1 de janeiro de 2010

Homo Sapiens Gay

Homo Sapiens Gay

Criou-se a ideia errada de que existe uma segunda espécie humana. Não se trata de homens e mulheres, dignos representantes do Homo sapiens, mas de uma outra forma humana que esteve esquecida e injustamente ostracizada pela sociedade ao longo dos tempos. Esta "espécie humana" distingue-se das outras, não pelo tamanho do crânio, cor dos olhos, cor da pele, da forma como se reproduz, ou de qualquer outra característica morfológica, mas pelo modo como decidiu viver na intimidade a sua sexualidade. 

O Homo sapiens gay habitualmente reage com agressividade e violência à opinião contrária, vendo nela sempre um sinal persecutório. Neste caso, esta espécie sobrevaloriza a sua própria importância, entendendo que as suas ideias são as únicas correctas e as opiniões por si expressadas não podem ser contestadas. Presentemente o Homo sapiens gay deseja ardentemente casar entre si, reclamando um estatuto igual ao Homo Sapiens para uma condição intrinsecamente diferente. Mas quando se procura debater a necessidade de lhe conferir direitos especiais, o Homo sapiens gay adopta habitualmente o papel de vítima, remetendo o interlocutor para o papel de agressor. Portanto, o Homo sapiens gay é desconfiado relativamente ao Homo sapiens, mas não se coíbe de o doutrinar, manipular − a pretexto da sã convivência entre as duas espécies — e de o recrutar desde tenra idade nas escolas, usando para o efeito a educação sexual.

O Homo sapiens gay é invasivo porque infiltrou e tomou conta da comunicação social com o propósito de preparar o caminho para a sua missão evangelizadora: espalhar a doutrina gay. Simultaneamente, o Homo sapiens gay é inflexível e intolerante porque não aceita o diálogo e não admite uma opinião contrária à sua. Exige de forma inabalável que o Homo sapiens lhe reconheça especiais direitos, entre os quais o direito a ter aquilo que a natureza da sua escolha lhe negou: a reprodução. Atendendo a esta reivindicação, os filhos do Homo sapiens serão adoptados pelo Homo sapiens gay, numa espécie de oferenda e reconhecimento à sua superior capacidade de amar.

O Homo sapiens gay tem a crença de estar sendo explorado ou prejudicado pelo Homo sapiens em diversas áreas da sociedade, aspirando por isso a um estatuto especial; aspirando com o tempo a obtenção de quotas de representatividade da sua espécie. O Homo sapiens gay é ambicioso e quer tudo. Tem uma postura reivindicativa permanente, transformando-o facilmente num fanático disposto a qualquer coisa para fazer valer a suas ideias, até à vitória final: o reconhecimento, por parte do Homo sapiens, do seu estado superior de evolução.

O Homo sapiens gay é uma falácia e não existe, configurando a maior fraude dos tempos modernos. Esta é uma manipulação malévola que tem como único objectivo confundir e instigar o nosso regresso à escuridão; o regresso à escuridão da caverna.

Fonte: O Inimputável

Divulgação: www.juliosevero.com

9 comentários :

Jornal Digital do Brasil disse...

amamos a todos sem distinção , mas não apoiamos o que ferir nossos principios eticos e morais.

Roberto Torrecilhas

Anônimo disse...

Todos sabem que apoio de evangélico é evasivo. Eles se limitam a julgar os atos de todos baseado numa escritura mitologica que vem aos poucos perdendo o seu valor.

Cachorro Louco disse...

Júlio : O objetivo do homosapiensgay é de curtíssimo prazo ,pois a longo ou médio prazo a população da terra se acabará quando não houver mais reprodução interssexual
Abraços

Anônimo disse...

01
Jan

LUTERANOS: PAIS DO OCULTISMO ROSACRUZ PRIMITIVO

http://advhaereses.blogspot.com/2010/01/luteranos-pais-do-ocultismo-rosacruz.html

Moreira

Anônimo disse...

A Bíblia perdendo seu valor? Esse é BURRO DE CARTEIRINHA e certamente é gay.

Herberti disse...

Anônimo disse: "(...)Eles se limitam a julgar os atos de todos baseado numa escritura mitologica que vem aos poucos perdendo o seu valor."
Mitologia é o que o gregos antigos, notórios pederastas, criam: dezenas de deuses e deusas, cada um mais perverso e corrupto que o outro. E foi esta cultura doente que serviu de pano-de-fundo para o homossexualismo greco-romano.
Você, Anônimo, não vai encontrar isto na cultura judaico-cristã porque, para começo de conversa não é mitologia: o contexto histórico presente nas narrativas bíblicas é parte da própria História antiga. Lugares, pessoas e ocorrências; a vida e os atos de Jesus de Nazaré são mais bem documentados do que a vida de Sócrates ou Platão.
Mitologia é sim tentar passar para a opinião pública que uma terceira orientação sexual é normal, sem qualquer comprovação científica.

Anônimo disse...

O homossexualismo é anti-natural,
pois não foi autorizado por DEUS,
como também o ânus não é orgão sexu
al.
O fato de existir tais práticas só
mostra o quanto é doente,depravada,
abominável,pervertida,execrável...
etc.a mente de quem pratica ou defe
nde tais atos.
Seus praticantes e defensores nunca
terão,jamais, o respeito e aceita ção pacífica por mais que desejem.

Anônimo disse...

Ops... Mais uma denúncia no safernet..

Anônimo disse...

Haverá uma explosão de purpurina no estômago do homosapiens-gay que transforme intestino grosso em útero?
Haverá, no futuro, algum tipo de evolução da especie humana que torne o homosapiens-gay capaz de reproduzir outro ser via ânus?
O parto de um homosapiens-gay será normal ou cesariana?
São coisas simples de se explicar, não é?

Hahahahahahaha

Ilusão gay, isso sim.

É necessário que os homossexuais se arrependam, reconhecendo que estão no pecado e se convertam para que Jesus habite em seus corações e lhes dê a vida eterna em Seu nome. Pois, desta forma poderão ir para o Reino dos Céus. De outra forma, o que lhes resta é choro e ranger de dentes!

E tenho dito!

Ass,
Anônimo Cristão.