7 de abril de 2018

Ariovaldo Ramos defende Lula. O que estranhar?


Ariovaldo Ramos defende Lula. O que estranhar?

Julio Severo
Em ato público ontem no Sindicato dos Metalúrgicos de São Bernardo do Campo, Ariovaldo Ramos discursou contra a prisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.
Ariovaldo Ramos no Sindicato dos Metalúrgicos São Bernardo do Campo
O discurso dele é um escândalo para o Evangelho, que não é politizado. Se Jesus tivesse uma missão política, especialmente de confronto contra regimes opressivos, uma de suas metas principais seria lutar para derrubar o Império Romano, que oprimia Israel. Mas Jesus nunca fez esse confronto e nunca teve uma pregação política nem elogiava os governantes. Não dá então para Ariovaldo se espelhar no Evangelho.
Ariovaldo Ramos no Sindicato dos Metalúrgicos São Bernardo do Campo
Mas dá para ele se espelhar na Teologia da Missão Integral (TMI), uma ideologia teológica de natureza marxista que sobrevive desde a década de 1950 na Igreja Presbiteriana do Brasil (IPB). Os que foram tocados por essa ideologia se tornaram mensageiros de um evangelho politizado à esquerda.
Ariovaldo Ramos no Sindicato dos Metalúrgicos São Bernardo do Campo
Ariovaldo veio a ter contato com a TMI através de Caio Fábio nos seus tempos de maior reverendo da IPB. Antes de sua queda, Caio já era um mensageiro da TMI, embora poucos tivessem discernimento espiritual suficiente para detectá-la nele.
Caio passou tudo para Ariovaldo, seu filho espiritual. Tudo, inclusive a TMI.
O Ariovaldo de militância esquerdista de Bíblia politizada numa mão e socialismo biblizado na outra que se mantém firme na defesa de Lula, um extremista esquerdista que sempre afrontou os valores da Bíblia, é fruto da filosofia enganadora de Caio.
Ariovaldo defendendo Lula é resultado de uma vida na TMI. Qualquer militante da TMI vai, cedo ou tarde, apoiar Lula, Fidel Castro e Hugo Chávez. Aliás, Ariovaldo disse sobre Chávez: “o melhor que se pode dizer de alguém é que, porque ele passou por aqui, o mundo ficou melhor! Isso se pode dizer de Hugo Chávez!”
Com os desastres visíveis de 13 anos de governo de PT, tornou-se repugnante e indefensável defender Lula. Houve uma virada.
Mas nem sempre foi assim. Durante anos, a TMI gozou de um pedestal impressionante de incriticabilidade. Falo por experiência. Quando eu criticava a TMI de Ariovaldo uma década atrás, eu apanhava da maioria dos evangélicos!
Até mesmo em 2014, quando pesquisei sobre a TMI no Google, os resultados mais proeminentes eram favoráveis à TMI. Meu blog era a única fonte proeminente que o Google mostrava contra esse liberalismo teológico. Os resultados do meu estudo estão registrados aqui: http://bit.ly/1eYWE8i
Embora a TMI tenha historicamente uma predominância maior entre calvinistas brasileiros, sites e blogs calvinistas não focavam nela. Preferiam, em vez disso, focar no neopentecostalismo.
Em vista da ausência de material contra a TMI, em 2013 publiquei o e-book “Teologia da Libertação versus Teologia da Prosperidade,” recomendado por dois grandes teólogos americanos. Você pode fazer o download gratuito clicando aqui.
Não havia, em 2013, um foco calvinista contra a TMI, embora houvesse muito apoio a essa teologia entre calvinistas. Na ausência de estudos teológicos contra a TMI, meu e-book e artigos foram obrigados a ser pioneiros. Mas não foi um pioneirismo fácil. Recebi ameaças de muitos lados. Recebi ameaça específica para remover da internet todos os meus artigos sobre Ariovaldo. A ameaça, de 2014, dizia:
O senhor tem duas opções:
Ver os seus dados pessoais, e o nome de toda a sua família com os números de seus documentos difundidos e, claro, e seu endereço...
Ou,
Apagar esta matéria (http://bit.ly/1ha94tg) e nunca mais escrever o nome de Ariovaldo Ramos no seu blog.
