8 de maio de 2018

Dialogo de um comunista: Dep. Roberto Freire sugere que tanto Jesus quanto Karl Marx merecem ser celebrados


Dialogo de um comunista: Dep. Roberto Freire sugere que tanto Jesus quanto Karl Marx merecem ser celebrados

Julio Severo
Tudo começou com o artigo “Não celebre Karl Marx. Seu comunismo tem uma contagem de morte aos milhões,” que traduzi do jornal americano USA Today. No aniversário de 200 anos do nascimento do fundador do marxismo, USA Today, que não costuma ser conservador, exortou os leitores a não celebrar.
Roberto Freire
De alguma forma, o Dep. Roberto Freire viu esse artigo sendo divulgado por mim e me interpelou no Twitter, dizendo:
“Desculpe, mas tal afirmação não condiz com sua inteligência. Seria o mesmo que pedir para não celebrar Jesus pois sua religião promoveu guerras e morticínios na história. Sem esquecer da santa inquisição. Ou outros profetas de outros povos ainda hoje, mundo afora. Abraços.”
Freire, que tem um histórico de envolvimento com o Partido Comunista Brasileiro, fundou o Partido Popular Socialista (PPS). Hoje, ele é deputado federal e o presidente do PPS.
Entre 2016 e 2017, ele foi ministro da Cultura no Brasil. Que tipo de cultura um celebrante de Marx pode trazer para o Brasil, a maior nação católica do mundo? Na política brasileira, majoritariamente católica, há muitos celebrantes de Marx e pouquíssimos celebrantes de Jesus.
Minha resposta ao comunista Roberto Freire foi:
“A diferença é cósmica. Jesus Cristo pregava o Evangelho, que libertou milhões de pessoas. Em contraste, Karl Marx pregou o marxismo, que enganou e escravizou milhões de pessoas. Compare o Evangelho com o marxismo para você ver. É incomparável. Quem promoveu a Inquisição não foi Cristo. Foi a Igreja Católica. Você sabia que muitos cristãos verdadeiros foram torturados e mortos pela Inquisição? Eu, como evangélico, represento uma parte dessas vítimas. Milhares de evangélicos foram torturados e mortos pela Inquisição.”
Para ver a conversa entre mim e o Dep. Roberto Freire no Twitter, acesse este link: http://archive.is/hH0lv
Talvez Freire tenha achado que todo cristão defende a Inquisição e que todo cristão é católico. O maior defensor da Inquisição no Brasil é o pseudo-católico Olavo de Carvalho, cujo filme espiritualista “O Jardim das Aflições” foi boicotado por cineastas em Pernambuco. Freire criticou fortemente o boicote, chamando os boicotadores de stalinistas. Embora esse filme tenha sido lançado em Nova Iorque em 2017, não fez nenhum sucesso e não atraiu o público americano.
Talvez Freire tenha achado que a defesa que Carvalho faz da Inquisição representa o Cristianismo. Mas se ele acha que a Inquisição cometeu crimes (e de fato cometeu), por que ele defendeu Carvalho?
Freire não soube distinguir que o que Jesus fez e o que a Igreja Católica fez são universos vastamente diferentes. Jesus nunca criou uma inquisição para torturar e matar as pessoas que não aceitassem o Evangelho. Portanto, quando a Igreja Católica, que alega representar Cristo na terra, criou a Inquisição, foi em desobediência ao Evangelho. Querendo ou não, ela representou Satanás na terra ao torturar e matar judeus e protestantes.
Contudo, como Freire poderá criticar a Igreja Católica? A vasta maioria dos brasileiros que se tornaram marxistas era católica e foi influenciada nesse rumo dentro da Igreja Católica. Historicamente, a Igreja Católica no Brasil, que é campeã da Teologia da Libertação, é uma grande facilitadora do marxismo.
Se não fosse pelo catolicismo, Freire e milhões de brasileiros jamais teriam se tornado marxistas. E para piorar, muitos católicos que estão se tornando direitistas se tornaram estridentemente pró-Inquisição. Eles vão de um extremo ao outro e, nos dois casos, estão muito longe de Jesus.
Há uma diferença imensa não só entre Jesus e Marx, mas também entre Jesus, que nunca criou a Inquisição nem facilitou o marxismo, e a Igreja Católica, que criou a Inquisição no passado e hoje facilita o marxismo no Brasil e em toda a América Latina.
Celebrar Marx é celebrar escravidão e morte. Celebrar Jesus é celebrar libertação e salvação.
Leitura recomendada:

9 comentários :

Jeffinho disse...

