7 de junho de 2009

Relatório da ONU diz que leis pró-vida constituem violência contra as mulheres

Relatório da ONU diz que leis pró-vida constituem violência contra as mulheres

Alex Bush

GENEBRA, Suíça, 4 de junho de 2009 (Notícias Pró-Família) — Um novo relatório da ONU intitulado “15 anos do Inspetor Especial das Nações Unidas sobre Violência contra as Mulheres, suas causas e consequências (1994-2009) — Uma análise crítica” declara que “as sanções criminais contra todas as formas de abortos e contracepção” impostas pelo Estado constituem um ato de violência contra as mulheres.

“Tais políticas e medidas estatais violam a liberdade, segurança e vida das mulheres”, diz o relatório.

O relatório argumenta que se um Estado não fornece prontamente a contracepção ou “serviços de planejamento familiar” para as mulheres, então está cometendo um ato indireto de violência contra as mulheres porque não está reconhecendo, ou capacitando, “a autonomia sexual das mulheres”.

A Society for the Protection of Unborn Children (Sociedade para a Proteção das Crianças em Gestação), do Reino Unido, respondeu ao relatório, chamando-o de um “relatório extremamente pró-aborto e antifamília”.

Pat Buckley da Society for the Protection of Unborn Children (SPUC) disse para o Conselho de Direitos Humanos da ONU (CDHONU), para quem foi entregue o relatório, que “independente do que diz o relatório, não há e nunca poderá haver um direito humano ao aborto”.

“A idéia de tentar criar um direito de exterminar a vida dos seres humanos mais vulneráveis, despedaçando-os do ventre de suas mães, é aliás a própria essência da violência contra as mulheres e seus bebês”.

SPUC está pedindo aos “representantes governamentais que estudem o relatório cuidadosamente, pois parece conter muitas afirmações inaceitáveis e preocupantes contra o valor da vida humana, a condição da família e a dignidade das mulheres”.

O relatório ainda tem de ser aprovado pelo CDHONU, que está em reuniões até 19 de junho, quando decidirá se ou não adotar o relatório.

Cobertura relacionada de LifeSiteNews:

Abortion-Pushing UN Committee Must be Held Accountable

http://www.lifesitenews.com/ldn/2004/nov/041110a.html

United Nations Tells Morocco to Decriminalize Abortion

http://www.lifesitenews.com/ldn/2004/nov/04111002.html

Traduzido por Julio Severo: www.juliosevero.com

Fonte: http://noticiasprofamilia.blogspot.com/2009/06/relatorio-da-onu-diz-que-leis-pro-vida.html

Veja este artigo em inglês: http://www.lifesitenews.com/ldn/2009/jun/09060414.html

Copyright © LifeSiteNews.com. Este texto está sob a licença de Creative Commons Attribution-No Derivatives. Você pode republicar este artigo ou partes dele sem solicitar permissão, contanto que o conteúdo não seja alterado e seja claramente atribuído a “LifeSiteNews”. Qualquer site que publique textos completos ou grandes partes de artigos de LifeSiteNews tem a obrigação adicional de incluir um link ativo para “NoticiasProFamilia.blogspot.com”. O link não é exigido para citações. A republicação de artigos de LifeSiteNews.com que são originários de outras fontes está sujeita às condições dessas fontes.

2 comentários :

Herberti disse...

"Ai dos que puxam a iniqüidade com cordas de vaidade, e o pecado com tirantes de carro! E dizem: Avie-se, e acabe a sua obra, para que a vejamos; e aproxime-se e venha o conselho do Santo de Israel, para que o conheçamos. Ai dos que ao mal chamam bem, e ao bem mal; que fazem das trevas luz, e da luz trevas; e fazem do amargo doce, e do doce amargo! Ai dos que são sábios a seus próprios olhos, e prudentes diante de si mesmos! Ai dos que são poderosos para beber vinho, e homens de poder para misturar bebida forte; Dos que justificam ao ímpio por suborno, e aos justos negam a justiça! - Is.5:18-23.

Epaminonas Bonfim disse...

A natureza geme porque o ser humano "virou um câncer". Sabem o que é um câncer e como ele age? Grosseiramente são células que "alimentam-se e não devolvem nada", células cujo comportamento típico é a "gula", o "egoísmo". São "devoradoras", "famintas em seu comportamento louco".
Em nome do "bem-social" queremos matar nossas crianças! Já não temos mais em quem "botar" a culpa! Até porque não acreditamos mais que DEUS exista! O Genocídio fetal legalizado é uma das mais novas invenções dos "homens de bem". Quem é pior? Hitler deve estar muito feliz. Ou será o próprio Satanás batendo palmas para essa gente. Volta logo Jesus!