27 de novembro de 2017

Resposta para John Haskins, criador do Instituto Inter-Americano (Inter-American Institute)


Resposta para John Haskins, criador do Instituto Inter-Americano (Inter-American Institute)

Julio Severo
Para esconder sua própria efeminação, John Haskins acusa líderes cristãos de “efeminados.” Para esconder sua própria apostasia, ele acusa líderes cristãos de “apóstatas.” Para esconder a suspeita de que ele mesmo recebeu dinheiro, ele acusa líderes cristãos de “aceitar quietamente dinheiro.” Ele faz tais acusações porque os líderes cristãos nos Estados Unidos o rejeitaram. Só um astrólogo brasileiro o aceitou, por ora, enquanto existe alguma coisa aproveitável em suas habilidades de recrutamento.
Uma organização conservadora tem a obrigação de ajudar uma sociedade doente a alcançar alguma medida de saúde conservadora, e tal era minha expectativa com relação ao Instituto Inter-Americano (IIA), cuja ideia e criação vieram de John Haskins.
Fiz contato recentemente com o IIA para expor a condição moral e espiritual de Olavo de Carvalho, a quem Haskins escolheu para encabeçar o IIA. Essa assistência é especialmente necessária porque Haskins e outros membros do IIA são incapazes de acompanhar as posturas radicais prolíficas de Carvalho, seus palavrões prolíficos, suas críticas violentas prolíficas aos protestantes, sua defesa prolífica da Inquisição e seus ataques prolíficos a uma América protestante tradicionalmente oposta à Inquisição. Suas posturas prolíficas estão disponíveis apenas em português.
Aliás, é muito estranho Haskins escolher um imigrante brasileiro, que tem muito poucos artigos publicados em inglês, para encabeçar uma organização pretensamente para impactar os EUA.
Por que Haskins escolheria um brasileiro que a maioria dos membros do IIA e a maioria dos americanos não consegue ler e entender é um mistério.
Uma organização conservadora deveria defender a vida contra forças pró-aborto e pró-morte, e há obviamente um conflito em tal missão se um membro do IIA tem sido o propagandista mais proeminente da Inquisição no Brasil. Esse é o caso específico de Carvalho.
O IIA nunca foi uma organização proeminente nos EUA. Quando vim a conhecê-lo quase dez anos atrás, não tinha sede física, que tem sido uma realidade até bem recentemente. Em todos esses anos, não houve nenhuma atividade sistemática para promover, no nome do IIA, valores pró-família. Mas há um site do IIA em que existe um esforço para introduzir Carvalho ao público americano por meio de bem poucos artigos em inglês, pois ele não é prolífico em inglês.
Talvez a maior oportunidade de colocar o IIA num holofote nos EUA foi uma acusação infundada, publicada numa reportagem do WND de 2011, de que o FBI estava ameaçando Carvalho. Essa acusação comprovou ser infrutífera porque o FBI, quando contatado pelo WND, negou todo contato ou ameaça a Carvalho, que não havia gravado a ameaça alegada ou mesmo gravado o nome e identificação do alegado agente do FBI que fez a ameaça.
Apesar da reportagem do WND seis anos atrás, o IIA não foi lançado à fama nacional nos EUA e nenhuma grande ou pequena organização comunista, socialista, progressista e esquerdista nos EUA notou a existência de Carvalho ou do IIA para colocá-los numa lista negra.
Até mesmo eu, sem nenhum cargo de presidente de nenhuma organização nos EUA, tenho tido meu nome em listas negras de grandes organizações esquerdistas nos EUA e meus artigos têm sido diretamente atacados por grandes meios de comunicação dos EUA.
Sem proeminência nos EUA, Carvalho depende dos nomes americanos proeminentes que Haskins recrutou para dar a Carvalho algum prestígio nos EUA.
Os membros do IIA estão cientes de meus artigos comprovados refutando as opiniões controversas de Carvalho.
A reação de Haskins à minha comunicação privada aos membros do IIA tem sido publicar calúnias e acessos infantis de raiva contra mim por meio do Facebook de Carvalho. Por isso, ele não tem nenhum direito de se queixar de que suas atitudes não conservadoras estão sendo publicamente tratadas aqui.
