15 de março de 2019

Abortista chama a si mesmo de “médico aborteiro cristão” que “faz a obra do Senhor”


Abortista chama a si mesmo de “médico aborteiro cristão” que “faz a obra do Senhor”

John Stonestreet
O aborto, em si mesmo, é um horror moral. Mas ativistas do aborto reivindicarem o nome de Jesus Cristo a fim de justificar a morte de crianças em gestação, isso entra em novo território. Não estou falando sobre a ginástica moral do equívoco empregado por tantos progressistas cristãos para justificar o aborto em casos extremos, por mais errado e prejudicial que seja isso. Estou falando sobre cristãos realmente celebrando e promovendo o aborto como obra de Deus. Por exemplo, os principais padres e pastores protestantes que rezam pedindo a bênção de Deus sobre clínicas de aborto. Isso é simplesmente blasfêmia.
Dr. Willie Parker
O Dr. Willie Parker é um autoproclamado seguidor de Cristo que está disposto a ir mais longe. Ele chama a si mesmo de “médico aborteiro cristão” que faz “a obra do Senhor.”
Parker tem sido um porta-voz favorito do movimento pró-aborto há algum tempo, ganhando artigos e entrevistas bajuladoras na revista TIME, onde ele se apropria do manto dos direitos civis do Dr. Martin Luther King Jr. Isso é doentiamente contraditório, considerando que um número desproporcional de bebês mortos por aborto é negro.
Em seu livro, “O Trabalho da Vida: Um Argumento Moral a Favor do Aborto,” Parker afirma que ele começou a interromper a gravidez após uma “visitação divina” inspirada por um dos sermões do Dr. King, o da parábola do Bom Samaritano. Mais uma vez, a contradição de usar uma parábola sobre salvar uma vida a fim de santificar tirar vidas parece incompreensível para ele.
Assim como os fatos científicos. Por exemplo, Parker afirma que as vidas humanas não começam na concepção porque o espermatozoide e o óvulo estão vivos antes da concepção. A partir disso, ele conclui que “a vida é um processo e não um acontecimento.”
Ignore por enquanto que as células reprodutivas não são seres humanos, se o argumento de Parker for verdadeiro, e todas as células vivas são moralmente equivalentes a todos os humanos, então não está claro por que ele acha errado matar recém-nascidos, crianças ou mesmo adultos!
Ele também diz: “Você não pode responder a perguntas científicas com respostas religiosas.” Mas não há respostas religiosas envolvidas aqui. A existência de uma vida humana única e inteira desde os primeiros estágios de desenvolvimento e gravidez é ciência consagrada.
Escrevendo no site conservador Townhall.com, o educador pró-vida Mike Adams desafiou o Dr. Parker nessas e outras afirmações estranhas e imprecisas, como a ideia de que bebês de primeiro trimestre não têm partes distintas do corpo. Ele então cita o livro de Parker, no qual o doutor admite: “Eu me certifico de encontrar todas as partes, e as coloco juntas, recriando o feto na panela.”
Adams escreve de forma fulminante: “Willie Parker pode ser um dos médicos aborteiros mais habilidosos dos EUA. Mas ele também é um dos mentirosos menos hábeis que já encontrei.”
Traduzido por Julio Severo do original em inglês do LifeNews: Abortionist Calls Himself a “Christian Abortion Doctor” Who “Does the Lord’s Work”
Leitura recomendada:

Um comentário :

Alexandre Costa disse...

Eu concordo com o abortista Willie Parker, ele realmente faz a obra do seu senhor, que no caso é satã, e que com certeza já lhe reservou uma cadeira cativa no inferno.