18 de outubro de 2019

Três contra um: GospelMais coloca três pastores calvinistas — Paulo Junior, Renato Vargens e Augustus Nicodemus — para rebater Silas Malafaia


Três contra um: GospelMais coloca três pastores calvinistas — Paulo Junior, Renato Vargens e Augustus Nicodemus — para rebater Silas Malafaia

Julio Severo
Uma vez salvo, salvo para sempre, por mais que peque? Silas Malafaia, citado no GospelMais em 16 de outubro de 2019 sobre a questão da predestinação e calvinistas, recebeu um holofote negativo do GospelMais, que apresentou Malafaia como sendo criticado por calvinistas e assembleianos.
Você pode assistir ao vídeo de Malafaia sobre calvinistas cessacionistas e teorias erroneas sobre predestinação, clique aqui.
O GospelMais deu proeminência, como vem fazendo sempre, ao pastor calvinista Renato Vargens, que refutou Malafaia dizendo: “Aqueles que afirmam que o cristão pode perder a salvação, está afirmando que a regeneração feita pelo Espírito Santo foi ineficaz.”
Além de português errado, Vargens tem teologia errada.
Corrigindo o português de Vargens, quando se começa uma frase dizendo “Aqueles que afirmam” deve continuar na mesma concordância dizendo “estão afirmando,” não “está afirmando,” como ele disse. É uma regra ultra-simples de português.
Quanto à teologia errada de Vargens, o comentário dele deu a entender que depois da salvação o sujeito perde o livre arbítrio.
Querendo ou não, é a mesma coisa que dizer: “Aqueles que afirmam que Adão e Eva puderam pecar estão afirmando que o Criador deles também peca.”
Adão e Eva foram criados perfeitos e com livre arbítrio por um Deus perfeito, e pecaram. Mas alguns acham que depois da conversão, o livre arbítrio morre e o convertido não tem mais como se perder, por mais que ele peque e se rebele.
Como prova de que Malafaia está sendo criticado por teólogos assembleianos, o GospelMais citou Geremias do Couto, a quem o GospelMais identificou como “teólogo arminiano.”
Ora, se Geremias é teólogo arminiano, Vargens e Augustus Nicodemus também são! Embora fisicamente presente entre assembleianos, faz muitos anos que a cabeça, o coração e a teologia de Geremias estão no calvinismo. Como é que o GospelMais não viu isso?
Além disso, como é que o GospelMais usa Renato Vargens como uma voz evangélica competente contra Malafaia quando nos maiores embates contra o aborto e a agenda gay no Brasil, Malafaia está bem presente defendendo a vida e a família até mesmo no Congresso Nacional, enquanto ninguém sabe por onde anda Vargens quando esses embates ocorrem?
Só algumas perguntas úteis que os leitores deveriam dirigir ao GospelMais: Por que criticar tanto Malafaia, e não criticar Vargens? Por que sempre apresentar Vargens como um líder sensato, sábio, moderado, como se ele não recebesse nenhuma crítica, e sempre apresentar Malafaia exatemente o contrário disso? O que foi que Malafaia fez para o Gospelmais para receber tanta antipatia? O que Vargens fez para ganhar tanta simpatia do GospelMais?
Entretanto, o GospelMais não colocou apenas o calvinista Vargens para rebater Malafaia. Colocou também Paulo Junior e Augustus Nicodemus.
Silas Malafaia está tão poderoso assim para o GospelMais ter de citar nada menos que três pastores calvinistas contra ele?
Mas sabe o que nunca vi? Quando um teólogo calvinista cessacionista ataca selvagemente pentecostais, nunca vi o GospelMais colocando três pastores pentecostais para rebater o calvinista. Cessacionista é o adepto da heresia cessacionista, que diz que profecias, revelações e outros dons sobrenaturais do Espírito Santo cessaram 2.000 anos atrás.
O bom dessa questão toda é ver que o GospelMais entendeu que para enfrentar teologicamente Malafaia, os calvinistas cessacionistas precisam do socorro de no mínimo três notórios teólogos calvinistas cessacionistas: Paulo Junior, Renato Vargens e Augustus Nicodemus.
Sobre o comentário de Vargens de que uma vez salvo, salvo para sempre, por mais que se peque, Eduardo Pydd (que tem formação como pastor luterano) comenta:
Errado!
Quem afirma isso é a Bíblia.
“Porque se voluntariamente continuarmos no pecado, depois de termos recebido o pleno conhecimento da verdade, já não resta mais sacrifício pelos pecados” Hebreus 10.26.
“Conserva o que tens, para que ninguém tome a tua coroa” Apocalipse 3.11
Vargens confunde ser “eficaz” — o que a regeneração é — com ser “efetivo” — o que nem sempre é. O cristão pode, sim, se desviar do caminho e perder a salvação, porque não é um robô, uma marionete. Precisa continuamente buscar Deus na Palavra, fortalecendo a sua fé.
Leitura recomendada sobre Silas Malafaia:

28 comentários :

Unknown disse...