Haskins foi verborrágico neste texto, e suas abundantes palavras expressam, como Jesus disse, a abundância de seu coração — o próprio coração por trás da criação do IIA.
Se você quer entender o coração do IIA, esta reportagem é para você. Se você não tem nenhum interesse no IIA, simplesmente não perca seu tempo com o entulho textual de um coração oprimido e espiritualmente danificado que está a serviço do coração de um astrólogo.
Tenha paciência se minha defesa é às vezes repetitiva, pois meu acusador tem sido excessivamente repetitivo em suas palavras e descrições abusivas.
Este artigo contém as acusações públicas mais recentes de Haskins e minhas próprias respostas.
John Haskins: O que leva Julio Severo a essa vingança raivosa?
Julio Severo: Em sua condição mental desequilibrada, Haskins passou quase uma década acusando líderes cristãos americanos muito melhores do que ele, inclusive Pat Robertson, Scott Lively, Matt Barber e Mike Heath, e agora ele me acusa dos próprios sentimentos vingativos que ele tem acumulado há anos?
Ele pode acusar cristãos americanos excelentes enquanto ao mesmo tempo ele abraça e desculpa um ocultista brasileiro que abertamente xinga os cristãos americanos. Isso não é conduta cristã. Isso é vingança raivosa.
Qual é o problema de Haskins? Ele acha que com uma acusação sem base contra o mensageiro ele pode desviar a atenção de acusações comprovadas e reais? Carvalho vem me xingando e mentindo sobre mim desde outubro de 2013 quando, como evangélico, contestei sua defesa estridente da Inquisição. Imediatamente depois da minha refutação polida, Carvalho começou a despejar uma torrente de palavrões contra mim — dia após dia, semana após semana, mês após mês, ano após ano. Quatro anos depois, ele continua me xingando. Em outubro passado, ele me xingou todos os dias — talvez para celebrar exatos 4 anos de seus ataques contra mim. Seu Facebook e Twitter têm muitos de seus comentários contendo, contra mim, palavras como “psicopata, criminoso, vigarista e cafajeste.” Essa é só uma pequena amostra da coleção que fiz de seus ataques contra mim que começaram meramente por causa de minha discordância polida de suas opiniões sobre a Inquisição.
Há processos de 20 anos atrás contra ele por seus ex-estudantes de astrologia por causa de estelionato. Mesmo assim, no estilo comunista, ele vem me acusando do que ele já foi formalmente acusado.
E se a vítima reage, é “vingança raivosa”? Quanto pagam para Haskins mentir? Quando lhe pagam para difamar?
No mundo real da Inquisição, as vítimas judias e protestantes eram torturadas e mortas por discordarem da Igreja Católica. No mundo real de um defensor moderno da Inquisição, sou chamado de “psicopata, criminoso, vigarista e cafajeste” só porque discordei dele. Vim a expor a opinião dele como resposta direta à sua torrente de palavrões durante anos.
O que Haskins chama de “vingança raivosa” é meu esforço de disponibilizar em inglês o que geralmente Carvalho diz em português — nunca em inglês. Alguns dos comentários em português de Carvalho traduzidos por mim para ao inglês são:
“O Protestantismo nasceu do ódio e da sêde de sangue. Sua inspiração cristã é ZERO.”
“Lutero e Calvino eram almas cheias de ódio. O primeiro foi um genocida, o segundo o inventor do governo totalitário. Seus seguidores estão no caminho do inferno, e se for preciso xingá-los de tudo quanto é nome para tirá-los dessa enrascada, farei isso sem dó nem piedade.”
“Um dos mitos preferidos da cultura americana é o de que a Reforma protestante foi uma das fontes principais da liberdade religiosa, dos direitos individuais e da proteção contra os abusos de um governo central. Some-se a isso a falsa crença weberiana (ou semiweberiana) de que a ‘ética protestante’ gerou o capitalismo, e a única conclusão possível é que o cidadão de hoje em dia deve a Lutero e Calvino, no fim das contas, praticamente todos os benefícios legais, políticos e econômicos de viver numa democracia moderna. Mas tudo isso é propaganda, não História.”
“A liberdade de opinião é o último refúgio dos idiotas.”
