17 de março de 2018

Hipócrita Stephen Hawking, que dependia de tecnologia israelense enquanto denunciava Israel, está morto


Hipócrita Stephen Hawking, que dependia de tecnologia israelense enquanto denunciava Israel, está morto

Jean Patrick Grumberg
Paralisado por uma doença degenerativa, o polêmico astrofísico britânico Stephen Hawking, que incitava ódio a Israel, morreu na quarta-feira com a idade de 76 anos.
Em 2013, Stephen Hawking decidiu boicotar uma conferência israelense para protestar contra a ocupação de territórios contestados, uma ocupação que é legal de acordo com as leis internacionais. O que o cientista não disse foi que se ele tinha condições de se comunicar, era graças à tecnologia israelense, e ele não queria boicotá-la.
Sua hipocrisia foi imediatamente exposta, e ele foi ridicularizado por espectadores que chamaram a atenção para o fato de que o cientista famoso estava usando tecnologia israelense no equipamento do computador que lhe permitia trabalhar.
Hawking, que vinha sofrendo de uma doença motora neurônica por 50 anos, dependia de um sistema à base de computador desenvolvido pela filial israelense da Intel desde 1997 para se comunicar.
A Intel confirmou isso num comunicado à imprensa. Justin Rattner, diretor de tecnologia da Intel em Israel, disse em 2013:
“Temos um relacionamento antigo com o professor Hawking. Esperamos continuar a trabalhar intimamente com ele para melhorar seu sistema de comunicação pessoal.”
Que ironia! Foi por meio de um sistema de comunicação israelense que o professor Hawking pôde anunciar um boicote à ciência israelense e aos cientistas israelenses. Em vez da China enviando às famílias dos prisioneiros uma conta pela bala usada na execução, Hawking estava pedindo que os cientistas israelenses suprissem a tecnologia para ajudá-lo a boicotá-los.
“A decisão de Hawking de se juntar ao boicote à Israel é muito hipócrita para um indivíduo que se orgulha de suas realizações intelectuais. Seu sistema inteiro de base de computador funciona num chip projetado pela equipe da Intel de Israel. Sugiro que se ele realmente quer se desligar de Israel ele deveria também remover seu Intel Core i7 de seu tablet,” disse Nitsana Darshan-Leitner de Shurat HaDin.
Mas então ele não conseguiria dizer às pessoas que ele boicota Israel.
Traduzido por Julio Severo do original em inglês do Geller Report: Hypocrite Stephen Hawking, who relied on Israeli technology while denouncing Israel, is dead
Leitura recomendada:

7 comentários :

  1. Esse homem aí, tinha como maior deficiência a cegueira, quem não for cego também vai entender meu comentário!

    ResponderExcluir
  2. Uma pessoa que apoia esse movimento do inferno o BDS, nao pode jamais se considerado sabio, mas nem sabio a esse mundo.

    ResponderExcluir
  3. A questão aqui não tem a ver com ateísmo em si, mas gratidão. Hawkins era muito ingrato aos judeus, que foram muito valiosos para ajudá-lo.

    Quanto ao ateísmo, infelizmente metade dos judeus se identificaria com Hawking. Uma pesquisa de 2011 apontou que 50 por cento dos judeus têm dificuldade de crer em Deus, sendo tecnicamente identificados como ateus na pesquisa. É o judaísmo sem necessidade de Deus. Confira: http://usatoday30.usatoday.com/news/religion/story/2011-09-26/jew-atheist-god/50553958/1

    Se de Hawking ou de judeus ou de brasileiros ou de americanos, todo ateísmo é condenável.

    ResponderExcluir
  4. DEFICIÊNCIA NÃO É SINÔNIMO DE INTELIGÊNCIA.

    Hawking declarou ao mundo que Deus não é necessário na criação do universo: "Devido à existência de uma lei como a da gravidade, o Universo pode e vai criar a si mesmo do nada", afirma. Mas leis e a gravidade demandariam uma origem!

    Ora, o próprio Hawking em seu livro se contradiz: "quem deu partida as equações e detonou o universo"(Buracos negros p.99).
    E isto fere o príncipio da causalidade bem aceito pelos físicos que diz: todo efeito tem uma causa, ou seja do nada não pode advir nada, porque não existe. Inexistência não gera existência. Até o famoso cético David Hume disse: "jamais afirmei uma proposição tão absurda como a de que algo pode surgir sem uma causa".

    Seria o mesmo que dizer que a torre Eiffel ou a Monalisa surgiram por si só, imagine nosso universo que exibe inteligência, beleza, complexidade, organização.

    ResponderExcluir
  5. Mateus 12:36-37 "Por isso, vos afirmo que de toda a palavra fútil que as pessoas disserem, dela deverão prestar conta no Dia do Juízo. Porque pelas tuas palavras serás absolvido e pelas tuas palavras serás condenado”.
    Naquele grande e terrível Dia, muitos arrepender-se-ão daquilo que insanamente disseram e aprenderão que era melhor terem ficado quietos.

    ResponderExcluir
  6. Já fui fã de Stephen Hawking, mas, nos últimos 3 anos pra cá, comecei a vê-lo como um completo louco varrido, que deveria é estar confinado num manicômio. Anti-semitas não têm vez em lugar nenhum, lugar de anti-semita é na CADEIA!

    ResponderExcluir

Esta seção é moderada conforme opção democrática do Blogger para limitar excessos e outros tipos de interferência na interação do público com este blog. Portanto, todas as opiniões, comentários e textos estão sujeitos à avaliação do moderador. Manifestações insensatas, tolas, ridículas e desrespeitosas não são bem-vindas neste blog. Opiniões sensatas são mais que bem-vindas. Aos que querem fazer cobranças neste espaço, é imprescindível a apresentação do perfil oficial. O moderador se reserva o direito de publicar ou não comentários de questionadores anônimos, sem nenhuma identificação válida e verificável.