12 de outubro de 2008

Lula diz que evangélicos não devem “retribuir preconceito” e pede votos para Marta

Lula diz que evangélicos não devem “retribuir preconceito” e pede votos para Marta

Rodrigo Bertolotto
Do UOL Notícias
Em São Paulo

Em encontro com líderes evangélicos em São Paulo, nesta sexta-feira (10), o presidente Luiz Inácio Lula da Silva pediu que os fiéis não retribuíssem contra Marta Suplicy (PT) o "preconceito que sofrem". [Coitadinha da Marta! Ela sofre por causa da sua fé no aborto, no homossexualismo e no sexo depravado. Será por isso que muitos evangélicos simpatizem e votem nela?]

Diante de uma platéia de cerca de 50 pastores de diversas denominações protestantes [Quanta injustiça, não? Em 2002, Lula, com toda a sua defesa do aborto e do homossexualismo, conseguiu o apoio de mais de 500 importantes líderes evangélicos. Marta só conseguiu 50? Cadê o resto dos burros?], o presidente disse que "ninguém sofreu mais preconceito" que ele mesmo. "Ninguém tem mais horas nas costas de preconceito do que eu. Agora quem está sofrendo preconceito é a Marta, é uma campanha de preconceito. E justamente pelo que ela fez de bom pela cidade." [Pelos elevados investimentos que o governo Lula faz no homossexualismo, para ele a sodomia é o bem maior.]

No evento, parte da agenda de campanha de Marta nesta sexta, Lula citou diversas vezes "Deus" ao fazer discurso em prol da petista. [Marta já está parecendo alguns líderes evangélicos: Consegue pronunciar o nome de Deus e fazer a vontade do diabo.] Um dos pastores agradeceu ao presidente por ter implementado a Bolsa Família, que teria "ampliado a arrecadação de dízimos". [Agora descobrimos o motivo por que a Bolsa Família — ou Bolsa Esmola — faz sucesso enorme entre os evangélicos tapados.]

"Juntos [Marta e ele], vamos trabalhar por todos que acreditam que existe um ser superior", disse Lula. "Todo mundo é filho de Deus, mas Ele olha para os que mais precisam. Assim tem que ser o político. Não pode governar só para as avenidas Paulista e Faria Lima."

O presidente voltou a evocar "a presença divina" ao comentar a crise dos mercados financeiros. "Com a graça de Deus, até agora a crise não chegou no Brasil. Vamos enfrentar a bicha [a crise] como ela merece ser enfrentada", disse. E declarou ainda que "Deus deve estar morando por aqui" para explicar a descoberta de grandes reservas de petróleo na costa nacional.

A reunião atrasou em uma hora porque Lula estava gravando um vídeo de apoio a Eduardo Paes (PMDB) na corrida pela prefeitura carioca contra Fernando Gabeira (PV), atendendo a pedido do governador Sérgio Cabral. Tudo aconteceu em um hotel cinco estrelas do Brooklyn, bairro nobre de São Paulo, onde o presidente participou de almoço com executivos brasileiros e norte-americanos.

Lula aproveitou a passagem pelo hotel para entrar na campanha de segundo turno de Marta e gravar o vídeo para Paes. Inicialmente, a idéia do comitê martista era que Lula participasse de um comício no sábado, mas o presidente ficará em Brasília e se preparará para viagem oficial ao exterior.

Ou seja, o tão esperado comício para alavancar a ex-prefeita, que está 17 pontos atrás do rival Gilberto Kassab (DEM) nas pesquisas de opinião, só poderia acontecer na reta final, poucos dias antes da eleição de 26 de outubro.

Em salão encarpetado e de ar condicionado, Lula mostrou seu apoio a Marta. De manhã, em Brasília, em entrevista coletiva a jornalistas de portais de Internet, Lula afirmara que só participaria da campanha de Marta, mas a gravação de apoio a Paes mostrou que sua imagem não será só utilizada em São Paulo.

Saia justa

Durante o encontro, que reuniu cerca de 50 líderes de diversas denominações protestantes, a candidata foi interrompida por um pastor que se queixava da lei que criminaliza a homofobia — que tiraria, dos evangélicos, "liberdade de expressão". [Finalmente, alguém disse algo útil!]

O pastor também contestou um processo que Marta moveu contra um radialista da Assembléia de Deus. Ela se explicou dizendo que o processo foi encerrado depois de o radialista ter se desculpado por se referir a ela com palavras de "baixo calão". [Significado de “baixo calão” no vocabulário de Marta: lembrar aos eleitores cristãos que ela SEMPRE lutou pelo aborto e pelo homossexualismo.]

