3 de outubro de 2019

Trump parabeniza revolução comunista da China enquanto mísseis nucleares chineses ameaçam os EUA


Trump parabeniza revolução comunista da China enquanto mísseis nucleares chineses ameaçam os EUA

Julio Severo
Ninguém pode imaginar o presidente dos EUA, Donald Trump, parabenizando Cuba pelo aniversário de sua revolução comunista. Afinal, essa revolução matou cerca de 100.000 pessoas. E ainda hoje, a tirania cubana persegue cristãos.
Se Trump parabenizar Cuba, Marco Rubio e todos os neocons o colocarão na lista negra como um “simpatizante comunista.”
Portanto, é impossível que Trump parabenize Cuba pelo aniversário de sua revolução comunista sem ser pesadamente atacado, criticado, reprovado, moralmente linchado etc.
Contudo, o que aconteceu em 1 de outubro de 2019 é vastamente pior. Trump disse nessa data:
“Parabéns ao presidente Xi e ao povo chinês pelo aniversário de 70 anos da República Popular da China!”
Nenhum líder conservador sobreviveria se ousasse dar os parabéns que Trump deu.
O aniversário de 70 anos da República Popular da China é o aniversário da revolução comunista que destruiu todas as liberdades do povo chinês. Matou milhões e milhões de chineses. Ainda hoje, persegue, aprisiona e mata cristãos.
Além disso, a China comunista tem mísseis comunistas que são uma ameaça para os EUA.
A revolução comunista chinesa é vastamente pior do que a revolução comunista cubana.
Se o comunismo cubano merece críticas e condenação, o comunismo chinês merece muito, muito mais.
Muito apropriadamente, a Rede de Televisão Cristã (CBN) de Pat Robertson, em uma reportagem intitulada “Nothing to Celebrate: China's 70 Years of Repression and Murder” (Nada para celebrar: os 70 anos de repressão e assassinato na China), disse:
A comemoração do aniversário de 70 anos da China exibiu toda a pompa e grandeza que convinham a um império mundial. Mas para os incontáveis milhões que sofrem debaixo do comunismo chinês, não foi um dia feliz.
“O aniversário de 70 anos da fundação da República Popular da China não é algo sobre o qual eu acho que devemos sentir um pouco de vontade de parabenizar,” diz Frank Gaffney, do Centro de Política de Segurança. “Como eu disse, eu acho que (a fundação da China comunista) foi um dia muito, muito ruim para o mundo e o que resultou disso desde então confirmou isso.”
Cerca de 45 milhões de chineses morreram sob o “Grande Salto Adiante” de Mao Zedong. Hoje a China não é apenas repressiva, é uma potência econômica, desafiando os Estados Unidos.
E, em uma repressão brutal aos cristãos, a China vem destruindo igrejas e derrubando cruzes.
Reggie Littlejohn, fundadora e presidente da entidade Direitos da Mulher Sem Fronteiras, contou: “Havia uma esposa de pastor na província de Hanan em 2016 que estava na frente de um trator, que estava arrasando uma igreja. Ela não se mexia realmente e o trator passou por cima dela, matando-a e enterrando-a viva. Quem fez isso foi o Partido Comunista Chinês.”
Talvez Trump esteja pensando em termos econômicos. É muito fácil criticar o comunismo cubano porque Cuba é pobre e não tem absolutamente nada a oferecer. Mas a China comunista tem muito a oferecer.
Embora como evangélico conservador eu nunca parabenizaria a revolução comunista da China, quem pode culpar Trump? Os presidentes anteriores dos EUA, representando a direita e a esquerda, deram status econômico especial à China. Durante décadas, os EUA desfrutam de produtos baratos produzidos por empresas dos EUA na China.
Os produtos são baratos para os consumidores americanos, mas muito caros para os trabalhadores chineses que estão praticamente sob trabalho escravo. Então, quando os políticos dos EUA reclamam hoje que a China se aproveitou da tecnologia dos EUA, eles esquecem que as empresas dos EUA se aproveitam do trabalho escravo chinês há décadas.
Não parabenizo o aniversário da revolução comunista da China e não parabenizo o tratamento econômico especial que os presidentes anteriores dos EUA concederam à China. Nesse espírito, também não posso parabenizar Trump por parabenizar o aniversário da revolução comunista da China.
Não parabenizo também Trump por apoiar a agenda homossexual.
O que tudo isso nos mostra? Trump precisa de orações. Não para se tornar conservador, mas para ser salvo por Jesus Cristo. Ser salvo é muitíssimo mais importante do que ser direitista ou conservador.
A China também precisa de nossas orações. Não para se tornar conservadora, mas para ser salva por Jesus Cristo.
O conservadorismo sem salvação em Jesus Cristo é apenas uma conveniência ou inconveniência política. A salvação em Jesus Cristo é, de longe, o objetivo mais desejável. Um de seus resultados automáticos é o conservadorismo: compromisso com a Palavra de Deus e uma postura sólida contra o aborto e a sodomia em todas as suas formas.
Com informações da CBN e Associated Press.
Leitura recomendada:

3 comentários :

rogerio disse...

Poderíamos ter outro presidente republicano no lugar de trump.mas isso é praticamente impossível.

rogerio disse...

O jeito vai ser continuar a administração de trump ou o vice assumir mike pence. Ou na pior das hipóteses um democrata apoiado pela mídia e pelos artistas ganhar as eleições.

Alexandre disse...

Tudo por dinheiro, aqui no Brasil a Fiesp projetou a bandeira da China em um prédio inteiro para fazer essa mesma comemoração.