10 de março de 2019

Sonho profético urgente: Deus diz: “Libertem meus bebês”


Sonho profético urgente: Deus diz: “Libertem meus bebês”

Jeremiah Johnson
Na noite em que o presidente Obama foi reeleito em novembro de 2012, Deus falou comigo em uma série de sonhos proféticos e revelou-me especificamente cinco áreas principais que estavam em Seu coração. O Pai falou comigo e disse: “Jeremiah, a principal área que está em meu coração nesta hora é a questão do aborto.”
Imediatamente me vi andando por uma estrada de terra, e o Pai novamente falou comigo e disse: “Quero mostrar-lhe os choros que chegam diante do Meu trono dia e noite.”
Andei até uma enorme fábrica onde uma fila de homens e mulheres enchia a rua. A fábrica estava escura e eu estava assustado. As mulheres na fila que estavam tentando entrar na fábrica estavam grávidas. Quando abri caminho para a frente da fila, ouvi gritos vindo de dentro, gritos de gelar a alma. Havia uma inscrição no alto da porta que dizia: “Casa do Horror.”
Ao entrar, percebi que aquela fábrica era uma enorme clínica de aborto e comecei a chorar. Havia milhares de berços nessa fábrica e o chão era tão grande quanto um campo de futebol. Quando comecei a olhar para dentro dos berços, vi fetos muito pequenos com cobras enroladas em volta deles. Era aterrorizante. Fui de berço para berço vendo essas cobras estrangular e matar esses bebês. Notei que as mulheres que foram fazer abortos estavam totalmente desanimadas e oprimidas.
De repente, a Casa do Horror começou a tremer. Parecia que um tremendo terremoto estava desenterrando o alicerce da fábrica. Então veio uma voz estrondosa, alta e paternal que dizia: “Libertem meus bebês!”
Ao som da voz de Deus, eu gritei com muita força e disse: “Pai, o que é essa Casa do Horror?” Ele me disse: “Essa Casa do Horror e casas como essa são o que estão recebendo toda a minha atenção nesta hora. As cobras que você vê são os espíritos de assassinato que estão matando a próxima geração.”
Saí da fábrica chorando. Eu estava inconsolável. Comecei a dizer ao Pai: “Mas eu só quero ver a sua casa, Papai! Quero ver dentro da sua fábrica!”
Ele me disse: “Você pediu, então eu mostrarei a você.” Imediatamente voltei-me para uma estrada de terra e lá diante de mim havia uma fábrica resplandecente. Era feita de ouro e pérolas. Havia multidões de anjos guardando-a dia e noite. Havia também uma fila de pessoas na frente da fábrica, assim como a Casa do Horror.
Ao aproximar-me da entrada da fábrica resplandecente, a fábrica do Pai, diante de mim estava uma bela e radiante inscrição que dizia: “Casa da Esperança.” Quando entrei nessa fábrica, ouvi risadas, risos descontrolados. Comecei a olhar ao redor da Fábrica da Esperança e percebi que o som vinha dos berços. Eu disse ao Pai: “Esses bebês são novos demais para rir assim.” Ele disse-me: “Jeremiah, esse é o riso dos redimidos que nenhum homem pode conter ou negar.”
Comecei a dar uma atenção especial aos bebês. Eu queria ter certeza de que não havia cobras nos berços. Quando olhei em todos os berços da Fábrica da Esperança, notei que em cada um deles havia uma inscrição tecida na cama onde os bebês estavam deitados. As inscrições diziam: “Isaías 66:9 (KJA), ‘Porventura faço chegar a hora do parto e não faço a criança nascer?’ Assim diz o SENHOR.”
Gritos de alegria saíram da minha boca na Fábrica da Esperança. Cantei e dancei acima desses pequeninos e falei vida para essa atmosfera. Isso é o que o Espírito de Deus falou através de mim no sonho: “Estou promovendo um espírito de adoção de bebês nesta hora,” diz Deus. “Estou soberanamente colocando o assassinato de bebês inocentes na porta dos corações do Meu povo. Como casas de horror se erguem na terra, saiba que eu ouço os choros dos bebês em gestação e não vou desviar meus olhos e ouvidos deles. Observe a Casa Branca nos próximos anos. Meu povo se reunirá para lutar por esperança. Haverá um tremendo movimento de adoção de bebês na igreja nos próximos anos.”
Quando o Pai acabou de falar comigo, comecei a sair da Casa da Esperança e apertar a mão dos que esperavam na fila. Para minha grande surpresa, comecei a notar mulheres com seus 50, 60 e 70 anos de pé na fila. Eu disse: “Pai, elas também?” Ele me disse: “Sim, Jeremiah! Você testemunhará muitas mulheres que já deram à luz e criaram filhos que ficarão comovidas até a alma para adotar bebês e criar crianças novamente.” Afastei-me da Fábrica da Esperança regozijando-me, mas também cheio de tristeza, lembrando o que experimentei na Casa do Horror.
Traduzido por Julio Severo do original em inglês da revista Charisma: Urgent Prophetic Dream: God Says, 'Let My Babies Go'
Leitura recomendada:

Nenhum comentário :