13 de fevereiro de 2009

A quem interessa a presença de políticos pró-vida dentro do PT?

A quem interessa a presença de políticos pró-vida dentro do PT?

Pe. Luiz Carlos Lodi da Cruz

Recebi a excelente notícia de que o Partido dos Trabalhadores (PT), fiel à sua índole abortista, pretende amanhã, sábado, julgar em sua Comissão de Ética dois políticos acusados de defenderem a vida. Segundo informação recebida, os réus serão: Henrique Afonso (AC) e Luiz Bassuma (BA).

Recebi ao mesmo tempo a triste notícia de que militantes pró-vida estão montando uma resistência para “defender” (?) os acusados, a fim de que eles possam permanecer no referido partido (!).

Pergunto: qual é a glória de pertencer a um Partido que já manifestou repetidas vezes sua intenção de legalizar o aborto no país? E qual a desvantagem em sair de um Partido que tem se destacado em agir contra a família e em favor da glorificação do homossexualismo?

Conforme disse um amigo meu: alguém se sentiria mal de ser expulso do Partido Nazista? Qual o mal-estar em sair de um Partido que traz em sua bandeira, não a suástica, mas a estrela vermelha de cinco pontas, símbolo universal do comunismo?

É difícil imaginar alguma ação contra a vida e a família em que o PT não tenha tomado parte ativa em nosso país: prática de aborto nos hospitais públicos, desvio de verba para apologia do aborto, promoção de passeatas de “orgulho” homossexual, distribuição de cartilha de pornografia para alunos das escolas públicas, perseguição religiosa sob o nome de combate à “homofobia”...

Volto a perguntar: a quem interessa a presença de políticos “pró-vida” dentro do PT?

Como partido totalitário que é, o PT impõe a sua doutrina socialista (cf. art. 1º do Estatuto do PT) e portanto, anticristã, a todos os filiados. Em http://www.providaanapolis.org.br/ptotal.htm pode-se ler como o PT, por diversas vezes, impediu que seus membros pusessem obstáculo à sua agenda abortista. Veja-se o caso de Hélio Bicudo, Djalma Cotinguiba Araújo, Marina Silva, Ângela Guadagnin...

O totalitarismo petista ficou patente por ocasião da votação da Reforma da Previdência, em que parlamentares foram punidos por atender ao pedido dos eleitores, desobedecendo às diretrizes do Partido. A triste história encontra-se em http://www.providaanapolis.org.br/aquemp.htm

No entanto — este é o nó da questão! — é importante para o PT dar ao público a aparência de que ele é “tolerante”, que admite o “pluralismo”, que dá espaço à “liberdade”. A presença de políticos “pró-vida” dentro do PT é importante... mas só para a causa abortista. Essa presença colabora para confundir a opinião dos eleitores, para mascarar a bandeira pró-aborto do Partido, e para permitir a perpetuação do PT no poder.

Por tudo isso, aposto que o julgamento de amanhã não vai dar em nada. O PT será suficientemente astuto para não expulsar os deputados. A expulsão seria boa demais para ser verdade.

Pena que nem todos os pró-vida estejam percebendo isso... Alguns serão capazes ainda de comemorar amanhã a não-expulsão dos acusados...

Fonte: www.juliosevero.com

Veja mais:

Deputado Henrique Afonso e a educação escolar em casa

LifeSiteNews publica artigo sobre Dep. Henrique Afonso escrito por Julio Severo

3 comentários :

Anônimo disse...

Realmente o Pe. Luiz Lodi tem toda razão (e eu mesmo já havia me questionado sobre isso): o que homens como os deputados Henrique Afonso (AC) e Luiz Bassuma (BA) fazem dentro de um partido ditatorial como é o PT? Não combina, pelo menos é o que creio, com a índole deles. O PT é tudo isso que o Pe. descreveu (pró-aborto, pró-agenda gay e pró-pornografia) e muito mais. O Luiz Bassuma para quem não sabe é espírita. E o espiritismo, para quem não sabe também, é totalmente contrário à prática abortista, pelo simples fato de ser o que é: um crime hediondo. Talvez se Henrique Afonso e Luiz Bassuma abandonassem o partido-esgoto a causa pró-vida só teria a ganhar e se fortalecer no Brasil.

Anônimo disse...

BRAVÍSSIMA DENÚNCIA!!!

Aprendiz disse...

Este Pe Lodi é muito importante para o Brasil. E você também Júlio Severo.