9 de março de 2020

Olavo de Carvalho diz, incluindo outras instituições, que “tudo o que acontece de mau no Brasil vem das Igrejas Evangélicas,” que ele igualou ao Partido Comunista


Olavo de Carvalho diz, incluindo outras instituições, que “tudo o que acontece de mau no Brasil vem das Igrejas Evangélicas,” que ele igualou ao Partido Comunista

Julio Severo
Numa declaração polêmica feita em 4 de março de 2020, Olavo de Carvalho disse:
“Tudo o que acontece de mau no Brasil vem de uma ou várias destas instituições: Forças Armadas, Partido Comunista, Maçonaria, Igreja Católica, Igrejas Evangélicas. Não que elas em si sejam necessariamente más, mas quem quer que suba na hierqarquia de uma delas acaba tentando usá-la para tirar vantagem e foder com o resto da população. Demolir o prestigio dessas instituições seria tirar de milhões de picaretas a arma do crime.”
Olavo de Carvalho
É uma declaração de natureza ocultista, onde ele ataca parecendo defender, onde supostas “verdades” são colocadas num labirinto de confusão e mentiras.
Cada instituição ofendida por Olavo, que é hoje o Rasputin do Presidente Jair Bolsonaro, precisa se defender do homem mais condecorado e amado pelo presidente do Brasil. Eu, como evangélico, falo somente pelos evangélicos que precisam dessa defesa.
Não é a primeira vez que Olavo ofende os evangélicos. Em setembro de 2018, ele disse: “As igrejas evangélicas fizeram mais mal ao Brasil do que a esquerda inteira.” Se você pensou que a esquerda inteira é o maior mal contra o Brasil, Olavo apontou que existe um mal maior do que a esquerda. A única diferença é que enquanto antes ele insinuou que as igrejas evangélicas são uma ameaça maior do que o Partido Comunista, agora ele diz que as igrejas evangélicas e o Partido Comunista estão no mesmo nível.
Olavo já teve um embate com o televangelista Silas Malafaia, o maior líder evangélico do Brasil, embora tenha recuado, provavelmente receando uma repercussão em grande escala dos evangélicos contra ele.
Aliás, logo depois da ofensa de Olavo contra os evangélicos, Eduardo o visitou para lhe dar todal apoio. Para Eduardo, é Olavo acima de tudo e de todos.
Eduardo Bolsonaro com Olavo de Carvalho em 8 de março de 2020
Então, por causa da paixão de Eduardo por Olavo, CPAC Brasil acabou sendo usada como mera plataforma de propaganda para exaltar o homem que igualou Igreja Evangélica com Partido Comunista.
Vou, como evangélico, examinar a declaração de Olavo por partes, numa breve análise de três pontos, mostrando a incoerência do pensamento dele sobre cada uma das instituições.
Primeiro ponto. Olavo disse: “Tudo o que acontece de mau no Brasil vem de uma ou várias destas instituições: Forças Armadas, Partido Comunista, Maçonaria, Igreja Católica, Igrejas Evangélicas.”
De forma total, essa declaração se aplica ao Partido Comunista e à maçonaria. Não vejo como “Tudo o que acontece de mau no Brasil” possa se aplicar às Forças Armadas. Como toda instituição humana, as Forças Armadas têm falhas, mas servem, no melhor de sua capacidade, para proteger o Brasil. A declaração de Olavo foi ofensiva às Forças Armadas. Cabe pois a elas se defenderem.
Se ele tivesse dito “Tudo o que acontece de mau no Brasil vem do Partido Comunista e da Maçonaria,” não haveria como refutar.
No caso dos evangélicos, Bolsonaro há muitos anos recebe apoio dos parlamentares evangélicos, inclusive no combate ao kit gay que promovia a doutrinação homossexual nas escolas. Antes das eleições presidenciais, Bolsonaro fez o possível e o impossível, inclusive ser batizado no Rio Jordão por por um pastor pentecostal, para se aproximar eleitoralmente das igrejas evangélicas, que acabaram apoiando-o e continuam apoiando-o.
Se Olavo acha que Bolsonaro é péssimo para o Brasil, então sua declaração “Tudo o que acontece de mau no Brasil vem das Igrejas Evangélicas” está de acordo com tal raciocínio, porque as igrejas evangélicas são grandes apoiadoras de Bolsonaro.
O que podemos dizer sem errar é que “Tudo o que acontece de mau no governo Bolsonaro vem de Olavo de Carvalho.” O ministro da Educação Ricardo Vélez, escolhido por ele, tem histórico de oposição a Trump e apoio a Hillary Clinton. Isso é tão confuso quanto as palavras sujas e histórico ocultista de Olavo.
