5 de março de 2010

Gaystapo quer intervenção estatal no BBB da TV Globo

Gaystapo quer intervenção estatal no BBB da TV Globo

Declaração “ofensiva” atrai patrulhamento da Procuradoria da República

Julio Severo
Finalmente, a Rede Globo de Televisão está sob a ameaça da Procuradoria da República. A ameaça veio por causa de um fato ocorrido no Big Brother Brasil (BBB10), no dia 9 de fevereiro.
Tente agora adivinhar qual foi esse fato:
1. Uma cena de nudez e sexo entre um homem e uma mulher.
2. Uma cena de beijo entre dois homens.
3. Uma cena onde um homossexual disse que apenas as pessoas normais contraem o vírus da AIDS.
4. Uma cena onde alguém xingou Jesus Cristo.
5. Uma cena onde um homem opinou que a AIDS é uma doença que afeta principalmente homossexuais.
Será que foi alguma cena de nudez e sexo que incomodou os censores do Estado? Se fosse, a Globo já teria sido punida há milênios, pois não é de hoje que sexo e nudez fazem parte de sua programação, vinte e quatro horas por dia.
Será então que foi uma cena de beijo gay? Apesar da oposição óbvia da maior parte do público a tal ato, os censores do Estado não estão nem aí.
Já sei! Um homossexual acusou a maioria da população de ser responsável pelo vírus da AIDS. Ops, errei de novo! Mesmo que uma multidão de militantes gays recite tal declaração dia e noite em todas as redes de rádio e televisão, a reação máxima dos censores estatais vai ser achar que os gays estão estressados por causa da “homofobia” da sociedade. Além disso, há sempre a defesa pronta do “direito de livre expressão”.
E xingar Jesus Cristo? Isso incomoda os censores estatais? Sem dúvida, eles conseguirão exprimir algum tipo de bocejo. Punição? Só se o Brasil inteiro fizer pressão sistemática durante muito, muito tempo. Mesmo assim, a punição máxima será uma melosa e inócua repreensão.
Contudo, quando o sagrado é profanado, os bocejos vão embora. E vai embora também a liberdade de expressão. E junto, toda indiferença e desatenção. A reação é imediata. Não, o “sagrado” no caso não é Jesus Cristo — pelo menos, não para os censores estatais. O “sagrado” é o homossexualismo!
Qualquer coisa que se disser, por mais leve que seja, que traga uma mínima negatividade à homossexualidade é violação imperdoável da sacralidade indiscutível do homossexualismo! Quem cometeu esse “sacrilégio” foi o lutador Marcelo Dourado, participante do BBB10. Apesar de todas as besteiras do programa, que não rendem atenção e patrulhamento da Procuradoria da República, bastou que Dourado dissesse que a responsabilidade da AIDS é dos homossexuais para que a Gaystapo estatal viesse correndo pronta para fuzilar.
Mas quem fuzilou mesmo foi o cantor gay britânico Boy George, que chamou Dourado de “lixo”, dizendo: “Estou cansado de ouvir coisas sobre esse lixo brasileiro. Se ele é homofóbico, ele que se dane. Eu não estou nem aí!”
Esse comentário de George não lhe custou nenhuma condenação, mas ai de Dourado se tivesse insinuado que um homossexual é lixo. Nada neste mundo poderia livrá-lo de um linchamento midiático. No mínimo, ele seria sumariamente expulso do BBB — entrando em seguida para o reality show da paranóia estatal anti-“homofobia”.
Está mais do que na hora de pessoas comuns como Dourado entenderem que poucos têm licença e impunidade de chamar os outros de lixo. Se quiserem essas regalias, que passem para o lado homossexual.
Mesmo não tendo chamado nenhum gay de lixo, nojento ou asqueroso, o que Dourado precisa fazer agora para reparar seu “horrível” pecado no BBB? Procurar urgentemente Luiz Mott ou outro xiita homossexual, lamber-lhe os pés e dizer que ama o homossexualismo. Se ele fizer suficientes declarações de amor, a fúria dos censores estatais poderá diminuir. Se ele se prostrar, com sinceridade, diante da “santíssima” sodomia, talvez haja esperança. Talvez haja perdão estatal.
Apesar das ameaças e patrulhamento, Dourado não precisa beijar os pés de ninguém. O direito de livre expressão não vale também para ele? Além disso, importantes ativistas gays já expuseram sobre a AIDS a mesma opinião expressa por ele.
Em declaração pública no dia 8 de fevereiro de 2008, Matt Foreman, diretor executivo da Força Tarefa Nacional Gay e Lésbica nos EUA, disse: “Gente, com 70 por cento dos portadores do HIV deste país sendo gays ou bissexuais, não podemos negar que o HIV é uma doença gay. Temos de aceitar isso e enfrentar a verdade”.
Em 2006, Lorri Jean, diretora-executiva do Centro Gay e Lésbico com sede em Los Angeles, EUA, de forma semelhante chocou o movimento homossexual ao declarar: “O HIV é uma doença gay. O HIV é nosso. Acabemos com ele”.
Entretanto, até mesmo descarados defensores do homossexualismo reconhecem que Dourado não cometeu nenhum pecado de “homofobia”. Um tal de Catupiry, ao discursar sobre o caso Dourado, inocentou-o, dizendo: “Que eu saiba, homofobia é dizer que homoafetividade é uma aberração, como faz a igreja. Homofobia é não admitir os direitos dos homossexuais de se casarem, de adotarem uma criança, etc. Homofobia é dizer que ser gay não é normal e acreditar que é uma doença que tem cura. Isso é homofobia.”
Dourado não disse que o homossexualismo é aberração, nem se mostrou contrário a “casamentos” gays, nem à adoção de inocentes crianças por gays. Ele também não disse que o homossexualismo é anormal nem que a homossexualidade é curável. Quem é que diz isso? Centenas de milhares de católicos e evangélicos praticantes do Brasil!
Os cristãos fiéis crêem, pregam e repetem o que Deus disse na Bíblia:
“Vocês não sabem que os perversos não herdarão o Reino de Deus? Não se deixem enganar: nem imorais, nem idólatras, nem adúlteros, nem homossexuais passivos ou ativos, nem ladrões, nem avarentos, nem alcoólatras, nem caluniadores, nem trapaceiros herdarão o Reino de Deus”. (1 Coríntios 6:9-10 NVI)
“Não se deite com um homem como quem se deita com uma mulher; é repugnante”. (Levítico 18:22 NVI)
“Quando também um homem se deitar com outro homem, como com mulher, ambos fizeram abominação; certamente morrerão; o seu sangue será sobre eles”. (Levítico 20:13 ACF)
Imagine se Dourado tivesse meramente repetido o que Deus disse na Bíblia? Por muito menos, ele foi condenado como “lixo” e está na mira da Procuradoria da República.
Na cartilha politicamente correta, se você repete o que está na Bíblia, você é automaticamente classificado como “demônio”. Mas se você for um bonzinho Maria-vai-com-as-outras e repetir mantras anti-“homofobia”, você é um “anjo” defendendo os “anjos” da sodomia.
Suspeito que o ressurgimento de métodos nazistas e soviéticos de perseguição de opinião, no caso de Dourado, é apenas uma amostra para católicos evangélicos, onde a voz ideológica da malícia e insinuação sussurra: “Ei, cristãos! O que estamos fazendo com Dourado é uma mensagem para vocês. Entenderam o recado ou precisam de mais exemplos?”
No jogo sujo do patrulhamento pró-sodomia, Marcelo Dourado virou bode-expiatório, onde a insanidade estatal, aliada à insanidade do ativismo gay, aproveita toda e qualquer oportunidade para intimidar, amedrontar e silenciar a maioria cristã do Brasil.
Outras notícias:

15 comentários :

Anônimo disse...

Se já fazem isso antes de aprovar o PLC 122/2006, o que não farão depois?!

Espero que ainda seja possível a não aprovação do PLC 122.

Armando Marcos disse...

Bom, por ironia do destino, se tudo ocorrer como é a tendência até o final e a popularidade do povo que assiste, Dourado irá ganhar o programa, e os homossexuais que ainda restam lá, võa ser eliminados durante o resto dos dias que falta para acabar o BBB10, hehehe ( só se a Globo meter a mão e tirar Dourado de lá)
Abraços
Armando

Paulo Teixeira disse...

Severo, parabéns pela intrepidez e sabedoria na análise do caso.

Enquanto tivermos corajosos em nossa nação para denunciar estes casos, jamais seremos sufocados pelo tsunami gay.

Em todos seu trabalho de esclarecimento que tens feito à nação brasileira sobre o que há por trás do movimento gay, no Brasil e no mundo, fiquei impressionado como Caio Fábio ainda teve a coragem de atacá-lo e dizer que sua lógica é: "não dê a bunda, logo odeie gays". Infeliz declaração ... Está no VÍDEO

Cripens disse...

Pois é...
Eu não assisto Big Brother, mas o que esse rapaz disse sobre AIDS e homossexualismo é uma verdade incontestável.

A AIDS é uma doença da imoralidade (em 98% dos casos), porque o marido que chega em casa e se mantém com sua mulher não contrai o vírus, tampouco a mulher que se relaciona apenas com o seu marido.

Mas ao notarmos os gays, a imoralidade vai ao ápice da loucura. O que é um casal gay? o termo "casal gay" é uma contradição, uma tentativa de modificar o significado original de uma palavra. Casal quer dizer macho com fêmea ou fêmea com macho. O que for além é de procedência maligna.

"Gaystapo", ótimo termo.
Eu imagino a cara que o apresentador "Pêgo Bilal" deve ter feito, porque ele é um tanto efeminado.

Decadência...

Everton Siqueira disse...

Estamos diante de uma Inquisição Homossexual, escrevi um artigo sobre isso:

http://cefascrist.blogspot.com/2010/02/inquisicao-homossexual-e-doutrina-da.html

Amana Raab disse...

Na verdade, Dourado afirmou que heterossexuais não se infectavam com a aids. Ele afirmou!

Mas, ele disse isso por ignorância, coitado. A globo só precisaria esclarecer que heteros também pegam e pronto. Não precisava desse alarde todo!

