10 de julho de 2009

Diretor homossexual da Universidade de Duke acusado de oferecer filho adotado de 5 anos para sexo

Diretor homossexual da Universidade de Duke acusado de oferecer filho adotado de 5 anos para sexo

Kathleen Gilbert

DURHAM, Carolina do Norte, 30 de junho de 2009 (Notícias Pró-Família) — Uma autoridade abertamente homossexual da Universidade de Duke foi acusada de entregar seu filho negro adotado de 5 anos para predadores sexuais online.

Frank Lombard, subdiretor de 42 anos do Centro de Políticas de Saúde e um assistente social clínico licenciado, foi preso na quarta-feira depois de convidar um agente policial disfarçado para tirar vantagem de um de seus dois filhos, os quais ele adotou com seu amante homossexual.

O Departamento de Polícia Metropolitana de Washington D.C. e o FBI conduziram a operação policial.

Os investigadores receberam informações secretas acerca da atividade criminosa de Lombard por meio de um informante que disse que ele havia visto Lombard abusar sexualmente de uma criança negra quatro vezes num serviço de chat de vídeo de internet chamado ICUii. O informante disse que Lombardi se descrevia em seu perfil como “papai pervertido em busca de diversão”.

De acordo com o mandado de prisão proposto pelo Detetive Timothy Palchak, da Polícia Metropolitana de D.C., Lombard disse para o detetive disfarçado que ele havia estuprado seu filho em várias ocasiões desde a infância, e que “o abuso da criança era mais fácil quando a criança era nova demais para falar e saber o que estava acontecendo, mas que ele havia drogado a criança com Benadryl durante o abuso”.

O FBI declarou que as duas crianças haviam sido levadas ao lar de Lombard. A Secretaria de Serviço Social da Carolina do Norte havia dado a ele a custódia protetiva delas.

Lombard será transferido para Washington, D.C. nesta semana para enfrentar acusações federais, e poderia ganhar até 20 anos de prisão se condenado.

Michael Schoenfeld, porta-voz da Universidade de Duke, disse para o noticiário ABC News que Lombard, empregado de Duke desde 1999, foi colocado sob licença sem direito a salário.

O Dr. Paul Cameron, diretor do Instituto de Pesquisa da Família, disse que o caso parece coincidir com um padrão de abuso estabelecido numa recente análise da literatura descrevendo o impacto de pais homossexuais em seus filhos. A entrevista, feito pelo Dr. Cameron e publicada na revista Psychological Reports (que é revisada por especialistas), observou que tais crianças eram mais freqüentemente expostas a abuso sexual perpetrado por pais.

“Embora nem todo pai gay abuse de seu filho, a literatura científica registra uma incidência muito mais elevada de abuso cometido por pais gays ou pais adotivos”, Cameron disse. Cameron, especialista em questões de pais adotivos e adoção homossexual, também disse que provavelmente a criança vítima “adquiriu um interesse em sexo gay por meio dessas atividades”.

Cameron citou um estudo do Instituto Kinsey de 1978 que revelou que 23% dos homens homossexuais pesquisados confessaram ter feito sexo com meninos.

“A conversa hipócrita de que ‘pais gays não têm grande probabilidade de abusar’ não tem base em evidências, mas na ideologia esquerdista”, disse Cameron.

“Ao apoiar a adoção gay, o Presidente Obama, o Estado da Carolina do Norte e a Universidade de Duke são igualmente culpados por essa tragédia. Os homens que fazem políticas públicas deixam que dogmas os ceguem para as evidências que estão na literatura há anos”.

Traduzido por Julio Severo: www.juliosevero.com

Fonte: http://noticiasprofamilia.blogspot.com/2009/07/diretor-homossexual-da-universidade-de.html

Veja também este artigo original em inglês: http://www.lifesitenews.com/ldn/2009/jun/09063006.html

Copyright © LifeSiteNews.com. Este texto está sob a licença de Creative Commons Attribution-No Derivatives. Você pode republicar este artigo ou partes dele sem solicitar permissão, contanto que o conteúdo não seja alterado e seja claramente atribuído a “Notícias Pró-Família”. Qualquer site que publique textos completos ou grandes partes de artigos de Notícias Pró-Família ou LifeSiteNews.com em português tem a obrigação adicional de incluir um link ativo para “NoticiasProFamilia.blogspot.com”. O link não é exigido para citações. A republicação de artigos de Notícias Pró-Família o LifeSiteNews.com que são originários de outras fontes está sujeita às condições dessas fontes.

