8 de julho de 2019

Evangélicos conservadores apresentam queixa formal contra Hillary Clinton em delegacia de polícia local, exigindo sua prisão


Evangélicos conservadores apresentam queixa formal contra Hillary Clinton em delegacia de polícia local, exigindo sua prisão

Julio Severo
Um grupo de evangélicos conservadores apresentou uma queixa formal na Delegacia de Polícia de New Castle, em Nova Iorque, EUA, na semana passada pedindo que fossem apresentadas acusações criminais contra uma famosa residente da localidade: a ex-secretária de Estado americana Hillary Clinton.
Membros da Turnê Justiça por Igual (Equal Justice Tour), um grupo de evangélicos conservadores que defendem a prisão de Hillary, marcharam até a delegacia de polícia local da candidata presidencial democrata de 2016 perto da casa dela em Chappaqua no sábado para entregar os documentos da queixa na Delegacia de Polícia de New Castle.
Um vídeo transmitido ao vivo do incidente, compartilhado no Facebook, mostrava um membro do grupo entregando os documentos a um policial dentro da delegacia de polícia.
“Alguns de nós somos ex-combatentes e juramos defender a Constituição contra inimigos domésticos,” disse um evangélico ao policial, acrescentando que HIllary “era uma funcionária pública e deveria ser obrigada a prestar contas, então agora estamos tentando fazê-la prestar contas.”
Entre os membros da Turnê Justiça por Igual estão o Rev. Michael S. Heath, pastor pentecostal, e sua esposa Paulie.
O Observatório da Direita, um grupo de extrema esquerda dedicado a “monitorar e expor as atividades e a retórica de ativistas e organizações de direita,” inclusive com vários relatos sobre mim, disse à revista Newsweek que a Turnê Justiça por Igual apresentou sua queixa na delegacia de polícia local porque o grupo argumentou que os crimes de provedor de e-mail privado de Hillary ocorreram em sua casa em Chappaqua e, portanto, as autoridades locais são obrigadas a prendê-la.
A Turnê Justiça por Igual foi estabelecida em abril depois que o Coach Dave Daubenmire foi de carro desde Ohio até a casa de Hillary em Chappaqua para protestar sozinho na frente da casa dela enquanto reivindicava que o presidente Donald Trump a prendesse. Durante um segmento de seu webcast Pass The Salt Live, Daubenmire creditou a Deus por inspirá-lo a fazer o protesto.
As ações de Daubenmire levaram o grupo a organizar um ato no Memorial Day, em que protestaram do lado de fora da casa de Hillary e no desfile do Memorial Day da cidade.
Depois do evento, Daubenmire anunciou que o grupo retornaria a Chappaqua em julho para continuar defendendo a prisão de Hillary.
“Nós vamos para Chappaqua, Nova Iorque, e vamos registrar uma queixa formal na delegacia de polícia de Chappaqua, na delegacia de polícia da cidade… estamos registrando um boletim de ocorrência na polícia para pedir o indiciamento de Hillary Clinton,” disse ele em um vídeo postado na mídia social.
Antes de preparar o seu relatório, a Turnê Justiça por Igual pediu também a minha colaboração sobre os crimes de Hillary, e eu pude oferecer-lhes este artigo: “A máquina de guerra e destruição de Hillary Clinton”.
Como mostra meu artigo, como ex-secretária de estado, Hillary usou a OTAN e o governo dos EUA para apoiar o ISIS contra os cristãos. Ela apoiou especialmente a Arábia Saudita, que tem o mesmo tipo de islamismo que o ISIS, enquanto os sauditas são os principais defensores do terrorismo islâmico anticristão.
Hillary cometeu muitos crimes e ajudou os sauditas a cometer muitos crimes, especialmente contra os cristãos.
Ela também promoveu agressivamente a agenda do aborto e do homossexualismo em todo o mundo.
Com informações da revista NewsWeek.
Leitura recomendada sobre Hillary Clinton:

Um comentário :

Elias disse...

Hilary Clinton é responsável pelas mortes horríveis daqueles cristãos através das mãos dos terroristas do ISIS.
O senhor Obama também têm uma responsabilidade ainda maior.