O Deus no calvinismo odeia os impios mas manda que os homens amem a todos os homens inclusive inimigos e ímpios. Causando um grande conflito no entendimento do amor ao próximo. Deus quer que amemos a todos mas Deus mesmo não ama a todos. O homem se torna mais amoroso que a Deus.O homem que é falho pobre e miserável carente da graça e misericórdia de Deus. Essa teológia é indigerivel.

Paulo Cesar da Silva disse...

A paz de Cristo para todos!

Sobre Salvação e falando de tipologia, gostaria que um dos pastores em questão nos explicassem
sobre as 3 OFERTAS DE REDENÇÃO , que fala no livro de levítico nos capítulos 1,2 e 3.
At.

Pr. Paulo Cesar -RJ

Marcos disse...

É tão óbvio que essa predestinação absurda e que os calvinistas ainda insistem em defender é argumento fajuto, que eles são minoria estarrecedora.

Thel disse...

Doutrina diabólica essa de "uma vez salvo, salvo para sempre". É uma estratégia de Satanás para enganar os incautos, fazerem eles viverem de qualquer jeito, pecando e achando que já estão salvos. É preciso ser muito cego para não perceber isso claramente.

Jadson Moreira disse...

Eu acredito que os teólogos da predestinação ainda não leram 1TM 2:3,4

Cesar Arruda disse...

Uma única passagem dita por JESUS acaba com qualquer PREDESTINAÇÃO casuística.

— Então o Rei dirá também aos que estiverem à sua esquerda: “Afastem-se de mim, malditos, para o fogo eterno, preparado para o diabo e seus anjos.
Mateus 25:41 NAA
https://bible.com/bible/1840/mat.25.41.NAA

Os calvinistas estão afirmando que Deus esqueceu de ter feito o inferno pra os homens KKKKKKKKKKKKK

Vulcão Ativo - Vilson disse...

Será que os calvinista já pensaram que eles mesmos, que defendem que o destino já foi previamente determinado por Deus, podem estarem predestinados para o inferno se essa doutrina fosse verdadeira? Parece, para eles, que todos que creem nisso, estão predestinados para o céu e que só os não calvinistas estão predestinados ao inferno. Percebem que nunca afirmam que eles proprios podem estarem predestinados ao inferno, uma vez inferno, inferno para sempre.
Assim, se eles tem tanta certeza nisso, na predestinação, mesmo sendo arminianos muitos podem estarem predestinado ao céu e mesmo sendo calvinista, muitos podem estarem predestinados ao inferno, não importando o que são e o que fazem. Isso na visão deles.
Porem, quem escolhe o futuro, que ainda assim não é definitivo, é a própria pessoa, pois ela é quem escolhe o caminho de vida ou de morte a seguir e pode perseverar ou não, tanto no caminho de vida como no de morte. Suas escolhas definirão céu ou inferno. Veja Ez. 33:12-19.

Pr. Sidney Carvalho disse...

Não vi nenhum pastos "calvinista" fazer guerra contra o Silas. O que vi foi o contrário. Para toda ação, existe uma reação!

Julio Severo disse...

Pr. Sidney, os pastores, sites, blogs e livros calvinistas estão em guerra contra o Silas há muitos anos. Se você não viu, é porque nunca leu. Tudo o que o Silas está fazendo agora é uma reação muito tardia a todos os ataques calvinistas contra ele e os pentecostais. Quem é que não recorda do Genizah e Púlpito Cristão atacando Silas e os pentecostais? Quem é que não recorda de muitos outros blogs e sites calvinistas atacando Silas e os pentecostais? EU RECORDO!

Pr.Antonio Pereira Pingo disse...

Essa predestinação fatalista tira das pessoas todos os deveres e compromissos como cristão. Conheço muitos que depois que aceitaram essa doutrina vivem como impios e dizendo que são predestinado e isso ou aquilo não vai tira-lo a salvação.

