24 de maio de 2009

Governo brasileiro busca remover programação cristã “homofóbica” de TV do horário do dia

Governo brasileiro busca remover programação cristã “homofóbica” de TV do horário do dia

Acrescentará aviso a tais programas, empurrando-os para depois das 23h

Matthew Cullinan Hoffman, correspondente latino-americano

SÃO PAULO, 14 de maio de 2009 (LifeSiteNews.com) — O governo brasileiro está considerando adicionar classificações de aviso para programas cristãos que considere “homofóbicos”, de acordo com a Folha de S. Paulo, um dos jornais de maior circulação do Brasil.

Conforme a Folha, os programas exibirão uma legenda de aviso dizendo: “impróprios para menores de 18 anos”.

O jornal noticia que a decisão política origina-se de um plano para a “promoção da cidadania LGBT (lésbicas, gays, bissexuais, travestis e transexuais), que será lançado hoje a tarde pela Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República”.

O ministro da Justiça do Brasil disse para a Folha que, embora tais programas devessem ser restritos para depois das 23h, “O ideal é que não fossem exibidas em horário nenhum”.

Se for implementado de acordo com o modo como o presidente Lula define “homofobia”, as novas restrições efetivamente banirão declarações públicas na televisão que identifiquem a conduta homossexual como pecado ou prejudicial à saúde.

“As aulas de educação sexual pornográfica que louvam o homossexualismo não podem ser classificadas como ‘impróprias para crianças e adolescentes’, pois têm a aprovação do Estado socialista pró-homossexualismo”, escreve o ativista pró-família Julio Severo, exilado do Brasil por causa de acusações de “homofobia”.

“Contudo, programas de TV e rádio evangélicos e católicos agora correm o risco de serem classificados como “moralmente nocivos”, ‘homofóbicos’, ‘impróprios para crianças e adolescentes’ e outros títulos, até que o clima social esteja pronto para adotar medidas mais sérias, inclusive cadeia, para quem ousar violar os padrões estatais de comportamento”.

A medida é apenas um exemplo das políticas homossexualistas nacionais e internacionais do governo Lula.

Trabalhando intimamente com o líder homossexual Luiz Mott, Lula criou o programa nacional “Brasil Sem Homofobia” que busca criminalizar e legitimar a conduta dos homossexuais. Conforme LifeSiteNews noticiou, Mott defende abertamente a pedofilia e a pederastia.

Lula está também buscando passar uma lei “anti-homofobia” que proibiria toda e qualquer crítica pública aos homossexuais ou à conduta homossexual. Recentemente ele reiterou seu compromisso de “criminalizar palavras ou atos ofensivos à homossexualidade” (veja coberta de LifeSiteNews em: http://juliosevero.blogspot.com/2009/04/presidente-lula-buscara-criminalizar.html)

No entanto, mesmo na ausência de uma lei “anti-homofobia”, o governo brasileiro já multou indivíduos e grupos por se oporem à homossexualidade, inclusive a Visão Nacional para a Consciência Cristã (VINACC), que recebeu ordem de cancelar sua campanha pró-família por citar a condenação da Bíblia às uniões homossexuais.

Cobertura relacionada de LifeSiteNews:

Presidente Lula buscará “criminalizar palavras e atos ofensivos à homossexualidade”
http://juliosevero.blogspot.com/2009/04/presidente-lula-buscara-criminalizar.html

Proeminente ativista pró-família Julio Severo foge do Brasil para escapar de acusações de “homofobia”
http://juliosevero.blogspot.com/2009/04/proeminente-ativista-pro-familia-julio.html

Lula: oposição ao homossexualismo é “doença perversa”
http://juliosevero.blogspot.com/2008/06/lula-oposio-ao-homossexualismo-doena.html

Homossexuais brasileiros entram com ações legais por crime de ódio contra cristãos brasileiros
http://juliosevero.blogspot.com/2007/11/homossexuais-brasileiros-entram-com-aes.html

Grupos gays brasileiros lançam múltiplas ações legais para silenciar a oposição cristã
http://juliosevero.blogspot.com/2007/08/grupos-gays-brasileiros-lanam-mltiplas.html

Líder do movimento homossexual brasileiro sob investigação por pedofilia (em inglês)
http://www.lifesitenews.com/ldn/2007/jul/07073011.html

Traduzido por Julio Severo: www.juliosevero.comttigo

Fonte: http://noticiasprofamilia.blogspot.com/2009/05/governo-brasileiro-busca-remover.html

Veja o artigo em inglês: http://www.lifesitenews.com/ldn/2009/may/09051502.html

Copyright © LifeSiteNews.com. Este texto está sob a licença de Creative Commons Attribution-No Derivatives. Você pode republicar este artigo ou partes dele sem solicitar permissão, contanto que o conteúdo não seja alterado e seja claramente atribuído a “LifeSiteNews”. Qualquer site que publique textos completos ou grandes partes de artigos de LifeSiteNews tem a obrigação adicional de incluir um link ativo para “NoticiasProFamilia.blogspot.com”. O link não é exigido para citações. A republicação de artigos de LifeSiteNews.com que são originários de outras fontes está sujeita às condições dessas fontes.

4 comentários :

sgpaulo disse...

Ai dos que ao mal chamam bem, e ao bem mal; que fazem das trevas luz, e da luz trevas; e fazem do amargo doce, e do doce amargo!

É isso que esse governo está fazendo , levando todos os que concordam com tal coisa , para o inferno.

Jeremias 18:8
Se a tal nação, porém, contra a qual falar se converter da sua maldade, também eu me arrependerei do mal que pensava fazer-lhe.

Façam isso ministros , politicos em geral SE CONVERTAM .

Anônimo disse...

Vamos lançar a campanha "Brasil Sem Eclesiofobia".
Todas e quisquer publicação, programação, legislação contrárias às igrejas católicas e evangélicas devem ser consideradas como preconceitos e crimes.
Falou um pio contra cristãos? Sensura e cadeia neles!

Pop Liberal disse...

Agora não estão proíbidos apenas os programas religiosos. A coisa é mais abrangente. O que eles chamam de "cidadania" parece eufemismo praquelas gulags ou pra revolução cultural de Mao. Estão proíbidos filmes, leituras de obras da literatura, humorísticos etc...Pior que a ditadura, muito!

Anônimo disse...

Os deputados evangelicos só estão preocupados em engordar suas contas bancarias e não estão nem ai pra isso. Eles deveriam se unir e impedir que isso aconteça... é lamentavel saber que muitos estão se corrompendo em alianças com os inimigos. Se for assim nem vale a pena votar em evangelicos, concorda?