2 de março de 2018

Famoso versículo da Bíblia intolerável demais para o Facebook


Famoso versículo da Bíblia intolerável demais para o Facebook

Bob Unruh
Há alguns que acreditam que as antigas proteções constitucionais à liberdade de expressão nos Estados Unidos se aplicam eles, mas não aos outros.
Veja por exemplo o caso do ator Ian McKellen.
Ele confessou que quando se hospeda em hotéis e motéis, ele vandaliza as Bíblias dos Gideões nas estantes ao lado das camas.
Não satisfeito apenas em deixar escondidas numa gaveta as ideias das quais ele discorda, ele diz que ele pega as Bíblias e “rasga as páginas que contêm certa passagem de Levítico.”
A passagem que incomoda o ator homossexual, Levítico 18:22, é aquela em que Deus instrui: “Não de deitarás com homem, como se fosse mulher; abominação é.”
Algumas traduções usam a palavra “detestável.”
Agora o Facebook está adotando a postura de McKellen de que a liberdade de expressão é boa para alguns, mas não para outros, de acordo com o escritor e blogueiro cristão Julio Severo.
Severo disse que o Facebook o está punindo por postar Levítico 18:22: “Não de deitarás com homem, como se fosse mulher; abominação é.”
Um pedido do WND ao Facebook em busca de um comentário gerou apenas uma resposta automática com instruções de como obter comunicados de imprensa e outros recursos de mídia.
O Facebook enviou uma mensagem para Severo que dizia: “Removemos Algo que Você Postou. Parece que algo que você postou não segue nossos Padrões Comunitários. Removemos posts que atacam pessoas com base em sua raça, etnia, origem nacional, filiação religiosa, orientação sexual, gênero ou deficiência. Levítico 18.22: Não de deitarás com homem, como se fosse mulher; abominação é.”
O post ofensivo foi originalmente publicado em 2013, Severo comentou.
“Querendo ou não, o Facebook tratou Levítico 18.22 diretamente como um ‘ataque’ a ‘pessoas com base em sua… orientação sexual, gênero.’ Isto é, o Facebook tratou a Bíblia como um livro criminoso!” Severo disse.
“As normas do Facebook avisam seus usuários de que a Bíblia é um livro criminoso? A Declaração de Direitos e Responsabilidades do Facebook avisa seus usuários de que a Bíblia é um livro criminoso?”
Ele disse que está num bloqueio de 30 dias do Facebok por causa da questão [homossexual].
“O Facebook esperou exatamente 5 anos para notificar que minha denúncia é ‘ofensiva,’” escreveu Severo.
“O que o Facebook tem contra a Bíblia e aqueles que mencionam seus versículos? O que o Facebook tem especificamente contra Levítico 18:22, um famoso versículo da Bíblia?”
Severo dirigiu questionamentos incisivos a Mark Zuckerberg, presidente do Facebook, a quem ele descreveu como “americano judeu.”
“Ele aprova o que sua empresa tem feito contra as Escrituras judaicas? Ele está ciente?
“Ou ele acha que o Facebook é agora maior e mais importante do que as santas Escrituras judaicas e cristãs?”
Ele comentou que o presidente George Washington disse: “É impossível governar corretamente uma nação sem Deus e a Bíblia.”
A empresa parece estar mirando nos cristãos, disse Severo, comentando que “fotos do criminoso comunista Che Guevara, que assassinava pessoas, inclusive gays, permanecem inabaláveis em toda a rede social do Facebook, como se a imagem porca dele não merecesse banimento por seus crimes.”
Para ler o restando do artigo original em inglês do WND (WorldNetDaily), clique aqui.
Traduzido por Julio Severo do original em inglês do WND (WorldNetDaily): Famous Bible verse too sizzling for Facebook
Leitura recomendada:
Postar um comentário