Cicero disse...

Pode-se sim, desviar e perder a salvação:

"Porquanto se, depois de terem escapado das corrupções do mundo, pelo conhecimento do Senhor e Salvador Jesus Cristo, forem outra vez envolvidos nelas e vencidos, tornou-se-lhes o último estado pior do que o primeiro.
Porque melhor lhes fora não conhecerem o caminho da justiça, do que, conhecendo-o, desviarem-se do santo mandamento que lhes fora dado" - 2Pedro 2:20,21.

Marcos David Muhlpointner disse...

Silas Malafaia deveria usar o livre-arbítrio dele e decidir parar de pecar. Se ele tem a vontade livre, basta decidir parar de pecar.

Além disso, ele deveria parar de agradecer a Deus por sua salvação, visto que Deus não poderia salvá-lo a menos que ele quisesse, isso faz da decisão dele a obra mais importante da salvação.

Silas Malafaia deveria usar uma Bíblia que não tivesse sido traduzida por um calvinista, como João Ferreira de Almeida. Isso depõe contra a integridade moral dele.

Silas Malafaia deveria convidar presbiterianos para seus congressos, visto que só a IPB é considerada por ele como igreja de Cristo. A propósito, Augustus é da IPB!!!

A Igreja da Lagoinha deveria convidar o Silas Malafaia para pregar lá. Talvez ele não iria ficar tão enciumado desse jeito e deixaria os reformados em paz.

Silas Malafaia deveria ter mais repertório teológico para ensinar aos assembleianos, porque é um absurdo os membros da Assembleia de Deus lerem autores reformados. É impressão minha ou o Silas Malafaia está tentando proibir os assembleianos de lerem o que quiserem.

Falando um pouco mais sério agora, o Silas Malafaia deveria ficar com a boca fechada, estudar mais o que fala. Ele deveria também aceitar o debate proposto com algum reformado e parar de se comportar como uma criança mimada!

Marcos David Muhlpointner disse...

Julio, a primeira vez que vi na TV Malafaia falar contra a predestinação e a favor da falácia do livre-arbítrio foi numa pregação nos anos 1990 - se não me fala a memória - no antigo tempo na Penha. O link abaixo é dessa pregação.

Já naquela época eu frequentava uma biblioteca evangélica em São Paulo, onde também era a sede da editora PES, e conheci vários pentecostais que já buscavam estudar as doutrinas reformadas. E não existia nenhuma programa ou site de reformados falando mal dele naquela época.

Marcos D. Muhlpointner

https://www.youtube.com/watch?v=ol4BqCKJz5M

Julio Severo disse...

Marcos, se a tal biblioteca evangélica em São Paulo que vc frequentava era a biblioteca internacional do dono irlandês da Editora PES, então sei qual é, pois eu a frequentei na década de 1980, mas nem por isso me tornei calvinista nem acho que contato com essa biblioteca torna alguém um sabe-tudo. O que acho é que muita coisa é um mistério, que vira um problema grave para os calvinistas quando batem no peito arrogando para si posse exclusiva de todos os conhecimentos bíblicos, quando na verdade não têm. Os calvinistas sabem só em parte e os arminianos sabem só em parte. Não sou calvinista nem arminiano, mas admiro cristãos de ambos grupos. Admiro Wayne Grudem, que é autor da melhor Teologia Sistemática moderna. Grudem é um dos maiores teólogos calvinistas da atualidade e ele é CARISMÁTICO. Admiro o Rodman Williams, teólogo presbiteriano autor de uma teologia sistemática carismática. E admiro o teólogo calvinista Vincent Cheung, autor de vários documentos teológicos contra a heresia cessacionista. Além deles, há autores protestantes não calvinistas que também têm literatura carismática de qualidade, inclusive o Rev. Larry Christenson, que organizou uma teologia sistemática luterana carismática na década de 1980. Adquiri-a tão logo foi publicada. Assim, a biblioteca evangélica internacional de São Paulo nunca foi minha única fonte de referência, pois eu tinha muitos contatos evangélicos. Acima disso, tenho a Bíblia, que é minha fonte diária de alimento espiritual, e tenho o CONSOLADOR, que sempre me guiou na Bíblia e nunca me deixou cair em armadilhas fora dela, inclusive as inúteis falácias cessacionistas. Sobre vc dizer que pentecostais não eram atacados por calvinistas na década de 1990, ora no início da década de 1990 frequentei uma congregação da Igreja Presbiteriana do Brasil. Invariavelmente os pastores e presbíteros tinham ligação com a maçonaria. A congregação em peso apoiava o PT. Quase todos os domingos o pastor pregava contra profecias, revelações e dons espirituais. O desprezo deles para com assembleianos e pentecostais era enorme. Mas enquanto eu e minha família frequentamos essa igreja pudemos ajudar presbiterianos, que antes buscavam lugares espíritas, mas agora estavam tendo contato com o Espírito Santo.

