16 de agosto de 2009

Grupo homossexual radical mira CEDAW para promover agenda de “identidade de gênero”

Grupo homossexual radical mira CEDAW para promover agenda de “identidade de gênero”

Samantha Singson

NOVA IORQUE, EUA, 6 de agosto de 2009 (Notícias Pró-Família) — A Comissão Internacional de Direitos Humanos Gays e Lésbicos (cuja sigla em inglês é IGLHRC) recentemente disponibilizou um manual para ativistas sobre como usar o comitê da ONU responsável pela supervisão da Convenção sobre a Eliminação de Todas as Formas de Discriminação contra as Mulheres (CEDAW) para introduzir conceitos “flexíveis” de “orientação sexual” e “identidade de gênero” na arena de direitos humanos estabelecidos. O glossário de “termos principais” do manual da IGLHRC considera gênero e sexualidade como não enraizados na biologia, mas baseados em “construções sociais”.

A IGLHRC reconhece que os elaboradores originais da CEDAW teriam considerado a luta de hoje para promover “orientação sexual e identidade de gênero como simplesmente inimagináveis”, mas argumenta que a CEDAW é um “documento em evolução” que poderia “favorecer mudanças com o tempo”. A IGLHRC frisa que a proibição da convenção da CEDAW baseada em “sexo” determinado pela biologia não abrange o “arco-íris” de orientações e expressões, mas apesar disso exorta os ativistas a usar termos tais como “identidade de gênero” e “expressão sexual” que “podem ou não podem corresponder ao sexo designado no nascimento”.

Quando os países ratificam a convenção da CEDAW, eles se comprometem a apresentar um relatório a cada quatro anos sobre o progresso de seu país para a implementação de suas cláusulas. O Comitê da CEDAW é composto por 23 cidadãos que se reúnem periodicamente para examinar esses relatórios. Organizações não-governamentais podem apresentar “relatórios alternativos” oferecendo sua própria avaliação da obediência de seu país à Convenção da CEDAW. Os relatórios alternativos de grupos radicais geralmente têm uma recepção bem favorável de seus colegas radicais no comitê da CEDAW.

Afirmando que os relatórios oficiais dos países enviados ao Comitê da CEDAW “quase nunca lidam com discriminação na base da orientação sexual ou identidade de gênero”, o manual ensina os ativistas a elaborar com cuidado relatórios alternativos, para serem apresentados ao Comitê da CEDAW, que lidem com questões de discriminação na base da orientação sexual ou identidade de gênero. A IGLHRC se gaba de que tais relatórios alternativos têm feito com que “o Comitê da CEDAW faça aos governos perguntas diretas sobre discriminação contra [lésbicas, bissexuais e transgêneros] e outras mulheres que praticam o mesmo sexo em seus países” e a inclusão de “orientação sexual” nas recomendações não obrigatórias do comitê para o país pedindo mais medidas.

Durante os últimos anos, o Comitê da CEDAW incluiu “orientação sexual” e “identidade de gênero” em quase 12 de suas recomendações finais. A IGLHRC espera que seus esforços contínuos não só levarão o Comitê da CEDAW a questionar mais os países, mas também levarão à criação e adoção de uma nova “Recomendação Geral” sobre discriminação baseada em “orientação sexual” e “identidade de gênero”. Eles esperam que os tribunais nacionais comecem a dar atenção direta a tais comentários e recomendações do Comitê.

No documento “Rights By Stealth” [Direitos obtidos por manobras fraudulentas], os autores Susan Yoshihara e Douglas Sylva explicam que as Recomendações Gerais “são as próprias interpretações dos membros do Comitê da CEDAW acerca dos artigos das convenções” e que “quando são criadas, elas servem como as próprias interpretações oficiais dos comitês”. Muito embora os países nunca tenham concordado com nenhuma cláusula do tratado da CEDAW sobre “orientação sexual” e “identidade gênero”, uma nova recomendação geral sobre o assunto sinaliza que o comitê buscará expandir o tratado além dos limites estabelecidos por aqueles que cuidadosamente negociaram sua linguagem.

Os críticos apontam que “orientação sexual”, “identidade de gênero” e “expressão de gênero” nunca estiveram incluídas em algum documento negociado e válido da ONU. Tentativas de incluir “orientação sexual” como uma categoria protegida de não-discriminação semelhante à raça, sexo ou religião têm enfrentado sólida resistência por parte de países que temem que tornar a orientação sexual uma categoria de não-discriminação poderia levar à imposição judicial de direitos legais especiais, tais como “casamento” de mesmo sexo.

