6 de março de 2018

Facebook finalmente responde sobre sua censura a versículo picante da Bíblia


Facebook finalmente responde sobre sua censura a versículo picante da Bíblia

Bob Unruh
O Facebook afirma que a censura a um versículo da Bíblia na página de um escritor cristão foi um erro, e que desde então pediu desculpas.
Mas para quem?
Julio Severo, um ativista cujas páginas de Facebook têm sido atacadas pelo menos três vezes nos últimos seis meses pelo próprio Facebook, diz que não recebeu nenhuma resposta da gigantesca empresa de mídia social.
O WND havia noticiado que o Facebook havia deletado um versículo da Bíblia, Levítico 18:22, que Severo havia postado.
Esse é o versículo em que Deus instrui: “Não de deitarás com homem, como se fosse mulher; abominação é.”
Algumas traduções usam a palavra “detestável.”
Esse versículo é um alvo predileto do ator Ian McKellen, que confessou que quando se hospeda em hotéis e motéis, ele diz que ele pega as Bíblias das estantes ao lado das camas e “rasga as páginas que contêm certa passagem de Levítico.”
O Facebook enviou uma mensagem para Severo que dizia: “Removemos Algo que Você Postou. Parece que algo que você postou não segue nossos Padrões Comunitários. Removemos posts que atacam pessoas com base em sua raça, etnia, origem nacional, filiação religiosa, orientação sexual, gênero ou deficiência. Levítico 18.22: Não de deitarás com homem, como se fosse mulher; abominação é.”
O pedido inicial do WND ao Facebook em busca de um comentário trouxe apenas uma resposta automática.
Dias depois, a página de Severo estava de novo ativa, e uma declaração do Facebook ao WND, anunciada na condição de que fosse considerada “sem fonte específica,” disse que o post “foi removido por engano por um membro de nossa equipe de revisão depois que recebemos denúncias de que o conteúdo no post violava nossos Padrões Comunitários.”
“Logo que fomos notificados do problema, começamos a investigar e restauramos o conteúdo logo que pudemos identificar o erro,” disse o Facebook. “O conteúdo foi restaurado já que não violava nossos padrões. Informamos ao Sr. Severo acerca do restabelecimento e fizemos um pedido de desculpas pelo erro.”
Mas Severo disse ao WND que não houve nenhum pedido de desculpas. E ele disse que não é de hoje que o Facebook o ataca.
Ele disse que ele foi colocado numa suspensão de 30 dias em 28 de janeiro.
Foi enquanto ele estava suspenso que surgiu a questão do versículo da Bíblia.
Na ocasião, a empresa também confessou que a suspensão foi por engano, mas não a revogou, disse Severo.
O artigo linkado informava que vizinhos haviam sido multados em $4.500 por xingarem um homossexual, mas Severo disse que seu post “deixou abundantemente claro que me oponho a xingamentos e linguagem suja.”
A empresa parece estar mirando nos cristãos, disse Severo, comentando que “fotos do criminoso comunista Che Guevara, que assassinava pessoas, inclusive gays, permanecem inabaláveis em toda a rede social do Facebook, como se a imagem porca dele não merecesse banimento por seus crimes.”
Para ler o restando do artigo original em inglês do WND (WorldNetDaily), clique aqui.
Traduzido por Julio Severo do original em inglês do WND (WorldNetDaily): Facebook finally responds on censoring hot Bible verse
Leitura recomendada:

2 comentários :

RONALDO disse...

10 - "Bem-aventurados os que sofrem perseguição por causa da justiça, porque deles é o Reino dos Céus. 11 - Bem-aventurados sois vós quando vos insultarem, e perseguirem e, mentindo, disserem todo o mal contra vós, por minha causa. 12 - Exultai e alegrai-vos sobremaneira, pois é esplêndida a vossa recompensa nos céus; porque assim perseguiram os profetas que viveram antes de vós". Mateus 5
.
Força irmão Julio. Sua VITÓRIA é nossa VITÓRIA. Jesus vem aí!

Vane C. disse...

A Palavra de Deus é uma espada afiada e inconfundível, contra ela, somente ela, e ai de quem ir contra estas verdades na sua própria força. Pois estas palavras são Espírito e Vida.