21 de setembro de 2007

Presidente George Bush proclama 24 de setembro de 2007 como Dia da Família nos EUA

Presidente George Bush proclama 24 de setembro de 2007 como Dia da Família nos EUA

WASHINGTON, DC, EUA, 21 de setembro de 2007 (LifeSiteNews.com) — O texto seguinte é uma proclamação que o Presidente Bush fez:

As famílias são o principal alicerce de nossa Nação. No Dia da Família, destacamos nossa dedicação para fortalecer as famílias da América e reconhecer a importância que os laços entre pais e filhos têm para o futuro de nosso país.

Os pais e os membros da família são a primeira e mais importante influência na vida de uma criança. As famílias oferecem um ambiente estável e educativo ao suprir amor, orientação, apoio e consolo. Eles ajudam os jovens a ganhar o conhecimento de que precisam para ser bem-sucedidos na vida e a coragem e iniciativa para realizar seus sonhos. Com seus cuidados e tempo que passam com os filhos, os pais cultivam valores que duram a vida inteira e ajudam a construir uma América melhor.

Meu governo tem o compromisso de apoiar as famílias da América. Estamos trabalhando com as organizações religiosas e comunitárias para promover casamentos saudáveis, a paternidade responsável e o desenvolvimento positivo dos jovens. Quando as crianças estão ligadas à família, comunidade, escola e lugares de adoração, elas têm mais probabilidade de fazer escolhas boas e alcançar seu pleno potencial.

As famílias ajudam a preparar os filhos para as oportunidades e desafios do século 21 incentivando-os e insistindo em padrões elevados. Famílias fortes e amorosas ajudam as crianças americanas a crescer e se tornarem adultos bem-sucedidos e ajudam a construir uma Nação resplandecente de otimismo.

AGORA, POIS, EU, GEORGE W. BUSH, Presidente dos Estados Unidos da América, pela virtude da autoridade investida a mim pela Constituição e leis dos Estados Unidos, por meio desta proclamo 24 de setembro de 2007 como Dia da Família. Convoco todo o povo dos Estados Unidos para observarem este dia se envolvendo em atividades que fortaleçam os laços entre pais e filhos…

GEORGE W. BUSH

Traduzido e adaptado por Julio Severo: www.juliosevero.com.br; www.juliosevero.com

Fonte: LifeSiteNews

6 comentários :

Anônimo disse...

SEN-SA-CIO-NAL!!!!!

Realmente Bush tem provado que é um homem segundo o coração de Deus! Tomara Deus continue usando-o para cumprir Seus propositos nos EUA e no mundo!! (Eu sei que essa afirmação pode parecer estranha mas... ei! Vocês acreditam em tudo que a mídia fala?? Ela é controlada em grande parte por aqueles que são contra o Deus altíssimo, portanto vocês só ouviram coisas ruins à cerca dos servos do Senhor! Cuidado! Prestem atenção! Esse mundo jaz no maligno!)

Anônimo disse...

Eu posso até não concordar com algumas coisas que o presidente Bush tem feito, mas aquilo de bom que uma pessoa faz tem de ser reconhecido e esta é uma iniciativa louvável, principalmente num mundo onde cada vez mais as pessoas têm vergonha de ser pró-família.

Wellington disse...

Louvável esta iniciativa do George Bush. A família sempre foi e será a célula principal de uma nação. Os Estados Unidos nasceram e cresceram em bases cristãs, e apesar dos erros e dos muitos inimigos, ainda é um grande rerservatório de valores cristãos.

Elson disse...

Ao menos uma verdade sobre George W. Bush, pois a mentira de que ele mentiu sobre a existência de armas de destruição em massa no Iraque tornou-se uma verdade usual entre os ideólogos detratores da verdade.
Quem mente não aprendeu com seus pais( a família) que a mentira é pecado, e o seu pai é o diabo.

Elson Fernandes da Silva

Julio Severo disse...

Prezado Elson

Felizmente, tenho um artigo esclarecedor sobre esse assunto. Veja meu artigo O veredicto dos boateiros: “Bush mentiu”: http://juliosevero.blogspot.com/2006/03/o-veredicto-dos-boateiros-bush-mentiu.html

Elson disse...

Seu artigo é revelador, poucas pessoas tem a coragem de enfrentar uma propaganda tão maldosa quanto essa empetrada ao presidente norte americano.As movimentações na fronteira entre Iraque e a Siria pouco tempo antes da invasão americna não foram por acaso.Parabéns pelo seu artigo e também pelo seu exelente livro " O movimento homossexual", que deveria ser o livro de cabeceira de todo cristão que não se conforma com o mundo em que vivemos.
PS: Não sei se você já teve oportunidade de ler: Mitos e fatos, a verdade sobre o conflito árabe-israelense da editora Sêfer, é muito bom.
Graça e paz,
Elson Fernandes da Silva