Cicero disse...

Marcos, estude mais a Escritura leigo. O livre-arbítrio é uma doutrina teológica bíblica:
"Os céus e a terra tomo hoje por testemunhas contra vós, de que te tenho proposto a vida e a morte, a bênção e a maldição; ESCOLHE pois a vida, para que vivas, tu e a tua descendência,"
Deuteronômio 30:19.

Marcos David Muhlpointner disse...

Então Cícero, se você atentar para esse versículo verá que o homem, por si só, é incapaz de escolher a vida. Além de Deus ter que propor a vida e a morte, Deus tem direcionar a escolha, apontando o que o homem precisa escolher. Deus tem que falar o que o homem tem de escolher.

Assim, como escrevi no meu primeiro comentário, se você acha que tem livre arbítrio, por que então você não ESCOLHE parar de pecar?

E quando Jesus chama as pessoas de "ESCRAVOS do pecado"? E quando Jesus disse, logo no início do Seu ministério, que Ele veio dar "LIBERDADE AOS CATIVOS"? Ora, se somos livres na nossa vontade, Jesus vai nos libertar do quê?

Cicero disse...

Marcos, a escolha é um dos atributos dado ao homem por Deus, pois somos criados à Sua imagem e semelhança (moral, espiritual). Deus também poderia escolher NÃO ter criado o homem, o universo e nada!... mas a decisão final é pessoal, é do homem como ensina Dt 30:19. Por isso Israel colheu o mal depois.

Se o livre arbítrio inexiste como vc alega, então por que Deus permite diariamente suicídios e assassinatos no mundo?? mas Sua Palavra diz em 1Tm 2:4 que Ele deseja que TODOS se salvem! e não faz acepção de pessoas em Rm 2:11 ou seja, pra Ele TODOS são iguais.
Mas Deus e nós sabemos, que muitíssimas pessoas estão no inferno e outras mais irão pra lá. Então Ele não tem poder pra evitar isso?? Ora, a existência do inferno é a maior prova do livre arbítrio dado aos homens! escolheram viver longe de Deus (ainda que não fosse essa a vontade de Deus) mas Ele respeitou a opção dessas pessoas.

Uma coisa é pecar, outra coisa é viver no pecado contumaz e consciente. Jesus nos libertou da escravidão do pecado consciente que nós procurávamos viver constantemente cfe. Rm 3:23.
Mas isso não implica que somos blindados dele na vida cotidiana após nos entregar a Cristo. Um escravo pode, se desejar, escolher novamente o erro, o pecado contumaz e voltar ao vômito do pecado e se DESVIAR da verdade como ensina a Palavra por ex: 2Pe 2:21 1Tm 5:15 1Tm 6:21 2Tm 2:18 Sl 44:18 73:2 Jó 31:7 etc.

Pr. Sidney Carvalho disse...

Marcos, alguns não conhecem esta passagem:"Eu sei, ó Senhor, que não é do homem o seu caminho, nem do homem que caminha o dirigir os seus passos” (Jr 10.23). Nem a parábola do homem rico em Lc 12.18-21.

Luciano disse...

O problema do Calvinismo e do Arminianismo e de tudo o mais que os imundos pecadores desenvolvem sobre a Bíblia (e não sob ela), é acreditar que DEUS está interessando em vestir a camisa do Club do Calvino ou do Club do Arminio...

Parem com essa meninisse!

SEM MAIS!

Cicero disse...

Sidney, sua interpretação,... não somos robôs teleguiados por Deus, alguns para o céu, alguns para o inferno. Nem mesmo os anjos estariam isentos do livre arbítrio. O exemplo é a queda de satanás junto com seus seguidores.

A versículo citado Jr 10.23 (analise o contexto) alude a condição punitiva forçada que Israel estaria prestes a sofrer de Deus por meio de Babilônia, ainda que os judeus desejassem escapar, não teriam escolha.
O versículo seguinte 24, confirma isso, quando o próprio profeta estaria sujeito a esse castigo irreversível, inalterável.
E a parábola, é mais um exemplo de livre arbítrio onde o homem ESCOLHE acumular riquezas em vez de usá-las no reino de Deus!

