13 de maio de 2020

Franklin Graham alerta contra tirania do coronavírus


Franklin Graham alerta contra tirania do coronavírus

Alex Newman
Um dos líderes evangélicos mais influentes dos Estados Unidos falou energicamente contra a exploração da pandemia do coronavírus, alertando que algumas autoridades governamentais estão usando o medo para minar a liberdade e a Constituição dos EUA, potencialmente indefinidamente, em vez de apenas salvar vidas. O proeminente evangelista cristão também elogiou os esforços para restaurar a normalidade e até comemorou a atitude do presidente de uma empresa de desafiar as normas foras dos limites do governo na Califórnia.
Franklin Graham
“Está ficando mais óbvio para as pessoas que a resposta de alguns no governo não é apenas proteger vidas, mas também controlar,” explicou Franklin Graham, presidente do Samaritan’s Purse e da Associação Evangelística Billy Graham. “Nunca antes na história dos EUA aqueles que estão saudáveis foram colocados em quarentena em vez daqueles que estão doentes!”
Apontando para um exemplo da provocação de medo da CNN, um artigo bobo com a manchete “O que acontece se uma vacina contra o coronavírus nunca for desenvolvida?”, o evangelista e e líder humanitário alertou sobre os perigos futuros se os americanos continuarem a “dizer sim” a cada usurpação de poder proposta pelo governo .
Graham enfatizou que não queria “minimizar” os perigos do coronavírus, dizendo que as pessoas deveriam adotar precauções e exercer responsabilidade pessoal. “Mas também precisamos ser cautelosos antes de dizer sim a todas as proibições propostas e concordar com qualquer coisa que achamos que possa ajudar a nos proteger do vírus, para garantir que não estamos deixando de lado alguns de nossos direitos constitucionais,” ele avisou.
O alerta sobre as liberdades constitucionalmente protegidas dos Estados Unidos — desde liberdade de expressão e liberdade de religião a direitos de porte de armas e liberdade de reunião — surgiu no contexto da escalada do medo provocado pela imprensa das elites. Em particular, um artigo da CNN especulando que a histeria do coronavírus durando para sempre despertou a expressão pública de preocupação de Graham.
“Aí vamos nós de novo,” disse ele. “Outra manchete da CNN para tentar colocar o medo na mente dos leitores. O que acontece se uma vacina contra o coronavírus nunca for desenvolvida?”
O link foi para um “artigo” da CNN alertando sobre uma “possibilidade de pior caso,” na qual nenhuma vacina para o coronavírus poderia ser desenvolvida. Isso levaria, de acordo com a CNN, a “algumas liberdades” sendo devolvidas apenas com uma “coleira curta” e somente se todos obedecerem às recomendações de “especialistas.” As demandas por isolamento (lockdown) podem ocorrer a qualquer momento, afirmou o “repórter” da CNN, Rob Picheta.
Graham não ficou contente com os esforços da CNN para provocar pânico e preparar as pessoas para renunciarem às suas liberdades. “As incertezas dos ‘e se’ podem ser infinitas,” disse Graham em seu post no Facebook. “E se o céu cair amanhã? Há muitas hipóteses sendo lançadas por aí que visam assustar as pessoas.”
E, como ele apontou, é importante que os americanos e outros não se deixem entrar em pânico para entregar suas liberdades em meio à crise. “Nossa resposta à pandemia do coronavírus pode afetar muito nosso futuro e nossas liberdades,” explicou Graham, que tem sofrido ataques incansáveis por forças anticristãs por permanecer firmes no casamento e na sexualidade.
Embora ele não tenha explicado quais liberdades ele achava que poderiam estar em risco, a igreja está frequentemente na vanguarda de seus pensamentos. Com sua própria liberdade de religião e até mesmo liberdade de expressão sendo alvo de críticas cruéis do lobby LGBT, mesmo diante dos esforços para ajudar as pessoas, e com essas garantias constitucionais enfrentando grave perigo, mesmo nos Estados Unidos — especialmente em meio à histeria do coronavírus — esses direitos podem estar em sua mente.
Por semanas, Graham vem pedindo às igrejas que obedeçam ao governo e evitem se reunir pessoalmente, já que governadores e prefeitos impuseram isolamento em grandes áreas dos EUA, especialmente estados como Califórnia, Illinois e Nova Iorque. Mas com vários governadores ameaçando manter as igrejas fechadas indefinidamente, centenas de pastores na Califórnia estão se preparando para reabrir neste Pentecostes em 31 de maio.
No final de 11 de maio, Graham voltou ao Facebook e celebrou o presidente da empresa Tesla, Elon Musk, por “defender seus direitos, que também são seus.” O evangelista observou que Musk estava tentando abrir sua fábrica novamente, mas “os burocratas querem mantê-lo fechado,” enquanto os concorrentes de outros estados têm permissão de reabrir.
“Elon Musk não tem medo de desafiar essas autoridades que passam dos limites, e ele está abrindo de qualquer maneira,” disse Graham. “Ele disse que vai trabalhar nas linhas com seus trabalhadores e se alguém for preso, será ele. Eu gosto da postura dele! Acho que a maioria dos americanos concorda que é hora de abrir o país novamente, desde que seja feito com cautela — não é?”
Graham também se tornou cada vez mais direto em outras questões importantes. Por exemplo, depois de anos evitando o problema grave da doutrinação gay nas escolas públicas, problema que ninguém queria discutir, o líder evangélico respondeu a um novo mandato LGBT para escolas públicas em Nova Jersey, finalmente pedindo aos pais que “absolutamente” tirassem seus filhos das escolas públicas de lá. Vários outros líderes cristãos de alto nível se tornaram mais corajosos depois da posição de Graham.
Com cerca de 8,5 milhões de seguidores no Facebook e uma voz poderosa na comunidade evangélica, Graham tem uma influência enorme. É encorajador vê-lo falando em defesa da liberdade e dos direitos concedidos por Deus aos americanos diante das crescentes tentativas do Estados Profundo e de autoridades governamentais desonestas para miná-los. Agora é a hora de cristãos de todas as denominações em todas as partes dos EUA seguirem o exemplo — antes que seja tarde demais.
Traduzido por Julio Severo da revista The New American: Franklin Graham Warns Against Coronavirus Tyranny
Leitura recomendada sobre Franklin Graham:

2 comentários :

Anônimo disse...

correto o Franklin , sorte dos E.U.A., infelizmente não é aqui no Brasil !

Mj disse...

Vamos esperar, nada é impossível se você acredita