10 de setembro de 2020

ONU condena liderança masculina, não o comunismo, por causa da COVID-19


ONU condena liderança masculina, não o comunismo, por causa da COVID-19

Julio Severo
O Secretário-Geral da ONU, António Guterres, disse em 6 de setembro de 2020:
“A pandemia da COVID19 está demonstrando o que todos nós sabemos: milênios de patriarcado resultaram em um mundo dominado por homens com uma cultura dominada por homens que prejudica a todos — mulheres, homens, meninas e meninos.”
Guterres usou a pandemia da COVID-19 para condenar a liderança masculina, quando ele deveria ter condenado o comunismo chinês, porque foi exatamente da China e de sua liderança comunista que veio a COVID-19.
Por que Guterres condenou a liderança masculina, não o comunismo? A resposta é simples: António Guterres foi, de 1999 a 2005, o presidente da Internacional Socialista. Ele também foi Secretário-Geral do Partido Socialista de Portugal, de 1992 a 2002.
Portanto, ele fala como um socialista.
Obviamente, a liderança masculina não é maligna em si mesma, embora os socialistas demonizem todas as lideranças masculinas. Existe boa liderança masculina e liderança masculina perversa.
Deus ordenou a liderança masculina na terra porque esse é o padrão celestial. Deus é masculino e líder supremo.
Socialistas geralmente são ateus. Mesmo se eles cressem em Deus, eles se rebelariam contra Deus, porque se eles rejeitam a liderança masculina na terra, como eles aceitarão a liderança masculina no céu?
Os cristãos acreditam e se submetem à Trindade: Pai, Jesus Cristo e Espírito Santo. Não há liderança feminina na Trindade e no céu.
Ainda que os católicos acreditem que Maria ocupa no céu algum tipo de posto de líder, tal teoria não é apoiada pela Bíblia. Não há nenhuma líder feminina no céu.
Na terra, Deus criou as mulheres para ajudarem os homens — mais especificamente, Ele criou as mulheres para serem esposas e ajudantes de seus maridos. Não há chamado mais importante, depois da salvação em Jesus Cristo, do que a união em casamento para ter, treinar e educar filhos no Senhor.
A liderança masculina está errada quando é exercida por homens iníquos. Por exemplo, muçulmanos e comunistas fazem coisas más não porque eles são homens, mas por causa de sua ideologia. O islamismo e o comunismo fariam coisas más mesmo se todos os seus líderes fossem mulheres.
A liderança masculina é a liderança correta. O exemplo vem do céu: toda liderança celestial é masculina. Por que deveria ser diferente na terra?
O socialismo é rebelião contra a família, o casamento, o sexo natural, os papéis sexuais e Deus e sua autoridade e liderança masculinas. Mas como nós, cristãos, conseguiremos derrotar o socialismo na sociedade, se em nossas igrejas a autoridade e liderança masculinas não têm sido preservadas, treinadas, respeitadas e defendidas contra os ataques socialistas do mundo e de Satanás?
Leitura recomendada:

10 comentários :

Flávio disse...

Masculinidade não é uma ideologia. É apenas o natural. As sociedades patriarcais cristãs são as mais bem sucedidas.

Na pós modernidade os homens se tornaram sedentários, consumidores de alimentos com muito estrogenio e vem tendo uma queda de testosterona desde o seculo 50. Eu não sei se Isso é apenas um acidente, mas, coincidiu perfeitamente com a feminizacao masculina promovida pela esquerda. Homens são a maioria dos conservadores, a maioria que repudia o ativismo gay.

A personalidade masculina tradicional é um problema para o marxismo cultural, porque em algum momento eles perceberiam que se trata de uma guerra por controle e reagiriam.

Flávio disse...

Decada de 50*

Anônimo disse...

Quem usa de liderança feminina são os pentecostais com suas milhares de pastoras e "bispas", sem base biblica. Na Igreja Católica liderar cabe ao homem, nao sendo aceito padres ou diaconos mulheres, assim como na Biblia as liderencas cristãs eram homens. Santa Maria é Rainha devido a ser mãe do Rei, conforme o Livro dos Reis, desde a mãe do Rei Salomão, a mãe dos Reis ocupam a posição de Rainha Mae. As mulheres emboram não chamadas a liderar são chamadas a serem rainha, mãe e santa, o que Maria cumpre de forma perfeita ao ser Rainha devido ao divino Rei, mãe e Virgem ao mesmo tempo. Devido a Cristo ter vindo ao mundo através da Virgem Maria, todas as gracas nos sao dadas por Jesus Cristo por intermédio da Virgem Maria.

Cristão disse...

Sofismas...

Julio Severo disse...