5 comentários :

Tiago Fernandes disse...

Monstruoso.Concidentemente estou lendo um livro do pastor Norbert Lieth,onde ele alerta a igreja para o iminente arrebatamento,mostrando cristalinamente que episôdios como esse serão corriqueiros e fazem parte da agenda e do espírito do "pincipe que há de vir".

O livro a quém interessar possa:"A Epístola de Judas,o último capítulo antes do arrebatamento" www.chamada.com.br

Logan disse...

Julio

É a primeira vez que comento no seu blog... Parabéns pelo trabalho e que Deus o abençoe...
Engraçado como esse tipo de noticia não passa no Jornal Nacional, não é ?

APOLOGIA disse...

Prezado Júlio Severo,
Não conheço bem a tua luta. Mas li algo no CACP.
Bem, não posso dizer que concordo com tudo o que dizes. Principalmente, porque mal sei a tua história. Porém, não concordo com certas aberrações e certas PLC's que tentam vota. Felizmente, no meu caso, não sofro de homofobia.
Eu sou adventista. Como alguém que crê no Senhor Jesus, tenho que ter o Espírito de Cristo. Isso quer dizer: amor, benignade, mansidão, domínio próprio, etc. Demonstrando que eu mesmo sou um pecador e, conforme Paulo, o maior de todos.
Felizmente, concordo contigo no que diz respeito aos direitos dos homossexuais acabarem sendo maiores do que os que não são partidários desta conduta sexual.
Felizmente, ainda, temos parlamentares que não vão ousar votar uma lei aberraçante como esta. Infelizmente, a luta parece desigual, porque a propaganda é desigual.
Severo, infelizmente, não posso concordar com o tom que levas neste artigo. Porque, sendo esta a razão, teríamos casais heterossexuais, que tiveram a mesma conduta. Portanto, acho que não é por ai.
Mas o ponto chave para não concordar com a adoção feita por homossexuais, não leva em conta, somente, o ponto de vista de ser um casal homossexual; há OUTROS FATORES.
Conforme a condição humana secular, religiosa e histórica, seja ela por costume ou lei, a interferência deste plano de atitude parece denegrir a família de constituição sob a égide e a prima da reprodução humana. Por isso, exemplifico, é tarefa dos genitores, o cuidado paternal e o ensino, responsabilizando-se pela conduta do filho. Isto, até agora, não pode ser mudado. Vejamos:
- Só há função embrionária pela junção do esperma (masculino). com o óvulo feminino. Portanto, direito irrevogável de concepção e direito de adoção e criação. Porque esta é a imagem do nascido: Ser humano, nascido de mulher.
Para exemplificar, usaremos uma metáfora ou hipérbole:
Um casal de elefantes adotando um leão. Ou galos adotoando escorpiões. Portanto, inteiramente incompreensível. Mas se a desculpa firma-se no ponto de que pertencem ao mesmogrupo, as origiens não concordam. Simplesmente porque as relações, quando concretas, duráveis e corretas, necessitam a participação das duas entidades humanas. Veja bem, não é regra.
Fora as rotinas do direito, que tentam mudar pela força e violência, a concepção de tais fatores, ainda em nossa época, é considerada deplorável. Posso afirmar que se fosse por eleição direta, a PLC gay, perderia por inumerável votos contra. Ainda, que as TVs abertas façam publicidade contrária.
Severo, eu acredito na tua disposição, porém, não sejas considerado como radicalista sem proposito. Pois o própósito da Bíblia, nós sabemos, não aceita tal comportamento que essas pessoas tentam verter. Por isso, seja mais que racional e use sempre uma posição científica religiosa.
Agradeço mais uma vez.

Armando

Herberti disse...

Há poucos anos, homossexualismo era classificado como uma anormalidade pelos manuais de psicologia. Com o passar do tempo, textos foram sendo revisados e a anormalidade tornou-se uma "opção respeitável". O resultado está ai: o Estado, cuja uma das funções é proteger os indefesos, ele mesmo os entrega para os predadores, autorizando abortos e permitindo a adoção por "casais" homossexuais!!!. O nível de estupidificação da sociedade chegou a um ponto tal que a única expectativa realista é a de um juízo iminente.

Abenair disse...

Meu Deus... A que ponto está caminhando as coisas...O bom é saber que está às portas o fim, e a igreja fiel nao precisará de conviver com essas coisas mais, nem de longe! Aleluia! O Senhor Jesus vem!!!