Marcos David Muhlpointner disse...

Então Cicero, do mesmo jeito que você escreveu que o Sidney não analisou o contexto, parece-me que você também não fez isso. Em 1 Tm 2, Paulo está identificando quem são os "todos os homens" dos versículos 1 e 4. São eles "os reis", os que "estão em eminência" e nós, "para que tenhamos uma vida sossegada" (v. 2). Ou seja, Paulo está falando de governantes e governados.

Quanto a Rm 2.11, Deus não faz acepção de pessoas porque não há mérito no ser humano para Deus os escolha. Nós fazemos acepção porque gostamos ou não gostamos das pessoas com base nos méritos dessas pessoas. Mas diante de Deus, o homem não tem mérito algum, por isso Deus não faz essa acepção.

Agora Sidney, sua argumentação para justificar a possibilidade de pecar está muito equivocada. De que adiante você ter um livre-arbítrio que te permite dizer não para Deus e não te permite dizer não para o pecado? E que diferença é essa entre viver no pecado e pecado contumaz? Se a gente pecasse uma única vez, já seríamos condenados ao inferno!!!

Marcos David Muhlpointner disse...

Sidney, aos versículos que você citou, eu colocaria Pv 16.1: "O coração do homem pode fazer planos, mas a resposta certa dos lábios vem do Senhor."

Marcos David Muhlpointner disse...

Cicero, meu irmão, reflita no que você mesmo escreveu:

"Ora, a existência do inferno é a maior prova do livre arbítrio dado aos homens! escolheram viver longe de Deus (ainda que não fosse essa a vontade de Deus) mas Ele respeitou a opção dessas pessoas."

Se o inferno é prova do livre-arbítrio, como você escreveu, o livre-arbítrio é uma desgraça!!! O inferno não é uma lugar bom!!!

Ora, quem sou eu para que Deus respeite alguma opção minha?!?!?! Quer dizer que o soberano do universo, criador do céu e da terra, respeita alguma opinião, ou desejo, ou opção humana!!!! Por acaso Deus "respeitou" a opinião de Jonas e o deixou "livre" para decidir se pregava ou não para Nínive? Por acaso Deus, o Pai, "respeitou" o desejo de Jesus e afastou o cálice dele?

Está na hora de você olhar para Deus e não vê-lO como semelhante a você!!!

Agora, me diga uma coisa, quando você ora para agradecer por sua salvação, você ora a Deus ou a você mesmo pela ESCOLHA que você fez?

Cicero disse...

Marcos - São eles "os reis", os que "estão em eminência" e nós, "para que tenhamos uma vida sossegada" (v. 2). Ou seja, Paulo está falando de governantes e governados.

E acaso haveria alguma nação, povo, tribo, grupo que não houvessem "governantes e governados"??? ou seja, autoridades estabelecidas e o povo?
Paulo cita claramente no verso 1 "por todos os homens;" e dá o exemplo do império romano mais abrangente e de fácil compreensão.

Mas diante de Deus, o homem não tem mérito algum, por isso Deus não faz essa acepção.

Se o bom, amoroso e piedoso Deus como conhecemos, não faz acepção de pessoas então porque ele permitiu tantas pessoas no inferno e permitirá tantas outras irem pra lá??

e não te permite dizer não para o pecado? E que diferença é essa entre viver no pecado e pecado contumaz? Se a gente pecasse uma única vez, já seríamos condenados ao inferno!!!

E quem disse que não temos poder sobre o pecado e negá-lo? Claro que temos! Jesus nos libertou da escravidão do pecado. Estude mais a Bíblia - Lc 10:19 1Jo 2:14 Ap 12:11.
Vc está negando o poder de Cristo em perdoar nossos pecados (um ou vários) foi justamente esse um dos principais motivos dele ter vindo a terra - Ef 2:13 1Jo 1:7,9 1Jo 2:1 Hb 13:12.

Pv 16.1: "O coração do homem pode fazer planos, mas a resposta certa dos lábios vem do Senhor."

Veja o que diz o texto: "a resposta CERTA vem DO Senhor" ou seja, de Deus e não do homem. Mas o homem é livre pra tomar as decisões que desejar, consultando ou não ao Senhor. Isso é decisão pessoal dele, do homem, querer ajuda do Senhor ou não, como já confirma o verso seguinte:
"Todos os caminhos DO HOMEM são puros aos seus olhos, MAS O Senhor pesa o espírito."
Pv 16:2.