(Este artigo foi publicado com a permissão de www.c-fam.org)

Traduzido por Julio Severo: www.juliosevero.com

Fonte: http://noticiasprofamilia.blogspot.com/2009/08/grupo-homossexual-radical-mira-cedaw.html

Veja o artigo original aqui: http://www.lifesitenews.com/ldn/2009/aug/09080610.html

Copyright © LifeSiteNews.com. Este texto está sob a licença de Creative Commons Attribution-No Derivatives. Você pode republicar este artigo ou partes dele sem solicitar permissão, contanto que o conteúdo não seja alterado e seja claramente atribuído a “Notícias Pró-Família”. Qualquer site que publique textos completos ou grandes partes de artigos de Notícias Pró-Família ou LifeSiteNews.com em português tem a obrigação adicional de incluir um link ativo para “NoticiasProFamilia.blogspot.com”. O link não é exigido para citações. A republicação de artigos de Notícias Pró-Família o LifeSiteNews.com que são originários de outras fontes está sujeita às condições dessas fontes.

3 comentários :

Célia disse...

Senhor Julio Severo, tenho lido constantemente seus posts e fico impressionada com sua inteligencia e espirito cristão. O Senhor demonstra valores ja esquecidos pelo mundo, que tenta a todo custo nos empurrar para o abismo da malicia, da ganancia e da falta de fé.Não posso deixar de perceber a sua busca pela Verdade e creio que ja a encontrou.O que me deixa perplexa, é a sua resistencia , apesar de constar toda sua inteligencia em analisar os fatos pela razão, que não tenha ainda vislumbrado os erros de Lutero, e de como a Igreja Catolica,não a pos VII, mas a Igreja de sempre , contém a mensagem exata sem alterações do Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo!Seria medo de ousar uma mudança interior que abalaria suas estruturas ja cimentadas, ainda que notadamente sobre erros?Seria acomodação da alma?Ou medo de julgamentos? Onde se baseia sua resistencia em permanecer fiel a uma seita que se formou, baseando-se em mentiras, pois quem conhece o minimo de Lutero ,sabe de suas artimanhas para fundar sua nova seita! Como um homem que utiliza a razão para basear sua fé, ainda não acordou para os erros do protestantismo! Creio que o senhor ainda não estudou a vida dos santos da Igreja, São Cura A'rns,São João Maria Vianey etc etc....Tenho pelo Senhor um profundo respeito ,pela sua vida de trabalho e fé,mas não posso deixar de me entristecer quando o vejo lutando tão bravamente, mas so que do lado errado,sem o auxilio do Grande Sacramento da Eucaristia dado pelo proprio Jesus! e não na Igreja Que Cristo fundou,pois se Ele é a Verdade, então so ha uma Verdade, e Jesus A deixou sob a guarda de Pedro, sobre esta pedra!E não espalhada, pelos 4 cantos do mundo ,cada um interpretendo a seu bel prazer. Por isso faço_te um convite cristão,estude um pouco mais sobre a fé catolica, mas sem pre julgamentos,tenho certeza que Luz da Verdade vai iluminar seus pensamentos e a sua razão! Um forte abraço de sua irmã em Cristo,que espera sua volta para a unica Igreja, fora da qual não ha salvação!

Anônimo disse...

Sra Célia em 1º lugar devo-lhe
dizer que Jesus não fundou nenhuma
igreja, como também não escreveu
nenhum livro(exceto algumas palavras no chão).
Segunda coisa:igreja não salva,quem
salva é JESUS At. 4:11e12.
Disse Jesus:Eu SOU a ressurreição e a vida.Quem crê em mim ainda que morra,vivera; e todo o que vive e crÊ em mim não morrera eternamente.
Crês isto? Jo 11:25 e 26 .
Tudo que a icar e seus seguidores
dizem acerca de sua pretensa supre
macia e o fato de ser ¨dona¨ da
verdade,não resiste à menor análise
por parte de qualque pessoa que im
buida de sinceridade e com amor à
verdade logo percebera a incoêren
cia de seus ensinos que estão
divorciados do ensinos exarados
na bíblia.Sinto desapontá-la.

Jorge disse...

A ONU virou ponto de referência para tudo. Ela virou o paizão que os socialistas tanto queriam. Estamos caminhando anestesiados rumo a nova União Soviética.