17 de fevereiro de 2018

Equipes humanitárias da ONU cometeram 60 mil estupros numa década


Equipes humanitárias da ONU cometeram 60 mil estupros numa década

(Christian Today) Funcionários da ONU cometeram milhares de estupros no mundo inteiro, uma ex-autoridade afirmou na terça-feira.
Andrew MacLeod, que era chefe de operações no Centro de Coordenação de Emergência da ONU, alertou que estupradores “predatórios” usaram seus postos de assistência humanitária para vitimar meninas vulneráveis. A afirmação foi feita num dossiê passado para o ex-secretário de desenvolvimento internacional Priti Patel no ano passado, de acordo com o jornal The Sun.
Ele estimou que funcionários da ONU cometeram 60 mil estupros na década passada, e que há 3,300 pedófilos trabalhando na ONU e suas agências. Ele acrescentou que há acobertamentos generalizados e que quem tenta botar a boca no trombone é demitido.
Traduzido por Julio Severo do original em inglês do WND (WorldNetDaily): U.N. aid workers carried out 60,000 rapes in a decade
Leitura recomendada:

Um comentário :

Alexandre Costa disse...

E eu que pensava que só na igreja católica havia esse tipo de acobertamento,agora teremos que mudar a nomenclatura para equipes desumanitárias,realmente só Jesus na causa.