29 de setembro de 2007

Bush para a ONU: o mundo precisa se libertar da tirania e da violência

Bush para a ONU: o mundo precisa se libertar da tirania e da violência

Falando diante da Assembléia Geral da ONU, presidente dos EUA pede que as nações do mundo parem de criticar ferozmente Israel por violar direitos humanos e pede apoio para as democracias emergentes

Yitzhak Benhorin

NOVA IORQUE, EUA — George W Bush, presidente dos Estados Unidos, falou diante da Assembléia Geral das Nações Unidas em 25 de setembro de 2007 e pediu aos seus membros que parem de tratar Israel como se a nação judaica fosse o único país do mundo onde não se cumprem plenamente os direitos humanos.

O discurso de Bush diante da 62ª Assembléia Geral girou principalmente em torno do abuso mundial dos direitos humanos e a necessidade de o mundo se libertar da tirania e da violência.

Citando especificamente Myanmar, Darfur, Cuba e Zimbábue como alguns dos países mais culpados de abusar dos direitos humanos, Bush anunciou novas sanções americanas contra os governantes militares de Myanmar.

“Os Estados Unidos apertarão as sanções econômicas sobre os líderes do regime e os que o apóiam financeiramente”, disse Bush, acrescentando que os americanos estão “revoltados” com os abusos de direitos humanos em Myanmar.

Bush criticou a comissão de direitos humanos da ONU por sua negligência em não destinar recursos necessários para lidar com as violações de direitos humanos no mundo, e optar em vez disso por passar a maior parte do tempo lançando sobre Israel críticas pesadas por tais violações.

O artigo completo, em inglês, se encontra aqui: http://www.ynetnews.com/articles/0%2C7340%2CL-3453525%2C00.html

Traduzido e adaptado por Julio Severo: www.juliosevero.com.br; ww.juliosevero.com

Nenhum comentário :