12 de junho de 2008

Organização dos Estados Americanos aprova resolução de “direitos humanos” homossexuais

Organização dos Estados Americanos aprova resolução de “direitos humanos” homossexuais

Matthew Cullinan Hoffman

NOVA IORQUE, EUA, 12 de junho de 2008 (LifeSiteNews.com) — A Organização dos Estados Americanos (OEA) aprovou uma resolução que expressa “preocupação” com as “violações de direitos humanos relacionados cometidos contra indivíduos com base em sua orientação sexual”.

A resolução, introduzida pelo governo do Brasil e entusiasticamente aprovada na surdina em 3 de junho, ordena que a Comissão de Assuntos Políticos e Jurídicos acrescente o tópico “Direitos Humanos, Orientação Sexual e Identidade de Gênero” à sua agenda nos próximos meses. A resolução exige ainda que o Conselho Permanente da OEA dê um relatório acerca das medidas legais.

“Identidade de gênero” se refere ao “gênero” (sexo) que um indivíduo afirma ter, em vez de seu sexo real. Os ativistas homossexuais insistem em que tais pessoas devem receber “direitos” que lhes permitam se identificar com qualquer tipo de “gênero” (sexo) que quiserem.

Estranhamente, não é possível encontrar o documento — que leva o número AG/RES-2435 (XXXVIII-O/08), e tem o título “Resolução de Direitos Humanos, Orientação Sexual e Identidade de Gênero” — em língua alguma no site da OEA. O site também não contém nenhuma menção acerca de sua aprovação, sobre a qual os principais meios de comunicação praticamente não fizeram referência alguma.

A organização pró-aborto PROMSEX publicou a resolução junto com uma declaração mais longa feita na reunião da OEA em Medellin, Colômbia, realizada pela Coalizão de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis, Transexuais, Transgêneros e Hermafroditas das Américas. Essa resolução exige que se reconheçam oficialmente “diversas orientações e identidades sexuais e expressões de gênero”, inclusive “o direito de mudar o próprio nome e sexo em documentos sem exigir mutilação genital”. Os grupos também exigem a abolição de leis anti-sodomia e proteção contra “discriminação”.

A organização pró-aborto e pró-homossexualismo “Human Rights Watch” louvou a aprovação da resolução. A organização há muito tempo afirma que os homossexuais têm um direito de praticar e promover a sodomia, bem como de “se casar”, e muitas vezes repreende governos que se recusam a ceder à ideologia homossexual.

“Essa resolução é um ousado passo inicial para acabar com a violência e discriminação”, disse Scott Long de Human Rights Watch num comunicado à imprensa. “Para que a resolução tenha impacto, mudanças concretas nas leis e políticas devem acompanhar”.

O ativista pró-família Julio Severo, que vem monitorando o movimento homossexual do Brasil há mais de uma década, relatou para LifeSiteNews que a resolução da OEA é resultado do compromisso e ativismo pró-homossexualismo por parte do governo Lula.

“O governo Lula está mostrando determinação sólida de promover a agenda homossexual em escala mundial”, disse Severo. “Sua primeira tentativa de introduzi-la na ONU foi frustrada por uma forte oposição muçulmana. Contudo, o governo Lula não desistiu. Ele está agora dirigindo seus esforços por meio da Organização dos Estados Americanos sem a mesma oposição forte. Os muçulmanos têm mostrado mais coragem do que os cristãos”.

A Organização dos Estados Americanos, que inclui todas as nações da América do Norte e do Sul, fornece um lugar público de debates para “fortalecer a cooperação em valores democráticos, defender interesses comuns e discutir questões importantes defrontando a região e o mundo”, de acordo com seu site.

Traduzido e adaptado por Julio Severo: www.juliosevero.com

Fonte: LifeSiteNews

Um comentário :

Lex Aleksandre disse...

Mensagem Bíblica, agora criminalizada nos EUA !
Enviado por: "Phelps Stoller Scofield" phelpsst@ig.com.br phelpsst
Qui, 12 de Jun de 2008 4:11 pm
Nos EUA em Colorado, as igrejas ficaram proibidas pela lei, de pregar,
divulgar, seja através de livros, panfletos, dvd's etc, a mensagem
bíblica contra o homosexualismo. Somente ficou liberado dentro dos
templos.
Confiram no link => http://www.worldnetdaily.com/index.php?fa=PAGE.view&pageId=66829