“Eu me ajoelho diante do padre para receber a comunhão, mas se depois da missa tiver de mandá-lo tomar no cu farei isso com a maior tranqüilidade: — Olhe aqui, seu Zé. Ali você era Jesus Cristo, aqui é apenas um merdinha.”
“Cristãos valentes, que eu saiba, só houve em Portugal, na Espanha, na Hungria e na Polônia. No resto do mundo, uma multidão de boiolas.”
“Se eu tivesse uma buceta, faria chantagem sexual com todos os deputados e senadores e destruiria a classe política inteira de uma vez.”
“Repito: nunca existiu uma entidade chamada ‘Inquisição’ e muito menos ‘Santa Inquisição.’”
“O Bergoglio tem de ser tirado do trono de Pedro a pontapés, e o quanto antes.”
“Depois que o sujeito foi estuprado, ele pode buscar algum consolo retroativo na idéia de que uma piroca tinha sido sempre o seu desejo secreto.”
“Não sou de direita, nem de esquerda.”
“A Igreja Católica nasceu oferecendo mártires, a igreja protestante nasceu matando.”
“Herodes salvou muitas almas: matou as criancinhas antes que pudessem pecar.”
“Vocês acham possível ser uma pura coincidência o fato de que o crescimento brutal da criminalidade e sobretudo da corrupção política tenha acontecido ao mesmo tempo que a destruição interna da Igreja Católica pela Teologia da Libertação e que a ascensão generalizada de mil e uma igrejas ‘evangélicas’ improvisadas, repletas de pastores vigaristas?”
“A credulidade com que tantos evanjegues ouvem pastores semi-analfabetos, drogados, ladrões e putanheiros é a oitava maravilha do mundo.”
“Nos filmes de Hollywood, em cada três palavras duas são ‘fuck.’ É isso o que isola e debilita os conservadores.”
“Lênin já sabia que, na política, quem xinga mais sempre leva vantagem.”
“Enquanto me restarem energias, violarei sistematicamente todas as regras de boa conduta verbal que chegarem ao meu conhecimento.”
“Sem a lenda negra da Inquisição, as igrejas protestantes jamais teriam alcançado o sucesso que alcançaram. Quem não quer fugir das mãos sangrentas de torturadores para os braços de Nosso Senhor? A lenda é elemento integrante do prestígio protestante e, se ela cair, ele cai junto.”
“O mito da Inquisição foi a mais vasta e duradoura campanha de calúnia e difamação de todos os tempos, dura até hoje, com financiamento milionário, e parece que não vai acabar nunca. Quem a inventou não foram iluministas nem comunistas. Foram protestantes, que continuam a promovê-la até agora, tendo como centro irradiante as igrejas dos EUA.”
“Cinco séculos de feroz e, até hoje, ininterrupta invencionice anticatólica fazem dos protestantes os campeões absolutos do assassinato de reputações — muito superiores, nisso, a iluministas e comunistas.”
“Leiam, por exemplo, ‘Knowledge and the Sacred’ ou ‘Man and Nature’ de Seyyed Hossein Nasr, que foi ministro da Cultura do Irã no tempo de Reza Pahlevi. Livros como esses nos trazem de volta, no refluxo da maré histórica deslanchada por uma grande mentira, as verdades que foram traídas e esquecidas no início do processo. ‘Ex Oriente lux’: a luz vem do Oriente. Pouco importa que tenha sido trazida, de contrabando, na bagagem de ladrões, genocidas e stalinistas. Isso não basta para ofuscá-la. É dela que depende em grande parte, hoje, a reconquista dos ideais ocidentais abandonados pela cultura imanentista dos últimos dois séculos.”
“Durante um tempo, [Olavo de Carvalho] dedicou-se aos estudos islâmicos — aprendeu árabe e recita trechos do Alcorão — e ganhou um prêmio na Arábia Saudita em 1985 por um livro de 200 páginas (não publicado) sobre Maomé, no qual usou os conhecimentos da simbólica medieval para interpretar episódios da vida do profeta. Pratica o cristianismo, mas afirma que ficaria à vontade para professar o islamismo. Isso porque, na sua opinião, cristianismo, islamismo e judaísmo têm no fundo o mesmo objetivo. A existência de Deus é para Olavo uma obviedade suprema, a base fundadora de tudo.”
