25 de maio de 2018

Homossexual especialista em psiquiatria infantil condenado por posse de pornografia infantil


Homossexual especialista em psiquiatria infantil condenado por posse de pornografia infantil

Doug Mainwaring
NORUEGA (LifeSiteNews) — Um especialista em psiquiatria infantil que se tornou pai de dois filhos do sexo masculino por meio de mães de aluguel foi condenado por possuir aproximadamente 200.000 imagens de pornografia infantil em seu computador.
Jo Erik Broyn
O Dr. Jo Erik Broyn, o renomado psiquiatra infantil que foi recentemente revelado como tendo coletado pornografia pedófila, liderou investigações e forneceu testemunho especializado em casos de abuso infantil.
O Christiancoalition.world informou:
Nesta semana, um caso de proporções gigantescas atingiu o sistema judiciário, político e dos Conselhos Tutelares da Noruega: o Dr. Jo Erik Brøyn atuou como psiquiatra infantil por 20 anos com funções especiais como “especialista” no infame Barnevernet (Conselho Tutelar) da Noruega.
Ele atuou durante vários anos como um dos 14 profissionais da “Comissão de Especialistas de Crianças” da Noruega, nomeada pelo Ministro da Infância e Igualdade (até janeiro de 2018: Lar Senhorita Solveig do Partido Progressista) e administrada pela Administração Governamental dos Direitos Civis. Essa comissão tem mandato para fornecer os controles necessários de todas as avaliações profissionais feitas por psicólogos nos casos dos Conselhos Tutelares.
“Barnevernet” é o problemático sistema de conselhos tutelares da Noruega, que tem um longo histórico de excessos, mas a presença de um homossexual pedófilo na “Comissão de Especialistas de Crianças” levanta sérias dúvidas sobre a possibilidade de um tipo diferente de negligência por parte dessa agência.
A reportagem do Christiancoalition.world continua:
As atividades sexuais do Dr. Brøyn são uma coisa.
Mas muito mais importante é que tal homem tenha tido a oportunidade de ser um líder de investigações sobre abusos sexuais de crianças.
Na opinião da KKN, esse é um assunto para investigações políticas e policiais completas, muito além do que abrangeu a condenação do Dr. Brøyn. Provavelmente, devem ser tomadas medidas sérias contra: 1) a diretora do BUFDir, a Sra. Mari Trommald, 2) a representante das Crianças, Dra. Anne Lindboe, e 3) a antiga Ministro das Criança e da Igualdade (2013-2018), Sra. Solveig Horne. Elas têm que assumir a responsabilidade por sua flagrante negligência e possível acobertamento.
O Christiancoalition.world concluiu:
A Noruega persegue pais excelentes que têm falhas normais, mas os grupos elitistas de “especialistas” dentro da liderança e administração de Barnevernet e ambientes relacionados acobertam e defendem as práticas e valores macabros que vêm acontecendo há anos. Basta!
Traduzido por Julio Severo do original em inglês de LifeSiteNews: Homosexual child psychiatry expert convicted of child porn possession
Leitura recomendada:

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Esta seção é moderada conforme opção democrática do Blogger para limitar excessos e outros tipos de interferência na interação do público com este blog. Portanto, todas as opiniões, comentários e textos estão sujeitos à avaliação do moderador. Manifestações insensatas, tolas, ridículas e desrespeitosas não são bem-vindas neste blog. Opiniões sensatas são mais que bem-vindas. Aos que querem fazer cobranças neste espaço, é imprescindível a apresentação do perfil oficial. O moderador se reserva o direito de publicar ou não comentários de questionadores anônimos, sem nenhuma identificação válida e verificável.