23 de março de 2019

Ioga e meditação em ascensão: um abrirá você ao poder demoníaco, o outro é Cristianismo essencial


Ioga e meditação em ascensão: um abrirá você ao poder demoníaco, o outro é Cristianismo essencial

Steve Warren
Mais americanos estão procurando um pouco de paz de espírito em um mundo cada vez mais frenético e estressante. Um relatório recente do Centro Nacional de Estatísticas de Saúde dos EUA revela que o uso da meditação e da ioga aumentou consideravelmente nos EUA desde 2012.
A meditação existe há milênios e é praticada em quase todas as religiões da Terra. Uma forma cada vez mais popular nos EUA é chamada atenção plena, que tem raízes no budismo. Mas a maioria das pessoas não sabe quais formas de meditação realmente são encontradas na Bíblia. Mais sobre isso em um minuto.
A ioga, por outro lado, tem sido condenada por muitos pastores e igrejas em todas as partes dos EUA. Ainda assim, algumas igrejas afirmam ter convertido a ioga em uma prática cristã. Mas isso é realmente possível?

O debate sobre a ioga

Conforme o noticiário da Rede de Televisão Cristã informou em novembro de 2018, John Lindell, pastor de megaigreja no Missouri, reabriu o debate sobre ioga entre cristãos depois de dizer à sua congregação de 10.000 membros que praticar ioga “em qualquer nível” é “abrir sua vida, sua casa, sua situação para o mundo demoníaco.”
“Cada posição do corpo tem um significado,” avisou Lindell. “Deixe-me dizer isso, as posições da ioga não foram projetadas pelo seu instrutor de fitness local. Elas foram projetadas e foram criadas com a intenção demoníaca de abrir você para poderes demoníacos. Porque o hinduísmo é demoníaco.”
A ioga se originou na Índia antiga e é uma das seis escolas ortodoxas de tradições filosóficas hindus. “Yoga” é um substantivo sânscrito que significa “jugo” ou “junção” em inglês. Muitas vezes o praticante está tentando se unir a um poder superior.
Alguns cristãos que praticam ioga dizem que não se concentram em suas origens pagãs, apenas se concentram em Jesus. A ioga muitas vezes inclui algum tipo de canto, mas Lindell diz que mesmo cantando “Jesus” enquanto fazendo ioga ainda abre sua vida até o mundo demoníaco.
“Os demônios não se importam com o que você canta, contanto que você abra a porta para eles,” disse Lindell. “Eles não se importam se você está em paz, harmonia, energia ou em grande forma, enquanto você lhes dê acesso.”
O pastor também criticou os cristãos que dizem que sua prática de ioga não tem nada a ver com paganismo.
“Alguns podem dizer que não é o que isso significa para mim,” reconheceu Lindell. “Olhe, quando você participa de ioga, é isso que significa. Dizer que as posições de ioga são apenas exercício é o mesmo que dizer que o batismo na água é apenas hidroginástica.”
A personal trainer e escritora Laurette Willis, que desenvolveu um exercício de alongamento como uma alternativa cristã à ioga, também disse à Rede de Televisão Cristã em uma entrevista que as posturas da ioga são realmente uma oferenda aos deuses hindus.
“Essas são posturas que são oferecidas aos 330 milhões de deuses hindus. As posturas da ioga realmente são oferendas aos deuses. Se você fizer essas posturas e fizer essa técnica de respiração e essa meditação, então você será aceito por um deus, ‘D’ minúsculo. Esse é o perigo real,” disse ela.
“Romanos 12:1-2 diz que precisamos oferecer nossos corpos como sacrifício vivo a Deus,” acrescentou Willis. “Aqui eles estão fazendo algo muito similar com essas posturas para seus 330 milhões de deuses, e é assustador. Portanto, nos abstemos das coisas oferecidas aos ídolos — Atos 15:29.”