“Por isso é que, quando me apresentam como ‘filósofo conservador,’ a única resposta que me ocorre é: — Conservador é a puta que o pariu, que conservou você na barriga por nove meses em vez de deixá-lo cair na privada.”
“Nos EUA só quem diz palavrões é a esquerda. Basta isso para explicar por que os conservadores, mesmo quando têm maioria, estão sempre em desvantagem.”
Para meu artigo completo sobre os comentários de Carvalho, leia: http://juliosevero.blogspot.com/2017/06/o-que-atrai-olavo-de-carvalho-aos.html
Cada um desses comentários de Carvalho é interpretado por Haskins como minha própria difamação “inventada” contra Carvalho.
O absurdo de Haskins equivale a acusar um judeu de difamação contra os nazistas por mostrar fotos de crimes nazistas contra os judeus.
Um Haskins corajoso diria: “Carvalho é efeminado demais para dizer em inglês as coisas nojentas que ele diz em português.” Para alguém como Haskins que simplesmente adora acusar todos de “efeminação,” ele é efeminado demais para dizer a verdade necessária sobre Carvalho.
Para alguém como Haskins que alega que sua função no Instituto Inter-Americano é compreensão legal das questões, ele fala demais, ele acusa demais. Isso é efeminação. Pessoas com compreensão legal real não desperdiçam seu tempo com uma multidão de queixas de “difamações” e “mentiras.” Eles adotam ação legal. Eles imediatamente prestam queixa na polícia.
Carvalho tem também o mesmo problema: ele fala demais, ele acusa demais. Ele simplesmente adora acusar e xingar brasileiros de longe em sua condição de imigrante nos Estados Unidos.
Carvalho também adora xingar os protestantes americanos em português — uma língua longe do alcance e compreensão deles. Ele não expõe em inglês sua conduta e palavras nojentas abundantes e prolíficas em português porque ele tem medo de perder a chance de obter a cidadania americana. Isso também é efeminação. Depois de obter a cidadania americana, ele será corajoso para xingar em inglês os protestantes americanos do mesmo jeito que ele vem fazendo em português há anos? Ou ele continuará sua conduta efeminada?
Seja como for, enfim Haskins encontrou um brasileiro que é tão efeminado quanto ele em acusar de longe.
Haskins: Tem sido provado em detalhe como Julio Severo tem mentido múltiplas vezes para difamar Olavo de Carvalho, que havia feito muito para ajudá-lo. Contudo, ignorando todas as provas, Severo não tem abjurado nem removido de circulação em vários sites as falsidades que ele vem espalhando.
Severo: Tem sido provado em detalhe que os múltiplos comentários mencionados acima foram pessoalmente escritos por Carvalho. Se eles são múltiplas mentiras, a responsabilidade é do autor. Se são múltiplas mentiras e difamações, são múltiplas auto-mentiras e auto-difamações.
Assim quem está descaradamente ignorando todas as provas é o acusador, não sua vítima. Além disso, se meus artigos são “difamação,” Haskins e Carvalho têm uma obrigação de macho de processar a mim e a todos os sites americanos que têm publicado meus artigos, inclusive o BarbWire.
Abjurar? Esse era um termo católico aplicado aos hereges. Esse era um termo católico aplicado às vítimas da Inquisição. Haskins se tornou um católico esotérico? Estou diante do tribunal da Inquisição? Se eu não abjurar as auto-difamações de Carvalho, vou ser queimado na fogueira?
Tenho certeza de que as vítimas judias e protestantes que não abjuravam eram rotuladas de “psicopatas, criminosas, vigaristas e cafajestes” e muito mais. Conheço tais rótulos difamatórios. Só não sei o que é ser queimado na fogueira.
Tenho defendido a América protestante contra os ataques de Carvalho que retrata os protestantes americanos como mentirosos por sua “propaganda” contra a Inquisição — que Carvalho insiste que trouxe “direitos humanos.” No que se refere aos EUA, essa luta é solitária, pois o público americano não consegue entender os ataques de Carvalhos aos protestantes americanos em português e minha luta para rebater esses ataques.
