1 de julho de 2010

Evangélicos da Argentina protestam contra “casamento” homossexual

Evangélicos da Argentina protestam contra “casamento” homossexual

Matthew Cullinan Hoffman, correspondente na América Latina
BUENOS AIRES, Argentina, 1 de junho de 2010 (Notícias Pró-Família) — Evangélicos da Argentina estão unindo suas vozes à voz dos católicos argentinos em oposição ao projeto de lei que institui o “casamento” homossexual no país sul-americano.
Com o lema “Pelo casamento com pai e mãe”, duas organizações evangélicas se uniram com a meta de coletar 50.000 assinaturas contra o projeto, que já foi aprovado na Câmara dos Deputados e agora está sob consideração do senado da nação.
As duas organizações, a Aliança Cristã de Igrejas Evangélicas (ACIERA) e a Federação da Confraternidade Evangélica Pentecostal (FECEP), incluem 12.000 diferentes igrejas no país.
De acordo com o presidente da ACIERA, Rubén Proietti, o ato de protesto da organização é “para todos os cidadãos de boa vontade que defendem o matrimônio entre um homem e uma mulher, para aqueles que consideram como fundamental a garantia de uma mãe e um pai para cada filho, para aqueles que não concordam em aceitar a modificação do Código Civil”.
“A história está sendo escrita e não podemos ignorar uma mudança social tão violenta que uma minoria está tentando impor”, Proietti também declarou. “Apoiamos a ideia de um referendo”.
As organizações realizaram um comício ontem em frente do Palácio do Congresso em Buenos Aires para tornarem pública sua campanha e para mostrarem aos legisladores que eles não concordam.
Traduzido por Julio Severo: www.juliosevero.com
Veja também este artigo original em inglês: http://www.lifesite.net/ldn/viewonsite.html?articleid=10060110
Copyright © LifeSiteNews.com. Este texto está sob a licença de Creative Commons Attribution-No Derivatives. Você pode republicar este artigo ou partes dele sem solicitar permissão, contanto que o conteúdo não seja alterado e seja claramente atribuído a “Notícias Pró-Família”. Qualquer site que publique textos completos ou grandes partes de artigos de Notícias Pró-Família ou LifeSiteNews.com em português tem a obrigação adicional de incluir um link ativo para “NoticiasProFamilia.blogspot.com”. O link não é exigido para citações. A republicação de artigos de Notícias Pró-Família o LifeSiteNews.com que são originários de outras fontes está sujeita às condições dessas fontes.

4 comentários :

Denise Lim disse...

O ESTADO É LAICO!!! Dê a Cesar o que é de Cesar... Agora, nao entendo, quem concedeu o direito desses "protestantes" acharem ou desejarem reter, acabar, anular o direito de algumas pessoas apenas pelo fato de concordarem com elas?!! Nao entendo esses cristaos que invadem e anulam o direito dos outros que querem viver de modo diferente.
Que atraso para a humanidade!!!

Joseph Ma. disse...

E o que esta acontecendo com o Brasil Denise? Pense! Os homossexuais querem implantar uma lei que obrigara os cristaos e qualquer outra pessoa a concordarem com a homossexualidade, e se nao concordar, vai para a cadeia! Jesus disse para nos entregamos o que eh de Cesar para Cesar, mas nao disse para entregar uma nacao inteira nas maos de satanas, como Cuba fez e o Brasil quer fazer. Ate mais e fiquem com Deus todos voces.

Marcio Alexandre Prata Ferreira disse...

O fato de outros desejarem viver de forma diferente é algo que deveria importar não apenas os cristaõs mas todas as pessoas com mente aberta e não condicionada por esse toleracionismo secular irracional.

Imagine, se a sociedade não proibisse os pedofiloss de viverem de forma diferente.

a questão nao esta no viver de forma diferente, mais sim naquilo que é o melhor para a sociedade como um todo, tanto adultos como as crianças.
Que problema pra humanidade se decidirmos tudo com base nas vontades de pessoas que não refletem sobre aquilo que se lhe é proposto.

Anônimo disse...

Amigo Júlio,

No futebol sou contra aos argentinos,se depender de mim eles não ganham nem em futebol de botão. Mas devo reconhecer que neste assunto a atitude dos argentinos merece "zilhões" aplausos. Essa é atitude digna e honrada em defesa da família. Era isso que a sociedade brasileira deveria fazer, protestar! eu sempre disse isso aqui, temos que protestar severamente, não podemos aceitar a "ditadura gay" em nome de um estado laico. Não podemos aceitar comparação entre tão antagônico: família, com dupla. Casamento só pode existir entre um homem e uma mulher, e só.
Isto é prova de desenvolvimento, manter intacta a célula maior da sociedade: a família.
Será que nome de um "estado laico" deveremos ser obrigados aceitar os direitos dos pedófilos, dos estupradores e etc.?
Parabéns para os evangélicos argentinos! Os evangélicos brasileiros deveria seguir esse "grandioso" exemplo.

um abraço do amigo baiano,

Lúcio