27 de agosto de 2019

Respondendo a um ativista gay e suas tolices sobre Arábia Saudita, escravidão, direitos das mulheres e a deidade da homossexualidade


Respondendo a um ativista gay e suas tolices sobre Arábia Saudita, escravidão, direitos das mulheres e a deidade da homossexualidade

Julio Severo
Em junho de 2019, meu blog em inglês Last Days Watchman foi alvo do The Slowly Boiled Frog, um blog homossexualista dos EUA que geralmente mira grandes organizações conservadoras. É administrado por David Cary Hart, que supostamente usa seu blog para expressar suas “observações de questões LGBT, política de armas e ideias progressistas.”
Julio Severo é o autor de “Orações Proféticas: Guia de Oração Diária Baseado no Livro de Provérbios.” Intrigante sem dúvida. Julio Severo também é o autor do artigo “Vídeo musical de Taylor Swift ataca pessoas que protestam contra o comportamento LGBTQ, mas se abstém de condenar nações islâmicas que executam homossexuais.” Dentro dessa obra-prima intelectual está isto:
Se Swift tratasse os sauditas do jeito que ela tratou os cristãos em seu videoclipe, as represálias sauditas seriam rápidas.
Se ela não aceita cristãos que não aceitam a depravação homossexual, ela deveria atacar George Washington, o primeiro presidente dos EUA. Ele nunca executou homossexuais, mas exonerou de modo desonroso do Exército um soldado que cometeu sodomia (atos homossexuais).
Então ele começa suas críticas:
Entenda, Julio. Podemos optar por não visitar a Arábia Saudita. No entanto, nos Estados Unidos (Severo é brasileiro), os cristãos anti-LGBT estão tentando impor suas crenças religiosas a todos os outros, muitas vezes como políticas públicas. Os mesmos cristãos “bondosos” demonizam e marginalizam as pessoas com base em textos antigos de proveniência duvidosa. Suponha que os adeptos do Rev. Moon estivessem em maioria.
Se, como disse David Cary Hart, ativistas gays dos EUA não precisam criticar a Arábia Saudita porque podem optar por não visitar essa ditadura islâmica, então por que eles fazem críticas incessantes à Rússia desde que Putin aprovou uma lei que proíbe a propaganda homossexual para crianças e adolescentes em 2013?
Por que eles criticam tanto a Rússia e sua lei que protege as crianças da homossexualidade se eles podem simplesmente optar por não visitar a Rússia?
Existe um problema sério. Ativistas gays dos EUA estão tentando impor suas crenças homossexuais a todos os outros, especialmente crianças de escolas, muitas vezes como políticas públicas. Esses mesmos ativistas gays “bondosos” usam os grandes meios de comunicação para demonizar e marginalizar os cristãos puramente com base em suas depravações homossexuais.
A Arábia Saudita e a Rússia têm suas próprias maneiras de lidar com esse ativismo homossexual. A Arábia Saudita mata a doutrinação e seus doutrinadores. A Rússia mata apenas a doutrinação, deixando os homossexuais vivendo suas depravações em seus próprios lugares privados. Mesmo assim, os ativistas gays dos EUA escolheram não criticar a Arábia Saudita e direcionaram todas as suas críticas à Rússia. Suas críticas têm motivações políticas?
Quanto aos adeptos do Rev. Moon, apesar de terem um discurso direitista aparentemente agradável, sua filosofia religiosa coloca o Rev. Moon como um messias acima de Jesus Cristo, o único verdadeiro Messias. Essa filosofia é anticristã.
Hart disse:
“Quanto ao nosso primeiro presidente, quando ele assumiu o cargo, éramos traficantes de escravos. As mulheres não tinham nenhum direito. Passariam quase três anos até que a Declaração de Direitos fosse ratificada. Então qual é o argumento?”
A escravidão era comum em todas as sociedades. Aliás, é comum em várias sociedades africanas de hoje, onde negros escravizam negros. A escravidão não foi iniciada pelos cristãos, mas foi terminada por eles. Não foram os secularistas, os ateus e definitivamente não os ativistas gays que acabaram com a escravidão. Foram os cristãos. Foram evangélicos da Inglaterra e dos EUA. E em sociedades com homossexualismo aceito, a escravidão tinha o sofrimento adicional de abusos homossexuais, com homossexuais visando especialmente crianças para a escravidão homossexual. Esse não é um bom argumento?