Outros evangélicos se queixavam da lei de união estável, que foi proposta por Marta quando era deputado federal. "Não somos contra o homossexual, que amparamos em nossas igrejas. Somos contra o homossexualismo", disse o reverendo presbiteriano Josias Reis, ligado ao PT Estadual.

A maioria dos evangélicos disse que veio ouvir o presidente, mais do que demonstrar apoio a Marta. "Fomos convidados e não podíamos perder a alegria de estar com o presidente", afirmou o pastor batista Valdo Romão. [Eles conseguiram sentir alegria diante do rei Acabe e de Jezebel. Deviam revelar o segredo deles ao profeta Elias. Por mais que tentasse, Elias não sentia nenhuma alegria diante de Acabe e de Jezebel. O que havia de errado com Elias? O que esses evangélicos pró-Marta, pró-Lula e pró-PT têm que Elias não tinha?]

Com a agenda lotada (tinha que estar em Brasília às 20h para jantar comemorativo dos 200 anos do Banco do Brasil), Lula ouviu os depoimentos dos pastores e até brincou com um mais exaltado: "Com essa garganta tinha que ser o nosso apresentador."

Outros protestantes anunciaram apoio a Marta, afirmando que oravam por sua eleição e tentariam convencer seus fiéis. [Isso é só o começo. Quando o Anticristo chegar, eles orarão por sua eleição e tentarão convencer seus fiéis…]

Promessas

A candidata disse que, se eleita, voltará a autorizar a Marcha para Jesus na avenida Paulista — o evento foi transferido para Santana durante a gestão Serra-Kassab.

Marta também ouviu, dos pastores, queixas referentes às leis do plano Cidade Limpa, que restringiu tamanhos de placas e outdoors nas fachadas das igrejas — e Psiu, que limita barulho na cidade.

"Essa gestão está perseguindo os evangélicos", criticou o pastor José Dinarte, da igreja Catedral da Benção.

A candidata prometeu flexibilizar a restrição às propagandas no caso de instituições religiosas e disse que "falta diálogo com os evangélicos" no caso da restrição ao barulho. "Igreja não é açougue ou supermercado. É preciso uma identificação diferenciada para as instituições religiosas", declarou a candidata, que terminou seu discurso com um "louvado seja Deus", bem no modelito evangélico. [Com tanta cara de pau, ela já está qualificada para pregar em muitas igrejas, que não se importam com moral e com alianças políticas do inferno.]

Fonte: UOL Notícias

Nota importante: todos os comentários inseridos em fonte vermelha pertencem a Julio Severo. Nada têm a ver com a notícia oficial do UOL.

Divulgação: www.juliosevero.com

Leia: Lula e os evangélicos

10 comentários :

Unknown disse...

Ainda bem que nesse segundo turno temos duas opções de voto em São Paulo:

Canditado número 1: Satanás;
Canditado número 2: Um de seus demônios;

Pobre paulistano!

carloshenrique disse...

Depois dessa não custa nada, muitos dos ditos evangélicos virem a servirem ao anticristo e ao falso profeta. E não me surpreenderei nenhum pouco se o anticristo e o falso profeta for daqui do Brasil, pois já tenho sérias suspeitas que a Babilônia está muito mais próxima de nós do que muitos pensam ou acreditam.
Bom, Júlio Severo, um ótimo artigo.

Talião disse...

Além de ser uma defensora incansável de tudo o que é contrário à natureza, e para mostar que não só na teoria mas também na prática ela segue a cartilha, tratou logo de fazer um download de um par de chifres na cabeça do pobre ex-marido. (Pobre?). E ainda por cima matém a cara de pau de ainda carregar o sobrenome do indigitado.

Os dois filhos nunca serviram para nada que presta, mas ao menos conseguiram se colocar na vida como palhaços de programa de auditório.

Modelo de família!

Anônimo disse...

eu amo esse blog...
Raul

Anônimo disse...

Na verdade, a "psicóloga-sexóloga" Marta Suplicy é muito mais perturbada em termos psíquicos do que seu ex-marido, Eduardo.
A esquizofrenia ainda está no campo mental e a psicopatia já entra no campo social - o que implica atuação direta no social, sem sentimento de culpa e sem consideração por ninguém ou nada: o que parece ser o caso da srª Marta Suplicy, por tudo que já fez e defende - a cultura da morte, a depravação, a morte da família, o feminismo, o ativismo gay e assim por diante. Uma perturbação muito mais perigosa para a sociedade.

Anônimo disse...