Meditação — Disciplina Espiritual Essencial

No entanto, a meditação é vista por muitos como uma das disciplinas espirituais essenciais para os cristãos.
Com base na Bíblia, os cristãos podem utilizar a meditação, mas não da mesma forma ensinada pelas religiões orientais. Em Josué 1:8, Deus diz para meditarmos em Sua palavra dia e noite, então nós a obedeceremos. O salmista diz que “seu deleite está na lei do Senhor, e na sua lei medita dia e noite” (Salmos 1:2). Na verdade, a Bíblia menciona meditar ou meditação 20 vezes, de acordo com o site Meditação Cristã.
Sam Storms, pastor líder da Igreja Bridgeway em Oklahoma City, escreveu sobre meditação cristã em seu site Sam Storms.com, no qual ele defendeu a mediação cristã.
“Para meditar adequadamente, nossas almas precisam refletir sobre o que nossas mentes têm ingerido e nossos corações precisam se alegrar com o que nossas almas entenderam,” escreveu ele. “Meditamos verdadeiramente quando lemos vagarosamente, absorvemos em oração e humildemente confiamos no que Deus nos revelou em sua Palavra. Tudo isso, é claro, em dependência consciente da obra interna e energizante do Espírito.”
Ele salientou que a meditação não é apenas pensar sobre as Escrituras, é estar atento a Deus.
“É uma das maneiras pelas quais continuamos buscando as coisas de cima onde Cristo está” (Cl 3:1). É um engajamento consciente e contínuo da mente com Deus. Essa renovação da mente (Romanos 12:1-2) é parte do processo pelo qual a Palavra de Deus penetra a alma e o espírito com a luz da iluminação e o poder de transformação,” escreveu Storms.
Mas a meditação sem a Palavra de Deus é vista, em grande parte, apenas como uma prática do movimento Nova Era. A meditação tornou-se bem conhecida devido à ascensão da Meditação Transcendental, que foi desenvolvida por Maharishi Mahesh Yogi da religião hindu e está imersa na filosofia hindu, de acordo com o site Meditação Cristã.

A Bíblia é cristalina sobre meditar nas Escrituras

A Bíblia é clara quando se trata de meditar nas Escrituras. Deus quer que pensemos em Sua Palavra, ou em outras palavras, meditemos nas Escrituras e depois mudemos nossos caminhos.
Storms também examinou uma distinção única entre a meditação cristã e a meditação oriental, que exige o esvaziamento da mente. O pastor de Oklahoma City identifica a meditação cristã como preenchendo nossa mente com Jesus e sua verdade.
“Em vez da união metafísica com Deus praticada pelas religiões orientais, a meditação cristã exige comunhão espiritual com Deus. Em vez do transporte místico como meta do processo de meditação, a meditação cristã exige a transformação moral como objetivo de nossos esforços,” Storms escreveu.
Rick Warren, em seu livro Vida com um Propósito, descreve a meditação desta maneira:
“A meditação é um pensamento concentrado. É preciso um esforço sério. Você seleciona um versículo e reflete sobre ele repetidamente em sua mente… se você sabe se preocupar, você já sabe como meditar” (190).
“Nenhum outro hábito pode fazer mais para transformar sua vida e torná-lo mais parecido com Jesus do que a reflexão diária sobre as Escrituras… Se você procurar todas as vezes que Deus fala sobre meditação na Bíblia, você ficará surpreso com os benefícios que Ele prometeu às pessoas que tomam o tempo para refletir sobre a Sua Palavra ao longo do dia” (190).
No livro “Satisfaça Sua Alma,” o Dr. Bruce Demarest escreveu que a meditação nos redireciona do nosso mundo para o mundo espiritual:
“Um coração quieto é a nossa melhor preparação para toda esta obra de Deus… A meditação nos redireciona de nós mesmos e do mundo para que reflitamos sobre a Palavra de Deus, Sua natureza, Suas habilidades e Suas obras… Então ponderamos em oração, ruminamos e ‘mastigamos’ as palavras da Escritura… O objetivo é simplesmente permitir que o Espírito Santo ative a Palavra de Deus que dá vida.”
Para aqueles que praticam a meditação como uma maneira de alcançar um estado mais elevado de consciência, ela pode aliviar o estresse, mas na verdade não alcança nada. Nenhuma perfeição é encontrada dentro de nós. O apóstolo Paulo mesmo aborda isso em sua carta bíblica aos Romanos. “Eu não sei nada de bom que mora em mim.” — Romanos 7:18.
Para os cristãos, somente Jesus Cristo é nosso mediador, nosso Salvador e nossa paz. O único caminho para a paz e a realização é Deus. Filipenses 4:7 nos lembra: “E a paz de Deus, que supera todo o entendimento, guardará os seus corações e mentes em Cristo Jesus.”
Traduzido por Julio Severo do original em inglês da Rede de Televisão Cristã dos EUA: Yoga, Meditation on the Rise: One Will 'Open You to Demonic Power,' the Other Is Essential Christianity
Leitura recomendada:

2 comentários :

Alexandre Costa disse...

Como um lugar que tem 330 milhões de deuses, que na verdade são demônios, pode ensinar alguma coisa que preste?, meditem nessas palavras.

Marcos Zequias disse...

Mudando de assunto rsrs, o vim uma notícia agora do Silas Malafaia e o Olavo de Carvalho trocando farpas na internet, sobre quem foi de fato responsável pela vitória de Bolsonaro que de acordo com Silas foi os evangelhicos