Se o inferno é prova do livre-arbítrio, como você escreveu, o livre-arbítrio é uma desgraça!!! O inferno não é uma lugar bom!!!

Logo, por sua interpretação Deus é mau, cruel, sádico, injusto, carrasco porque muitos estão lá e Deus foi incompetente, insano ou mal mesmo, em não evitar isso!
Todos que estão no inferno sabem que poderiam evitá-lo por suas ESCOLHAS pessoais, mas desprezaram, rejeitaram...

Por acaso Deus "respeitou" a opinião de Jonas...

É claro que sim! ainda que Deus chamasse Jonas umas 10X ele poderia negar em ir a Nínive, mas iria sofrer as consequencias desta desobediência e Deus simplesmente chamaria outro profeta. Israel desobedeceu inúmeras vezes, inclusive matando vários profetas e Deus sempre levantava outros profetas.

Está na hora de você olhar para Deus e não vê-lO como semelhante a você!!!

Esta na hora de vc criar responsabilidade e não achar que Deus fará tudo, se fosse assim, pra que Igreja, Bíblia, evangelismo, afinal Deus fará tudo e já está tudo determinado, o homem iria só atrapalhar...!

me diga uma coisa, quando você ora para agradecer por sua salvação, você ora a Deus ou a você mesmo pela ESCOLHA que você fez?

Deus me salvou e sou grato é claro, porque eu decidi escolher esse Caminho - Dt 30,19 Js 24:15
Mas EU tive que crer primeiro e então depois, o Espírito agiu em mim.
"Mas, a todos quantos o receberam, deu-lhes o poder de serem feitos filhos de Deus, aos que crêem no seu nome" Jo 1:12.
"Isto é, a justiça de Deus pela fé em Jesus Cristo para todos e sobre todos os que crêem; porque não há diferença".Rm 3:22
Todos os dias temos escolhas a fazer em nossa vida!

"Nós não fomos cria­dos para a morte, mas morremos por nossa própria culpa. A liberdade nos deixou; nós que éramos livres, nos tor­namos escravos; fomos vendidos pelo pecado. Deus não fez nada mau; fomos nós que produzimos a maldade; nós que a produzimos, porém somos também capazes de recusá-la” (Taciano, Diálogo com os Gregos, Cap.11).

Marcos David Muhlpointner disse...


ok Cícero, é mais do que eu posso suportar.

Eu leio em 1 João 4.19 que, primeiro Ele nos ama e só depois nós o amamos, mas você acredita que primeiro você decide e depois o Espírito age na sua vida.

Eu leio em Jonas 2.9 que a salvação pertence ao Senhor, mas você acha que a sua salvação é por causa da sua escolha.

Eu leio em João 5.40 Jesus falando que as pessoas não queriam ir até Ele para ter vida, mas você acredita que o ser humano tem essa capacidade.

Eu leio em João 8.34 que Jesus disse que quem comete pecado é escravo do pecado, mas você crê que o ser humano tem a vontade livre.

Eu leio em João 8.32 e 8.36 que o homem é liberto por Jesus e pela verdade, mas você crê que o ser humano já é livre para fazer sua escolha pela verdade.

Eu leio em Lucas 4.18 que Jesus veio para dar liberdade para os cativos, mas você acredita que primeiro você age livremente e depois Jesus opera na sua vida.

Que pena que você pensa assim!

Cicero disse...

OK Marcos, em todas essas passagens já haveriam decisões, vontades, ações e conhecimentos anteriores dos homens; facilmente verificáveis nos próprios capítulos.
Mas pra vc somos meros zumbis/robôs teleguiados sem vontade, liberdade, ação e decisão nenhuma desprezando totalmente o conceito e ensino de Gn 1:26.

Que pena que você pensa assim!


Pr. Sidney Carvalho disse...

Interpretação à parte, estamos em um novo pacto, onde o próprio Deus, vendo q Israel não tinha capacidade de guardar, por sua própria VONTADE a lei, Ele mesmo a colocou nos coraçoes, segundo diz em Hb 8. Porém, fico por aqui, pois, nada vai tirar essa Palavra q foi conquistada 100% na cruz.

Luciano Betim disse...

Acima do calvinismo e do arminianismo está a graça de Deus...