8 de outubro de 2020

Igreja Universal apoia nome não conservador indicado de Bolsonaro para o STF; Silas Malafaia não apoia

 

Igreja Universal apoia nome não conservador indicado de Bolsonaro para o STF; Silas Malafaia não apoia

Julio Severo

Em entrevista ao jornal Folha de S. Paulo, o televangelista Silas Malafaia disse que a Igreja Universal faz “um jogo estratégico nojento” ao apoiar a indicação do juiz federal Kassio Nunes Marques para o STF (Supremo Tribunal Federal).


Para ele, o escolhido do Presidente Jair Bolsonaro “tem amizade com a turma do PT” e “posição muito dúbia” sobre aborto.

Veja partes da entrevista, intitulada “Universal ‘faz jogo estratégico nojento,’ diz Malafaia sobre apoio a Kassio Nunes para o STF,” com comentários adicionados por mim:

Jornalista: Por que Bolsonaro faz “defesa apaixonada,” como o sr. critica, de um sujeito que não teria a agenda conservadora como prioridade?

Silas Malafaia: Me parece que Lula, Dilma, nunca vi nomearem alguém que seja de uma ala de direita, contra os princípios ideológicos deles. [Kassio Nunes Marques] é desembargador nomeado por Dilma e tem amizade com a turma do PT. Tanto é que um dos mais ferrenhos inimigos do presidente, o presidente da OAB, elogiou Bolsonaro por escolher o cara. Precisa de mais alguma coisa? A tese dele, quando fala de aborto, é uma coisa muito dúbia.

Julio Severo: Embora, à primeira vista, o apoio da Igreja Universal do Reino de Deus (IURD) a Marques pareça puro puxa-saquismo, a verdade é que quando a IURD percebeu que ele tem uma postura não conservadora sobre o aborto, foi amor à primeira. Bispo Edir Macedo, fundador da IURD, é famoso por sua postura escancarada a favor do aborto.

Jornalista: O sr. diz que foi avisado de antemão pelo presidente sobre o primeiro indicado ao STF não ser “terrivelmente evangélico.”

Silas Malafaia: Foi o presidente que falou, dizendo que somos mais de 30% da população, e que o Supremo tem católico, judeu, gente da esquerda: por que não um evangélico?… O presidente disse que vai ser uma segunda [nomeação], a evangélica.

Jornalista: Diz o sr.: “Não podemos ter o culto de personalidade, como a esquerda faz.” Isso ocorre com Bolsonaro?

Silas Malafaia: Tem alguns apoiadores que estão idolatrando o presidente. Isso não é bom nem pra ele. É exatamente o que a esquerda faz. Não crê em Deus, mas faz culto de personalidade. É só ver a história do comunismo no mundo. Apoiar um presidente é salutar, agora, essa idolatria louca de tudo o que ele fala é bom…

Jornalista: O sr. citou o provérbio “quem fere por amor, mostra lealdade; o inimigo multiplica beijos.” Quem são os inimigos de Bolsonaro hoje, no campo aliado?

Silas Malafaia: É pra dizer a Bolsonaro que aquele que é leal fala a verdade. Amigo é o que fala que o outro está com mau hálito. Não acredito que o presidente tenha inimigos dentro do campo aliado, tem é puxa-sacos.

E puxa-sacos é o que não faltam, mesmo entre os que posam de conservadores e são bolsonaristas roxos. Um desses, Abraham Weintraub, disse que conversou longamente com Marques e ficou satisfeito. Um homem que até poucos meses atrás era ministro da Educação deveria ter um faro apurado de pesquisador e investigador em assuntos acadêmicos. Se Weintraub tivesse sido sério, ou tivesse assessores sérios, ele não teria dificuldade de descobrir o que jornalistas investigativos já descobriram: Há sérios problemas no currículo e títulos de Marques.

Mesmo desconsiderando a questão dos problemas de currículo e títulos de Marques, há a sua notório postura não conservadora sobre o aborto, já exposta em meu artigo aqui. Mesmo assim, Weintraub ficou satisfeito com a decisão errada de Bolsonaro. Ele tem razões de sobra para apoiar Bolsonaro em tudo, até nos erros. Ele vive hoje nos EUA como funcionário de salário elevado do governo brasileiro. Embora os brasileiros paguem o salário dele em dólares, o patrão dele é Bolsonaro. Cumpre-se assim em Weintraub o ditado de que todo funcionário é puxa-saco do patrão.

Weintraub disse:

“Eu e o Arthur conversamos longamente com o Dr. Kassio, indicado ao STF, e entendemos as razões da escolha do Presidente Bolsonaro. O Dr. Kassio se comprometeu a seguir as leis e a Constituição, sem ativismo judicial. Novamente, confiamos no Presidente e no sucesso de seu Governo.”

De acordo com Janaína Paschoal, a famosa advogada que requereu com sucesso o impeachment da ex-presidente socialista Dilma Rousseff, em sua dissertação de mestrado Marques disse que “o Judiciário pode ser acionado para fazer frente à maioria conservadora” nos casos de aborto.

Se isso não é ativismo judicial, eu não sei o que é ativismo judicial.

Se Weintraub tivesse se dado ao trabalho de verificar o rastro do candidato, ele teria visto isso e outras coisas. Mas em vez de pesquisar, ele prefereriu bajular. Se tudo o que ele fez no Ministério da Educação foi na base da conversa e bajulação sem investigação, é de admirar que seu ministério tenha lançado uma campanha de astrologia?

A questão de apoio pró-aborto na dissertação de Marques é seríssima, mas Weintraub não deu a mínima. O puxa-saquismo venceu seu “conservadorismo.”

Ao alertar publicamente Bolsonaro de seu erro, o televangelista Silas Malafaia não agiu como puxa-saco. Ele agiu como servo de Deus. Diferente de Weintraub, que posa de conservador e vive de muito dinheiro de impostos, Malafaia não vive de dinheiro de impostos.

Talvez se Malafaia dependesse economicamente de Bolsonaro, inclusive recebendo elevado salário em dólares, ele estivesse condenado a bajular. Mas Malafaia está livre de um patrão e seus interesses, e Weintraub não.

Graças a Deus pela liberdade que Malafaia tem para falar as coisas de Deus. Ele tem falado, aliás, inclusive contra o guru de Bolsonaro e Weintraub, o astrólogo Olavo de Carvalho. Tomara que um dia os dois lhe deem ouvidos.

Fonte: www.juliosevero.com

Leitura recomendada:        

Presidente Jair Bolsonaro fala sobre cristofobia na ONU e indica juiz pró-aborto para o Supremo Tribunal Federal

Silas Malafaia chama Olavo de Carvalho de covarde e astrólogo falido depois que Olavo ameaçou derrubar governo Bolsonaro

“Astrólogo idiota”: Resposta do televangelista Silas Malafaia a Olavo de Carvalho, que disse que “tudo o que acontece de mau no Brasil vem das igrejas evangélicas”

Bispo Macedo: a favor do aborto e contra profecia

Bispo Macedo e homossexualismo

Nenhum comentário :