Quanto às mulheres na época de George Washington, embora não pudessem votar, elas eram totalmente protegidas pelos homens, que as honravam. Se um homem disfarçado de mulher tentasse entrar em um banheiro feminino, havia homens de verdade para punir o ofensor, e as leis protegiam as mulheres e seus protetores masculinos contra os homossexuais ofensores. Hoje, com mais “direitos das mulheres,” homens disfarçados de mulheres podem entrar no banheiro feminino, e os homens são legalmente impedidos de proteger as mulheres, que chegam a ter medo de pedir ajuda porque os homossexuais se tornaram legalmente mais protegidos do que mulheres e crianças.
Por causa dos direitos homossexuais, as mulheres estão perdendo seus direitos de serem protegidas. E as crianças também estão perdendo. E os homens estão perdendo o direito de proteger suas esposas, mães, filhas, irmãs e meninos.
Em seguida, Hart diz:
Julio Severo também tem um blog intitulado: Last Days Watchman, que parece ser uma homenagem a Paula White, vigarista da teologia da prosperidade e fã de Trump. De acordo com Severo: “Trazendo-lhe artigos de um homem que sentiu o chamado de Deus para alertar o povo de Deus nestes últimos dias.”
Pessoas têm gritado “o fim está próximo” por séculos e elas nunca estão erradas. O que elas costumam dizer é ter ouvido de forma única a voz de sua deidade quando ninguém mais ouviu. Elas foram selecionadas, você vê, por sua piedade. Elas são especiais. Elas então afirmam que estão fazendo a vontade de seu deus. Muitas vezes me pergunto se essas pessoas realmente acreditam em sua própria besteira.
O que ele chama de “deidade” no meu caso é Jesus Cristo. Não é muito melhor servir a Jesus do que servir ao pecado? Ou há algo especial na AIDS e DSTs produzidas pela deidade da homossexualidade? Tenho servido Jesus por décadas e ele tem me curado de doenças, me libertado de meus pecados e me abençoado com bênçãos que não mereço. A deidade da homossexualidade conseguiu fazer o mesmo por suas vítimas?
Pelo fato de que Hart lembrou a seus leitores que eu sou brasileiro, curiosamente o sobrenome dele, Hart, é uma palavra em inglês que é traduzida “veado” em português, cujo sinônimo é “bicha.” Ele não pode reclamar que dicionários brasileiros perverteram alguma coisa porque ele e seus cúmplices homossexuais perverteram muito, muito mais. Tradicionalmente, os dicionários brasileiros definem a homossexualidade como sinônimo de “pederastia” (sexo entre homens e meninos). É sinônimo também de “sodomia,” uma antiga palavra para homossexualidade. O Dicionário Webster (1913), o dicionário mais antigo e respeitado dos EUA, diz que “pederastia” é sinônimo de “sodomia.”
Quando você vê muitos escândalos sexuais na Igreja Católica envolvendo padres abusando de meninos, você sabe que eles têm um problema com a pederastia e a homossexualidade. A Igreja Católica só conseguirá resolver seu problema de pederastia depois que resolver seu problema homossexual.
Hart disse sobre The Slowly Boiled Frog:
“A principal missão deste blog é refletir sobre questões relativas à igualdade LGBT. A igualdade é alcançada com igual proteção sob a lei em todos os estados da união. Alcançar a igualdade requer (mas não se limita a) igualdade no casamento nacional e aprovação do ACT de Não Discriminação no Emprego (ENDA).”
Curiosamente, The Slowly Boiled Frog (A Rã Lentamente Fervida) significa, de acordo com Hart, “Ferva uma rã lentamente e ela não percebe seu próprio perigo.” Homens envolvidos na homossexualidade estão sendo lentamente fervidos por Satanás, mas não conseguem perceber seu próprio perigo. Inconscientemente, Hart revelou sua própria realidade trágica. Ele mesmo é a Rã Lentamente Fervida, ou o Homossexual Lentamente Cozido.
Deus criou o homem e a mulher. Eles são iguais em importância e diferentes em papéis e funções. A deidade da homossexualidade não criou nada de bom, mas apenas perverteu o que Deus criou. Existe igualdade entre os sexos verdadeiros, reais e biológicos, mas não há igualdade entre sexo pervertido e sexo biológico. Mesmo assim, sob o pretexto de lutar pela igualdade, o que Hart e outras criaturas pervertidas querem é fazer exatamente o que condenam nos outros: eles estão tentando impor suas crenças homossexuais a todos os outros, especialmente crianças de escolas, muitas vezes como políticas públicas. Eles demonizam e marginalizam os cristãos puramente com base em suas depravações homossexuais.
Então, não me surpreende que meu blog em inglês tenha sido demonizado por Hart (veado).
Leitura recomendada sobre a Esquerda dos EUA contra Julio Severo:
Outra leitura recomendada:

Um comentário :

Mj disse...

Muito bem Júlio você é um exemplo a ser seguido