Espero que se arrependam, e cumpra seu papel. O principal papel que Jesus Cristo delegou a seus seguidores,e mais ainda a eles que se chamam a si mesmos de "lideres" :" Não tomem o caminho dos pagãos...Vão primeiro às ovelhas perdidas... Mat 10,5. Eles fazem o contrário, sentam a se confabular com quem mais se mostrou inimigo do evangelho de Cristo. Com quem há alguns meses atrás, dizia, que "quem se opunha ao homosexualismo tinha doença perverssa". Fazem exatamente o contrário que o Apóstolo Paulo disse para não fazer:"(...) não devem associar-se com alguém que traz o nome de irmão, e no entanto é imoral, avarento, idólatra, caluniador beberrão e ladrão. COM PESSOAS ASSIM, vocês não devem NEN SENTAR-SE A MESA". Cor 5,11. Pois eles sentaram e ainda se maravilharam. Que se arrependam, e preguem o evangelho, ou serão aqueles de que Jesus falou: " Nem vocês entram, e nem deixam entrar aqueles que desejam... Por isso, vocês vão receber uma condenação mais severa." Mat 23,13. Francamente, fico triste por aqueles que são pastoreados por pessoas assim, porque senão abrirem os olhos ficaram de fora do Reino, e ao mesmo tempo fico feliz por ver que, isso é um dos sinais do fim desta era, e de um começo das glórias eternas. Irmãos, se o seu pastor sentou com eles, e não se redimiu, mude voando pra outra denominação, que pregue a doutrina, e não ideologias políticas demoníacas. A todos Paz e sabedoria divina, para dicernirmos esses momentos perigosos, e não nos deixar enganar, pois o preço por isso será a perdição eterna.
Edinei

Anônimo disse...

Quando a pessoa logo acima diz pra mudar logo de denominação pra outra que pregue a verdadeira doutrina, aí é que está está o problema: Todas as igrejas que se dizem evangélicas nos dias atuais, estão contaminadas e não pregam o verdadeiro evangelho de Cristo. Há na verdade um remanescente que clama, que chora e busca a verdade de Deus, mas não dentro dessas igrejas. Que o Senhor Jesus, tenha misericordia das ovelhas perdidas que estão dentro dessas igrejas! É triste perceber isso... ovelhas perdidas dentro das igrejas, sendo enganadas por satanás, disfarçado de servo de Deus.

Anônimo disse...

Como podem esses pastores apoiarem Lula,Marta, Kassab se fazem praticas anti cristas. O PT é marxista. Marx foi o maior anti cristo- Negou Cristo.Alegou que era tudo fantasia.Esses candidatos escondem seus conteudos ideologicos.
So´irao para o Reino de Deus , quem obedece as leis de Deus.Alem de amar o proximo, voce precisa obedecer suas Leis. Essas abominacoes sao condenadas por Ele, na Biblia.Se amo a Deus eu obedeco e estou sujeita a Lei DELE.E minha sujeicao é com satisfacao, nao uma obrigacao.E´´ triste ver pastores,que em vez de cuidar de seus rebanhos se curvam a tipos de pactos com pessoas que praticam ou defendem o que Deus determinou ser detestaveis.

Anônimo disse...

Achei mais interessante os seus comentários no meio do artigo,corajoso e determinante...
Qto ao resto duvido que alguém que seja realmente nascido de novo, se deixe iludir ou enganar. Apenas os lobos...esses olham a oportunidade de ganhar mais.
AbraçosKarmitta

Anônimo disse...

Se os lideres protestantes agem assim com Marta, imaginem quando o anticristo aparecer, prometendo mil e uma coisas?
Tenho visto muitas igrejas evangélicas se metendo com essa politica suja, sistema da babilônia e ainda usam a desculpa de que tem que haver politico protestante no governo, pra impedir leis injustas. Mas o que tenho visto é o contrario, pois que vinculo há entre a luz e as trevas?
Exemplo: Bispo Edir Macedo apoi o PT e o aborto, algo satanico, pois o aborto é um crime hediondo.
Eu me pergunto o seguinte: Nos tempos dos primeiros cristãos não havia essa de polico defendendo cristãos e nem mesmo Jesus Cristo falou sobre politica, mas sobre salvação.
A biblia diz que o filho de Deus será perseguido nesse mundo, quer gostem ou não, e não entendo qual o motivo de tentarem evitar perseguição.
Hora, se somos verdadeiros cristãos, devemos encarar a perseguição de frente, pois se até mesmo o Filho de Deus foi perseguido e cruxificado e os cristãos foram mortos em Roma, acaso somos melhores do que o Filho de Deus e os martires da igreja primitiva?
É esse cristianismo xoxo e morno que temos que seguir? Cabe vocês decidirem.