Há pessoas, que falam que Jesus era socialista, Jesus nem de longe era socialista muito menos ele era de direita, mas Ele pertencia ao Reino que há de vir, o Reino dos Céus, Ele mesmo falou que seu Reino não era desse mundo (leia: João 18:36), e até naquela época pessoas queriam que Jesus fosse rei, mas Ele não quis (João 6:15), até porque não era a hora de Ele reinar, mas em breve Ele reinará. E seu Governo durará para sempre, amém.

Alexandre Costa disse...

Parece que inteligência também não é forte do Sr.Roberto Freire,porque se assim o fosse não teria entrado nessa roubada que é o comunismo e se tivesse lido a bíblia alguma vez na vida, saberia que Jesus não criou religião alguma,que é uma invenção humana para escravizar os fracos de espírito,e sim um caminho,que se fosse seguido à risca,a humanidade já estaria mil anos à frente do que está hoje.

beniciomed saboia disse...

Eu como católico acredito piamente na Bíblia sobretudo em sua passagem em que Jesus diz a Pedro- sobre essa pedra edificarei a minha igreja - A IGREJA CATÓLICA- e sobre ela não prevalecerão as forças do Mal- ou seja, Satanás não triunfará. Vejam , Jesus não se referiu "as" e sim, A MINHA IGREJA- A CATÓLICA, UNIVERSAL.

NÃO PODEMOS IGNORAR A BÍBLIA!

JOSUÉ PEREIRA DOS SANTOS disse...

Não sabia que Igreja que Jesus edificou mataria milhões de pessoas em nome da fé, nem que essa "verdadeira" igreja fomentaria o marxismo!

Alexandre Costa disse...

Se uma pessoa que acredita piamente na Bíblia e é devoto de uma igreja cheia de idolatrias e ritualismo sem nenhuma base bíblica e acha isso tudo normal,com certeza tá lendo a bíblia errada.

beniciomed saboia disse...

A Igreja católica fundada por Cristo é feita de homens que compõem seu corpo onde Cristo é a cabeça. Portanto feita de pecadores. Assim tem erros como vocês também que PROTESTANTES , por isso ficam apenas protestando em vão contra um o MAGISTÉRIO DE 2000 ANOS e que até hoje sobrevive porque Mal nenhum a abalará como profetizado pelo próprio Cristo.

Alexandre Costa disse...

Errar ou cair é humano,mais o levantar é de Cristo,mas permanecer no erro ou ser conivente com ele não só é burrice como é abominável aos olhos do Deus vivo.l

Cicero disse...

Caro Saboia, nem existe "católica(o)" "padre" "hóstia" "oração pelos mortos" "culto a Maria" e outras aberrações mais inventadas pela ICAR.

A Igreja primitiva cristã original se chamava
O Caminho. Pesquise em Atos.
A mariolatria, intercessão de santos até com imagens/estatuas, consulta aos mortos, hóstia, purgatório, indulgencias, transubstanciação, celibato clerical, sacramentos, batismo de bebes, apócrifos, papado infalível como um deus... são conceitos sem nenhuma base sólida e clara nos ensinamentos das Escrituras. Estas coisas são baseadas na tradição católica, não na Palavra de Deus.

Seremos condenados ou justificados unicamente pela Palavra e não por igrejas/religiões/denominações. Os que mais atacavam a Jesus eram justamente os religiosos da época.

beniciomed saboia disse...

Percebi há tempos que este espaço é dedicado a servir o público protestante portanto soa muita hipócrita ao boicotar pessoas apenas porque são Católicas expondo opniões contrárias. O que adianta criticar o Olavo de Carvalho??
Fica claro que o que se quer é fomentar uma clientela "robotizada" ou seria um "curral eleitoral "coisa bem a brasileira, influenciar uma massa já carcomida pelo genocídio cultural modernista. Enfim , não sei qual a pretensao.
Mas não deixo de ser um admirador em hipótese alguma do Julio Severo . Não sou obrigado a seguir suas influências de religião nem tudo que posta. Mesmo assim sou seu fã mais que toda a mídia televisiva reunida. Simplesmente porque ele informa expondo seu modus operandi sem muita maquiagem. Destarte, permite sermos mais questionadores e não mero ouvintes da notícia.