Bolsonaro demitiu Velez e confessou que o havia nomeado cegamente por indicação de Olavo. Em vez de aprender com os próprios erros, Bolsonaro nomeou, novamente por indicação de Olavo, um novo ministro da Educação que tem pelo aumento de creches a mesma paixão dos socialistas. Esse ministro lançou em 2019 uma campanha marcada pela astrologia — coincidentemente, Olavo foi um dos mais famosos astrólogos profissionais do Brasil.
Tudo isso é muito confuso. Quem pode negar que “Tudo o que acontece de mau no governo Bolsonaro vem de Olavo de Carvalho”?
O ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, também indicado por Olavo, publicamente exalta o ocultista islâmico René Guénon, que foi a maior referência espiritual de Olavo. Guénon foi o pai spiritual de Julius Evola, o guru do fascismo italiano.
Tudo isso é prenúncio de muita confusão para vir. Quem pode negar que “Tudo o que acontece de mau no governo Bolsonaro vem de Olavo de Carvalho”?
Roberto Alvim, nomeado, elogiado e demitido por Bolsonaro depois que ele defendeu um nacionalismo plagiado do nazismo, também é reflexo da confusão da mente de Olavo, pois Roberto é um adepto apaixonado por Olavo. Esse foi um dos maiores escândalos da história da cultura do Brasil.
Com esse escândalo envolvendo nazismo, quem pode negar que “Tudo o que acontece de mau no governo Bolsonaro vem de Olavo de Carvalho”?
Esses são apenas alguns dos exemplos que mostram que a marca registrada de Olavo no governo Bolsonaro é confusão.
Segundo ponto. Olavo disse: “Não que elas em si sejam necessariamente más, mas quem quer que suba na hierqarquia de uma delas acaba tentando usá-la para tirar vantagem e foder com o resto da população.”
De fato, as Forças Armadas, a Igreja Católica e as Igrejas Evangélicas não são em si más. Mas ao declarar que o Partido Comunista e a maçonaria não são necessariamente maus, Olavo diz o que só um ocultista poderia dizer.
Nesse raciocínio ocultista, o Partido Comunista não é mau, mas mau é quem o usa “para tirar vantagem e foder com o resto da população”?
Nesse raciocínio ocultista, a maçonaria não é má, mas mau é quem a usa “para tirar vantagem e foder com o resto da população”?
Em 12 de fevereiro de 2020, Olavo disse:
“Quando um comunista acusa seus inimigos de algum crime, investigue e acabará descobrindo, em noventa e nove por cento dos casos, que quem cometeu o crime foi ele mesmo.”
Como um ocultista não é melhor do que um comunista, as palavras dele servem contra ele mesmo:
“Quando um ocultista acusa seus inimigos de algum crime, investigue e acabará descobrindo, em noventa e nove por cento dos casos, que quem cometeu o crime foi ele mesmo.”
Nesse raciocínio, não é o próprio Olavo que usa de sua grande influência sobre Jair Bolsonaro e seus filhos “para tirar vantagem e foder com o resto da população”?
Como então negar que “Tudo o que acontece de mau no governo Bolsonaro vem de Olavo de Carvalho”?
Embora em sua condição de principal líder evangélico do Brasil, Malafaia tenha alertado contra o astrólogo Olavo, não há dúvida de que Olavo tentou usar as igrejas evangélicas “para tirar vantagem e foder com o resto da população” evangélica. Entre os evangélicos hipnotizados, enganados e usados por ele estão o Dep. Marco Feliciano, pastor da Assembleia de Deus, e Pr. Daniel Lopez, da Igreja Bola de Neve.
Terceiro ponto. Olavo disse: “Demolir o prestigio dessas instituições seria tirar de milhões de picaretas a arma do crime.”
Desde quando o Partido Comunista tem prestígio? Só comunistas dão prestígio ao comunismo. Ao colocar no mesmo nível Forças Armadas, Partido Comunista, Maçonaria, Igreja Católica e Igrejas Evangélicas, Olavo ofendeu gravemente as Igrejas Evangélicas. Repito, falo somente pelos evangélicos.
Inicialmente, em sua estratégia Olavo só costumava atacar o Partido Comunista como essencialmente mau. Com essa estratégia, ele atraiu e enganou Forças Armadas, Igreja Católica e Igrejas Evangélicas. Hoje, com uso frequente de raciocínio de labirinto, ele ataca a todos, e elogia Bolsonaro — a escada que ele precisa para subir mais e mais “para tirar vantagem e foder com o resto da população.” E está conseguindo. Ele obteve, sem nenhum merecimento, de Bolsonaro a maior condecoração do governo brasileiro.