O que vai ser?
Pode seguir a sua luta como quiser. Mas este nome está proibido.
O que vai ser?
Você tem 24 horas para decidir se segue a sua luta, sem prejudicar o Ariovaldo Ramos ou perde tudo.
A escolha é sua. A sua casa caiu. Seus antigos amigos e aliados te entregaram.
É o fim.
Continue como pedido e tudo ficará oculto. Siga atormentando o Ariovaldo Ramos e será o seu fim.
Não me deixei intimidar. Pedi a intercessores do Brasil inteiro que me ajudassem. Continuei as denúncias, confiando em Jesus, e o ameaçador foi detido pelo poder de Jesus!
Sob a proteção de Jesus, prossigo a missão que tenho há anos: conscientizar as pessoas acerca da TMI.
Com uma consciência da natureza marxista da TMI, os evangélicos têm mais base para repudiar as posturas politizadas anticristãs de Ariovaldo Ramos. Se existisse essa consciência 30 anos atrás, Caio Fábio teria perdido seu pedestal e apoio muitos anos antes de sua queda.
Mesmo assim, Caio reconheceu, conforme registrado no meu e-book, que foi o crescimento do neopentecostalismo que atrapalhou o avanço da TMI.
Já que a teologia dos teólogos calvinistas foi incapaz de deter a TMI em seu próprio quintal, por que não dar uma chance para a maior força contra ela?
Eu faria essa pergunta especialmente para Augustus Nicodemus, que ocupa hoje na IPB quase que o mesmo pedestal que Caio ocupou um dia. Se na sua gestão de chanceler, ele chegou a dar oportunidades para Ariovaldo dar aulas especiais na Universidade Presbiteriana Mackenzie, por que ele nunca deu uma chance para o Espírito Santo e seus dons sobrenaturais no seu meio? Ele pode falar tudo contra essas manifestações, mas a TMI fica sem espaço para avançar quando o Espírito Santo tem liberdade e presença no meio dos cristãos.
Até mesmo os maiores calvinistas contra a TMI dão brechas inacreditáveis. Yago Martins, que também condenou o apoio do Ariovaldo a Lula (e posou de uma espécie de pioneiro contra a TMI ou coisa que o valha), não teve pose conservadora quando entrevistou um militante da TMI: o Rev. Marcos Botelho, da IPB. Na entrevista do Dois Dedos de Teologia, Botelho se queixou de que fiz um estrago contra um artigo dele na revista Ultimato. Essencialmente, o artigo dele defendeu o “casamento” gay.
Cedo ou tarde, militantes da TMI defendem o “casamento” gay. E cedo ou tarde, meus artigos causam estragos nessa defesa! Para a turma da TMI, sou o “estraga-prazeres”! Sou o “estraga TMI”!
Embora Yago tenha uma grande produção contra a TMI (que não medi, mas desconfio, em vista do excelente tratamento que ele deu ao Botelho), na busca “Yago Martins e Teologia da Missão Integral” o Google dá 1.730 resultados (confira aqui: http://archive.is/7hPMy), enquanto que na busca “Julio Severo e Teologia da Missão Integral” o Google dá um pouco mais: 7.470 (confira aqui: http://archive.is/9m9NW).
Se Yago e outros calvinistas acham que Ariovaldo e Botelho não têm nada a ver, é o contrário. Tanto em experiência quanto em filosofia e teologia, ambos estão muito próximos. Botelho está ligado ao grupo Jovens da Verdade, e Ariovaldo foi durante muitos anos diretor da Faculdade Latino-Americana de Teologia Integral, ligada ao Jovens da Verdade.
Sem mencionar, é claro, que apoiar o “casamento” gay é TMI pura, liberalismo teológico puro, ideologia progressista pura no meio evangélico em geral e no meio presbiteriano brasileiro em particular. É um problema colossal dentro da Igreja Presbiteriana do Brasil.
Se Yago e outros calvinistas acham que oposição à TMI é atacar Ariovaldo e poupar pastores da IPB como Marcos Botelho, é trocar 6 por meia dúzia. Ainda lhes falta muito para chegar aos 7.470.
Oremos pela libertação de Ariovaldo e Lula.
Oremos contra a TMI.
Oremos pelos calvinistas que atacam Ariovaldo, mas poupam Botelhos.
Leitura recomendada:

7 comentários :

Jorge Santos disse...

Discordo de que o réu foragido seja de extrema esquerda. É um bom vivant, apenas isso. Por acaso está num partido de centro esquerda, que de acordo com a conveniência está em um ou outro lado. Mas são anticristãos, sem dúvida.

Flávio da Vitória disse...

Você é o verdadeiro pioneiro anti TMI entre blogs cristãos

julio disse...

Sim, ele é extrema esquerda e nunca escondeu isso. Aliás, o plano do Lula através do foro de São Paulo era estabelecer governos de esquerda em toda a América Latina.

Julio Severo disse...

Julio, Lula é radical porque conseguiu realmente avançar uma agenda de aborto e homossexualismo e destruição da família. Essa questão do foro está mais para teoria de conspiração.

Mesmo em seu período mais forte, uns dez anos atrás, o tal Foro de São Paulo nunca teve 1 por cento do poder da China, que é a maior potência comunista do mundo. Olhar para o tal foro sem olhar a China é como coar um mosquito e engolir um camelo.

O foro na verdade é a bandeira de guerra do astrólogo Olavo, que o pintou exageradamente como se fosse uma ameaça maior que a China. Aliás, o astrólogo pintava o foro como a nova URSS. Hoje, a Venezuela, o principal país do foro, está passando fome. Não é nem de longe uma URSS. Mas a China continua forte e, graças às generosas ajudas americanas, será a maior potência econômica do mundo. O foro já era e também nunca foi. A China está aí com seu comunismo colossal, e os chineses já se espalharam pelo mundo inteiro.

O maior perigo para a América Latina não é o Foro de São Paulo, que já está aos cacos e nunca foi grande coisa. O maior perigo é a Teologia da Libertação, carinhosamente aninhada na CNBB e outras conferências episcopais da Igreja Católica na América Latina. O Foro de São Paulo, em poder e influência, não é nada diante da Teologia da Libertação, que, a partir da CNBB, criou o PT, que ajudou a criar o foro. Daí, de longe, o maior perigo é a Teologia da Libertação. Note que TODOS os países mais afetados pelo foro são igualmente os mais católicos. Venezuela: 97 por cento da população é católica. Bolívia: 95 por cento da população é católica. O Brasil, ainda que de maioria católica (aliás, o maior país católico do mundo), só não sucumbiu porque há uma significativa população evangélica. Só para constar, o principal responsável pelo impeachment da Dilma, apoiadora do foro, não foi nenhum líder católico e muito menos esotérico: foi Eduardo Cunha, um evangélico. Realidade latino-americana: Quanto mais catolicismo, mais perigo de comunismo. Quando mais influência evangélica, menos perigo.

Pb. José Roberto da Rocha disse...

É que o Ramos sonha em ser a igreja oficial deste regime maligno! Tá repreendido em nome de JESUS!

Aílton Araújo disse...

A SIMPLES LEITURA BIBLICA SOMADO À SINCERIDADE COM DEUS, LIBERTARIA QUALQUER MENTE OU ESPIRITO PRESO NA TMI. BIBLIA, O ALIMENTO VERDADEIRO

Reis disse...

Excelente texto, Júlio.