12 de junho de 2018

Judeus americanos e israelenses não estão em sincronia


Judeus americanos e israelenses não estão em sincronia

Comentário de Julio Severo: Este artigo traz informações interessantes sobre a opinião dos judeus de Israel e dos EUA com relação a Trump. Só não mencionou que antes da eleição americana em 2016, tanto os judeus de Israel quanto os judeus dos EUA apoiaram a esquerdista Hillary Clinton. Muito bom que os judeus de Israel mudaram. Tomara que algum dia os judeus dos EUA também mudem. Leia o artigo do WND:  
Uma pesquisa de opinião pública do Comitê Judaico Americano (CJA) mostra judeus e israelenses fora de sintonia uns com os outros sobre as principais questões do hoje — especialmente as políticas do presidente Trump.
Os israelenses amam Trump. Os judeus americanos, nem tanto.
A pesquisa mostrou que 77 por cento dos israelenses aprovaram a gestão do presidente das relações EUA-Israel, enquanto apenas 34 por cento dos judeus americanos aprovaram. Cinquenta e sete por cento dos judeus dos EUA desaprovaram, enquanto apenas 10 por cento dos israelenses desaprovaram.
Quando Trump reconheceu Jerusalém como a capital de Israel e transferiu a embaixada norte-americana para lá, 85% dos israelenses aprovaram, enquanto apenas 46% dos judeus americanos aprovaram.
A pesquisa entrevistou 1.000 israelenses e americanos e teve uma margem de erro de 3,1 e 3,9 por cento, respectivamente. A pesquisa foi divulgada antes da abertura do Fórum Global CJA em Jerusalém, que o primeiro-ministro Benjamin Netanyahu abordará no domingo.
Netanyahu forjou um vínculo estreito com Trump, e suas políticas para os árabes palestinos têm forte apoio em Israel e entre seus apoiadores republicanos nos EUA. Mas a maioria dos judeus americanos é filiada ao Partido Democrático e é altamente crítica em relação a Trump e Netanyahu. Especialistas vêm alertando há anos que as duas comunidades estão se deslocando em direções opostas politicamente, minando o parentesco entre os dois grupos, que compõem a grande maioria dos judeus no mundo.
A pesquisa mostrou que 59 por cento dos americanos favorecem o estabelecimento de um Estado palestino ao lado de Israel, mas apenas 44 por cento dos israelenses apoiam essa ideia.
Em uma das questões mais controvertidas, em relação a uma área de oração de sexo misto ao lado do Muro Ocidental de Jerusalém, 73% dos judeus americanos expressam apoio, em comparação com apenas 42% dos israelenses.
Traduzido por Julio Severo do original em inglês do WND (WorldNetDaily): American Jews, Israelis not in synch
Leitura recomendada:

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Esta seção é moderada conforme opção democrática do Blogger para limitar excessos e outros tipos de interferência na interação do público com este blog. Portanto, todas as opiniões, comentários e textos estão sujeitos à avaliação do moderador. Manifestações insensatas, tolas, ridículas e desrespeitosas não são bem-vindas neste blog. Opiniões sensatas são mais que bem-vindas. Aos que querem fazer cobranças neste espaço, é imprescindível a apresentação do perfil oficial. O moderador se reserva o direito de publicar ou não comentários de questionadores anônimos, sem nenhuma identificação válida e verificável.