Bolsonaro está entupindo seu governo de homens que têm a mentalidade de Olavo — homens tão cegos de paixão que se Olavo disser que excremento é chocolate, eles vão comer esse “chocolate” dia e noite. E eles já comem abundantemente desse “chocolate” — através dos palavrões diários que saem da boca de Olavo. Esses amantes de “chocolate” veem problemas em tudo e em todos e dizem amém a tudo o que Olavo diz, inclusive: “Tudo o que acontece de mau no Brasil vem Forças Armadas, Igreja Católica e Igrejas Evangélicas.” E, em coro, eles veem Olavo como a única salvação do Brasil. Olavo é o messias deles. A paixão de Eduardo Bolsonaro por Olavo é só uma amostra.
Os projetos messiânicos, quando limitados a uma seita com pessoas lunáticas, produzem danos limitados a eles mesmos. Mas quando o presidente de uma nação abraça o “messias” e seus projetos, a nação inteira sofre as consequências dessa loucura. Para desgraça do Brasil, Olavo é o Rasputin de Bolsonaro.
As igrejas evangélicas que assumiram uma postura corajosa contra o socialismo agora precisam assumir uma postura igualmente corajosa contra o mal do outro extremo. Elas precisam repudiar a difamação de que “Tudo o que acontece de mau no Brasil vem das Igrejas Evangélicas” e precisam abrir os olhos para ver que “Tudo o que acontece de mau no governo Bolsonaro vem de Olavo de Carvalho e seus adeptos.”
Por isso, tenho feito empenho para alertar as igrejas evangélicas. Recentemente, o site de Charisma, a maior revista pentecostal do mundo, com sede na Flórida, EUA, publicou um artigo meu sobre evangélicos que apoiam Bolsonaro enquanto ele está sob a influência do Rasputin. Você pode ler uma versão em português desse artigo aqui. Só o poder da oração pode quebrar as cadeias que prendem Olavo a Satanás e seus enganos e que prendem Bolsonaro e seus filhos a ele.
Se ele fosse apenas um maluco de uma seita qualquer, ele não mereceria a atenção de ninguém. Mas ele é um maluco que tem a atenção do homem mais importante do Brasil: O próprio presidente. Ninguém mais do que Bolsonaro dá peso, importância e propaganda às maluquices dele. Graças a Bolsonaro, Olavo será na história do Brasil tão famoso quanto Rasputin se tornou famoso graças à burrice do czar russo.
Não é a toa que, valendo-se de sua influência sobre Bolsonaro e valendo-se de sua condição de brasileiro imigrante que vive autoexilado nos EUA para fugir de “perseguições,” Olavo usa sua liberdade graciosamente concedida pelos EUA para perseguir um evangélico brasileiro: ele produziu um vídeo pedindo que a Polícia Federal me investigue. Ele reconhece que com meus alertas, dificulto seus esquemas “para tirar vantagem e foder com o resto da população” evangélica do Brasil. Eu, que sempre fui atacado por esquerdistas, homossexualistas, abortistas e muçulmanos, agora sou atacado pelo Rasputin de Bolsonaro.
Recentemente, Olavo me chamou publicamente de “falso evangélico,” como se ele fosse alguma autoridade evangélica ou defensor evangélico, qualificado para definir o que é ou não um verdadeiro evangélico. Sua única definição de evangélico verdadeiro é o evangélico que o segue cegamente. Evangélicos que estão fora de sua seita ele chama de “evanjegues.”
Em 13 de outubro de 2016, Olavo disse:
“Lutero e Calvino eram almas cheias de ódio. O primeiro foi um genocida, o segundo o inventor do governo totalitário. Seus seguidores estão no caminho do inferno, e se for preciso xingá-los de tudo quanto é nome para tirá-los dessa enrascada, farei isso sem dó nem piedade.”
Xingar sem dó nem piedade é o que ele faz há anos contra os evangélicos e contra tudo e contra todos os que estão no seu caminho do culto a seu ego e ambições pessoais. Xingar sem dó nem piedade é o que ele faz há anos contra mim.
É o cúmulo da hipocrisia o maior ativista brasileiro da Inquisição, vivendo no maior país evangélico e historicamente anti-Inquisição do mundo, usar a liberdade americana conquistada por evangélicos para difamar e atacar evangélicos. É tão hipocrita quanto os socialistas brasileiros, que odeiam o capitalismo, mas preferem viver nos EUA, o maior país capitalista do mundo.
Por isso, é tão importante alertar os evangélicos.
Tal alerta é necessário, pois ao contrário do que Olavo disse, não há nenhum prestígio no Partido Comunista, não há nenhuma igualdade entre Partido Comunista e Igrejas Evangélicas, e, no que se refere ao oportunismo ocultista, Olavo não passa, nas próprias palavras dele, de um dos milhões de picaretas que usam e abusam do movimento conservador e da Igreja Católica como instrumentos “para tirar vantagem e foder com o resto da população.”
Leitura recomendada:

5 comentários :

Flávio disse...

Malafaia tbm se pronunciou. É bom que a imagem pública da direita olavetica se estrague.

Agatha Oliveira disse...

Graça e paz

Provérbios 27:12
O prudente percebe o perigo
e busca refúgio;
o inexperiente segue adiante
e sofre as conseqüências.

Meu sincero desejo é que evangélicos despertem do sono e pulem desse barco olavético um quanto antes, pois estão, na verdade, se colocando debaixo de um jugo de opressão demoníaca. Escravidão de consciência. Deus abençoe para que regressem à Suprema Fonte de Sabedoria: o Espírito Santo e as Sagradas Escrituras.

Alexandre disse...

Tais declarações do Rasputin bolsonarista devem ter sido um tapa na cara do pastor/deputado Marco Feliciano, ou não, já que o mesmo também é olavete.

Leandro. disse...

Sinceramente eu não entendo como esse Olavo ainda tem influência no governo, não contribuiu para nada se não fosse pela oração dos evangélicos o governo já teria caído há tempos.

Adam disse...

O pastor Marco Feliciano é um sujeito efeminado conduzindo uma igreja, algo que por si só já soa estranho. Ao ascender à política e agora atuando como "relações públicas" do Olavo de Carvalho, o canalha e vaidoso realizou um tratamento estético da ordem de 160 mil reais pagos com dinheiro público... então acho que o Olavo se refere à ele quando diz “para tirar vantagem e foder com o resto da população”.