Anônimo, o Livro dos Reis, que já li várias vezes, não apresenta nenhuma doutrina de Rainha celestial com relação a Jesus. Pelo contrário, o Livro de Jeremias alerta que já antes do nascimento de Jesus, havia uma seita idolátrica que adorava uma Rainha dos Céus. Veja: “E as mulheres acrescentaram: ‘Quando queimávamos incenso à Rainha dos Céus e derramávamos ofertas de bebidas para ela, será que era sem o consentimento de nossos maridos que fazíamos bolos na forma da imagem dela e derramávamos ofertas de bebidas para ela?’” (Jeremias 44:19 NVI)

Então, idolatria a uma Rainha dos Céus não é coisa nova. Os apóstolos de Jesus nunca cairam nessa idolatria.

Colocar qualquer mulher como Rainha é uma posição muitíssimo mais elevada do que pastora ou bispa, embora eu concorde com esses cargos femininos somente quanto as pastores e bispas pastoreiam mulheres. Pelos padrões da Bíblia, elas não podem pastorear homens.

A posição de rainha, como mostra muito bem a história, é uma posição em que uma mulher pode ter autoridade que nenhuma outra mulher tem, inclusive pastoras e bispas.

Deus não deu para Maria a posição de Rainha dos Céus. A pobre Maria, que de nada sabe o que acontece neste mundo, nem sabe que católicos idólatras transferiram para ela o título de uma divindade pagã da época de Jeremais. Depois, católicos ficam revoltados quando evangélicos os chamam de idólatras. Mas chamá-los do quê se eles vivem copiando idolatrias de antigas religiões pagãs?

Cicero disse...

Anônimo. Quanto a Maria ela diz no Magnificatt "e o meu espírito se alegrou em Deus, meu SALVADOR" Lc 1:47. Deduzimos que ela era pecadora como qualquer um de nós, pois carecia de salvação ao clamar pelo Salvador. Ademais, não vemos em nenhum lugar da Bíblia Maria sendo adorada e o único mandamento que ela deixou é: "Fazei tudo que Ele (Jesus) vos disser". Também após o nascimento de Jesus ela teve uma vida conjugal íntima normal com José, tendo mais 4 filhos e filhas como citados por nomes em Marcos 6:3. Estes irmãos de Jesus citados ali, não eram discipulos, senão, haveria menção dos 12 e não só 4 e suas irmãs...?

Edgar disse...

A função da Rainha Mãe não é o governo e nem a justiça e sim a intercessão dos pedidos do povo junto ao Rei. Assim Betsabe, a primeira Rainha Mãe da Casa de David, que tinha um trono a direita de seu filho Salomão, levava os pedidos do povo ao Rei e este não negava nada que sua mãe pedia. Ja a Rainha Maria, a ultima Rainha da Casa de David, cujo Reino não terá fim, ainda na terra mostrou sua poderosíssima intercessão que foi capaz de antecipar a hora de Deus, como ficou claro nas bodas de Cana da Galileia.

Flávio disse...

Pena que nada disso é biblico. So uma analogia da sus cabeça mesmo

Julio Severo disse...

Edgar, belo exemplo que você usou. Davi não teve nenhuma rainha mãe. E no caso de Salomão, a única vez que a tal mulher que você chama de rainha mãe entrou em cena foi para ser instrumento de golpe. O irmão de Salomão, buscando usurpar o trono, maliciosamente foi até a mãe de Salomão para que ela fizesse um pedido “inocente,” mas que escondia um golpe. Salomão rapidamente viu a má intenção e não atendeu ao pedido de sua mãe. Depois desse vexame, nunca mais vemos a mulher que você chama de rainha mãe aparecendo para absolutamente nada.

Você não pode usar exemplos da Bìblia para se encaixar em seus sentimentos particulares. Forçar o texto sobre a mãe de Salomão para dizer que Maria ocupa, contra a vontade dela, um lugar de rainha mãe no céu é uma ideia compatível apenas com religiões pagãs antigas.

Se você continuar nessa linha, não demora muito e você vai dizer que, a exemplo de Adão e Eva, devemos andar nus ou de túnicas!

Edgar disse...

O fato é que a Rainha Mãe existia. Tanto que os reis que sucederam Salomão estão sempre acompanhados dos nomes de suas respetivas mães, de acordo com o Livro dos Reis e Cronicas. Obviamente que as Rainhas Maes que atencederam Maria nao tinham sua santidade. Assim como os Reis de Israel que antecederam Jesus nao tinham sua santidade. Agora o que nunca existiu em Israel foram pastoras da alma ou sacerdotisas, sendo o sacerdócio em Israel exclusivamente masculino. Entretanto povos pagãos tinham suas sacerdotisas.