20 de junho de 2008

Igrejas conservadoras da África dão exemplo às igrejas liberais da Europa e EUA

Igrejas conservadoras da África dão exemplo às igrejas liberais da Europa e EUA

Africanos dão lição de excelência moral aos arrogantes liberais da Europa e dos EUA. A notícia abaixo é do site homossexual MixBrasil.

Igreja Anglicana declara ruptura por homossexualidade

Nesta quinta-feira, dia 19, a versão online do jornal inglês The Telegraph publicou que líderes da Igreja Anglicana declararam o fim da comunhão universal de valores entre seus membros, afirmando que não mais se associarão aos liberais que tolerem a homossexualidade na religião.

O pronunciamento formal da cisão interna da Igreja Anglicana está contido em um documento de 89 páginas intitulado “The Way, The Truth and The Life” (O Caminho, A Verdade e A Vida) que será apresentado no encontro entre religiosos anglicanos na próxima semana.

O documento tem o total apoio de dirigentes das igrejas anglicanas africanas, espcialmente da Nigéria, da Uganda e de Ruanda, três países que possem juntos quase a metade de todos os seguidores da Igreja Anglicana mundial.

Segundo o Arcebispo nigeriano Perter Akinola, não há mais esperanças de unificação. “Se falharmos agora, corremos o risco de guiar milhões de pessoas para longe das Sagradas Escrituras e também, mais seriamente, encarar a real possibilidade de negar Nosso Salvador, o Senhor Jesus Cristo”, disse.

“Queremos a união, mas não pelo preço de renegar Cristo em detrimento de outro ‘professor’, que poder ser obedecido ou desobedecido”, completou.

O Arcebispo disse, ainda, que a cisão interna somente será evitada se as igrejas que toleram a homossexualidade e abençoam as uniões entre pessoas do mesmo sexo deixarem de agir desta forma.

Fonte: MixBrasil

4 comentários :

Orlando Braga disse...

A ironia disso aí é que a Europa ainda vai ser evangelizada pelos africanos.

carloshenrique disse...

Pelo visto Deus ainda vai abençoar grandemente a África, e enquanto a Europa cada dia mais apóstata vai acabar indo para a miséria, os países africanos que mantiverem os príncipios morais e éticos é que se tornarão a nova força mundial.
Podem anotarem isso. Que Deus abençoe a África e a livre do mau exemplo da Europa, e que Deus faça com que o Evangelho cresça na África. Amém!

Anônimo disse...

Que este ato sirva de exemplo; não é preciso ter muita inteligência para perceber que os homossexuais são alvo da graça de Deus como qualquer outro, mas que o homossexualismo não é, nunca foi e jamais será uma conduta normal, aprovada pelo Senhor e muito menos modelo a ser seguido.

Como sempre, os ativistas gays, além de distorcer fatos, devem estar utilizando em larga escalas palavras como 'preconceito' e 'homofobia', e se mordendo de ódio desta iniciativa corajosa.

Anônimo disse...

este blog é muito show de bola - mais 1 post surpreendente - meus parabens