu dever defender os valores tradicionais e os valores da família. Mas por que? Porque os ‘casamentos’ de mesmo sexo não produzirão nenhum bebê. Deus decidiu, e precisamos cuidar da questão dos índices de natalidade em nosso país. Precisamos dar mais força para as famílias. Mas isso não significa que deva haver perseguições contra ninguém.”
Na entrevista, Putin também focou seu ataque na adoção de mesmo sexo, dizendo que é melhor que crianças cresçam em lares “tradicionais.”
“Não posso dizer que nosso público aceita bem [a adoção de crianças por duplas gays],” ele disse para Stone. “Digo isso francamente. Como em meu ponto-de-vista, as crianças terão uma escolha mais livre quando se tornarem adultas se crescerem numa família tradicional.”
O presidente russo também insistiu em que os gays não enfrentam perseguição no país, dizendo que a Rússia é “um tanto liberal.”
“Não existe situação como em alguns países muçulmanos em que os homossexuais enfrentam pena de morte,” ele disse. “Não temos restrições ou importunações com base em sexo. Além disso, muitas pessoas explicitamente falam sobre orientação sexual não tradicional. Mantemos relações com eles e muitos deles alcançam resultados estupendos em suas atividades… chegam até a receber prêmios e promoções estatais por suas realizações.”
Putin defendeu a lei polêmica da Rússia que proíbe a disseminação para menores de idade de “propaganda” que legitime a homossexualidade, dizendo que “o raciocínio por trás dessa lei é dar às crianças a oportunidade de crescerem sem impactar sua consciência.”
Embora haja animosidade generalizada contra a homossexualidade na Rússia e as autoridades regularmente neguem aos ativistas gays permissão para fazer passeatas, Putin disse que “nossa sociedade é de mentalidade liberal até certo ponto.”
Depois que Putin comentou que não existe proibição formal para gays nas forças armadas, Stone perguntou se Putin tomaria banho de chuveiro num submarino com um tripulante gay.
“Prefiro não ir ao chuveiro com ele. Por que provocá-lo?” Putin disse. “Mas, sabe de uma coisa, sou também mestre em artes marciais.”
Stone conduziu as entrevistas com Putin entre 2015 e 2017.
As entrevistas foram primeiramente exibidas no canal de TV a cabo dos EUA Showtime em quatro partes no começo desta semana.
Leitura recomendada:

6 comentários :

Marcelo Victor disse...

A fúria gay cresce a cada dia, provando para o mundo que se trata de um comportamento perigoso, pois faz com que as pessoas venham a se tornar intolerantes e, consequentemente, nocivas à sociedade tradicional.

Via de regra, essas pessoas vêm à público para afrontar as famílias e os valores tradicionais, ainda que elas tenham sido fruto de uma relação entre macho e fêmea. Como se não bastasse, tais pessoas querem forçar as demais a aderir aos seus estilos de vida e comportamento homossexual, o qual, se tido como padrão, representaria um risco de extinção da espécie (como disse Putin).

Independentemente de qualquer coisa, creio que Deus levantou esse homem como um Ciro na face da Terra (Is 45:1-25), a fim de impedir (ou dificultar), pelo menos por agora, que o mundo todo venha a se transformar numa Sodoma e Gomorra (Gn 19).

O dia que isso ocorrer, ou seja, que o mundo atingir o grau de promiscuidade que aquelas cidades alcançaram, o próprio Deus virá com labaredas de fogo para tomar vingança contra toda rebeldia à Palavra de Deus.

Sugiro os seguintes vídeos:
https://www.youtube.com/watch?v=lAG-XKtwf4g
https://www.youtube.com/watch?v=4AKRh35gMj8

Enéas Oliveira disse...

Em toda a Europa o declínio da natalidade preocupa, pois não está havendo reposição da população. Diante desse fator, aliado à alta natalidade dos imigrantes, alguns países já vêem o fantasma do dia em que os descendentes de imigrantes serão mais numerosos do que os locais.Já dizia o saudoso Dr.Enéas Carneiro,sobre este enaltecimento gay na sociedade e suas consequências!

AlaricoTrombeta disse...

Parabens ao Povo Russo e ao Grande Presidente Putin e a Santa Madre Igreja Ortodhoxa Russa.
A Mãe Russia é a unica nação cristã fiel aos Mandamentos de Deus Pai
Homossexualidade é ABOMINAÇÃO TENEBROSA!
A Russia é e será para sempre abençoada e protegida por Deus e todos os Santos. Pois não se MACULA com tão GRAVÍSSIMO PECADO.

Julio Severo disse...

Alarico, eu não iria a esse extremo de louvar a Igreja Ortodoxa, que na minha opinião está longe do Cristianismo de Jesus, que pregava o Evangelho, curava os enfermos e expulsava demônios. O evangelicalismo carismático dos EUA é bem melhor, ainda que esteja tendo, infelizmente, muito pouco efeito no governo americano.

Marcelo Victor disse...

Que Putin se prepare para retaliações vindas do ativista gay, disfarçado de republicano, que se casou três vezes, e não tem moral alguma pra falar sobre moral cristã, Donald Trump.

Thel Araújo disse...

Deus está mantendo Putin no poder porque Putin está defendendo o Evangelho, sem saber disso, melhor do que os países que se dizem de maioria cristã. Já Trump tem sido uma decepção e um verdadeiro engano para quem pensava que ele era pró-Cristo.