Anônimo disse...

Eu só não entendo com a sociedade brasileira não se "levanta" contra os gays? Somos ainda a maioria, porque ficamos calados? Porque permitimos que gays nos sufoque com suas imposições, parecendo realezas. Vamos fazer uma campanha nacional contra à aprovação da "ditadura gay o PLC-122/06". Vamos fazer a PARADA NACIONAL DO ORGULHO HÉTERO E DA PRESERVAÇÃO DA FAMÍLIA. Chega de omissão...!

Demetrius D. Farias disse...

Cada dia que passa, mais me amedronta a perspectiva de uma nociva vitória da militância gay no Brasil. Oro para que isso seja desfeito, pela Graça de Deus.

Unknown disse...

Acho que esses procuradores federais não têm casos mais importantes para resolver. Talvez a corrupção, os crimes de lavagem de dinheiro, assassinatos e demais ilícitos estão todos resolvidos, com todos os culpados punidos. Porque se a Procuradoria Federal fez todo esse alarde por causa de uma declaração tão ínfima, é sinal de que tudo no Brasil vai muito bem e não se tem mais nada de ilegal para ser apurado. PALHAÇADA! Vão procurar coisa séria para fazer, senhores procuradores.

Silvio Ricardo disse...

Dane-se o politicamente correto!

Dane-se!

Se baixarmos a cabeça eles vão pisar mais...

Anônimo disse...

É isto ai Julio, parabens pelo excelente artigo.
Os gayzistas estão trabalhando a todo vapor.
Engraçado, e o sr. Luiz Mott e a pedofilia ninguem diz nada ???
E os milhões de dinheiro publico gastos em paradas do "orgulho gay"???
Dados são distorcidos, mentiradas tornam-se verdades.
Liberdade de expressão oprimida. Pense igual ou será ostracizado e punido da pior forma pela militancia gayzista.
Mas cadê a democracia, liberdade de expressão que estes senhores tanto defendem ???? Ahh, funciona esse belo discurso apenas quando convém, correto ??
As mudanças começam através de pseudo-intelectuais, lobbies, mídia e da-lhe engenharia social....está na hora do povo brasileiro acordar.
Logo mais o heterossexual será considerado algo bizarro, ofensivo para os coitadinhos gays.

Anônimo disse...

Desconfio seriamente que tudo isto deve ser totalmente premeditado pela rede globo, ou seja, todos sabemos que o tal BBB é fachada.
No programa contratam-se atores, atrizes (de 3º...5º categoria) cada um desempenha seu papel, o seu personagem.
Desconfio seriamente a respeito desta onda "homofobica" imbutida no programa, todas estas polemicas; tudo isto seja justamente para a sociedade vitimizar os gays e assim aceitarem todos de uma forma mais heroica, como fossem o ultimo estandarte, a resistencia....por fim as vitimas, o que é mais perigoso.
Torne-se o alvo e ganhe proteção.
Desta forma leis como PCL 122 ficaram mais viaveis de serem aprovadas tendo em vista que alguns brasileiros "malvados" ainda desrespeitam homossexuais e toda esta ESTOria.
Posso estar errado no entanto é algo que sugiro uma profunda reflexão de todos.
E pesquisem aqui no blog do Julio a respeito de uma figura ilustre e honrosa do movimento gay chamado Luiz Mott.

Anônimo disse...

otima postagem, mas veja, eu continuo repetindo, desista de lutar por essa causa contra as acusações de preconceito contra gays/mulheres/negros, se você chegar em uma rua e chamar algém de branquelo ninguém nem se quer olha na sua cara, se você chamar de negão ou neguinho... você tem direito a um advogado caso não dinheiro o estado irá lhê providenciar um '--, no meu colegio um viadinho me chamou de burro e chamei ele de bixa to suspenso desde terça ¬¬

Silvio Ricardo disse...

É mais que óbvio que a Globo é gayzista. Ela dá apoio incondicional à perversão gay.

Né não Luiz Mott pedófilo?

Anônimo disse...

A luta dos gays é causaperdida.Eles
lutam por respeito,ser amado...etc.
porém dada a natureza de suas práticas anti-naturais,vexatórias fica impossível que não haja resis tência,preconceitos por parte da população.A lei não tem o condão de pacificar/resolver a questão, que sera sempre uma ferida aberta. Como também é anti-constitucional estabelecer uma minoria ultra privilegiada em detrimento da maio ria,e com agravante de sancionar práticas não saudáveis,não recomen dáveis e repudiadas pela maioria da população.Qualquer lei que vise
estabelecer regras para todos,e que
contrarie as questões de foro ínti
mo e suas idiossíncrasias ao arrepio de suas consciências, é na
verdade uma violência inaceitável,
um convite a que parte da população
responda com violência,protestos,
boicotes...etc., é quebrar a paz.
E uma falácia dizer que é democráti
ca e refere-se aos direitos humanos
tais pseudo ¨conquistas¨.Na verdade
insurge-se em um contexto de sodo
mização,satanização,pedofilia e to
do o cortejo tétrico que o acompa
nha.Quem viver vera!


José