Os palavrões corriqueiros de Carvalho, inclusive contra mim, os evangélicos e Lutero e Calvino são desconhecidos em inglês, e até Haskins disse em 2013: “Ele nunca ousaria dizer essas coisas em inglês.” Tenho, pela primeira vez, traduzido os próprios palavrões dele, inclusive sua defesa da Inquisição, em inglês. É desonesto acusar de difamação quando os comentários de Carvalho são pura auto-difamação. Por que Haskins tem mentido múltiplas vezes para defender Carvalho e me difamar?
Xingar um cristão que polidamente discordou de Carvalho acerca da Inquisição não pode ser interpretado como ele tendo “feito muito para ajudá-lo.” É impossível interpretar como “muita ajuda” difamações como “psicopata, criminoso, vigarista e cafajeste” só porque a vítima não aceitou a opinião pró-Inquisição do difamador.
Faraó foi um cara bom para Israel e Moisés. Mas quando faraó começou a se portar como um cara mau, Israel e Moisés se esqueceram do ex-cara bom. Aliás, Moisés começou a confrontar o ex-cara bom. Tenho agido como Moisés.
Tenho exposto as próprias palavras públicas e publicadas de Carvalho. Haskins nunca conseguiu desmentir nenhum dos comentários de Carvalho que tenho mencionado. Se Haskins e Carvalho insistem em que as próprias palavras públicas e publicadas de Carvalho não são dele, há tribunais, e eles podem me processar. Nesse caso, os tribunais podem julgar quem tem sido honesto e desonesto nessas questões. Prestem queixa na polícia!
Haskins: Aliás, ignorando todas as provas em contrário, Severo tem de novo afirmado, por exemplo, que Olavo pratica astrologia, embora Olavo tenha enfurecido os astrólogos ao mostrar décadas atrás que a prática da astrologia é uma fraude.
Severo: Há abundantes evidências e informações, fortalecidas por provas bibliográficas, de que Carvalho tem um longo histórico de astrologia. Ele tem vários livros publicados sobre astrologia — ignorados por Haskins. Ele fundou a primeira escola de astrologia do Brasil — ignorada por Haskins. Ele fundou outras associações de astrologia no Brasil. Haskins não conseguiu desmentir isso.
Uma astróloga brasileira, Lígia Prado, tem seu nome num diretório internacional de astrólogos, com essa credencial: “Estudou astrocaracterologia com Olavo de Carvalho.” A Sociedade Brasileira de Astrocaracterologia foi fundada por Carvalho em 1989.
Hoje, Carvalho é conhecido por sua capacidade de ser percebido, especialmente por seus adeptos, como um homem cujas predições se cumpriram, ainda que para cada um desses casos ele possa realmente ter sido gravado sinalizando em várias direções, mas só o sinal que acabou funcionando é mais tarde frisado por ele e repetido por seus seguidores como um mantra. Para tais predições, seus adeptos são ensinados a repetir “Olavo tem razão,” significando que ele sempre tem razão, basicamente o mesmo lema que os fascistas usavam para promover Mussolini, dizendo que Mussolini sempre tinha razão.
Na base de seu longo histórico, posso chamá-lo de astrólogo, que é muito mais honesto do que o que ele faz comigo chamando-me de “psicopata, criminoso, vigarista e cafajeste.”
Se você não pode chamá-lo de astrólogo por causa de seu longo histórico de astrologia e sua atividade presente como homem que faz predições (que é o que os astrólogos fazem), como ele pode usar uma única citação para me caracterizar? Como é que ele pode usar menos para me acusar de mais? Mostrarei isso mais adiante.
Para Haskins, uma única pequena citação é suficiente para me descaracterizar. Mas um longo histórico de astrologia não é suficiente parar caracterizar adequadamente seu patrão.
Se Carvalho, como Haskins alegou, mostra que “a prática da astrologia é uma fraude,” por que seus vários livros de astrologia não mostram que a astrologia é uma fraude?
Em seu livro de 1986 “Astrologia e Religião,” Carvalho disse: “O esoterismo é a ciência universal por excelência,” página 11.
Ultimamente, ele foi gravado dizendo que “a astrologia é um problema CIENTÍFICO.” Então só o esoterismo, que é uma “ciência universal por excelência,” pode resolver o problema “cientifico” da astrologia?
Astrólogos e médiuns são imensamente populares no Brasil. Paulo Coelho, um escritor esotérico brasileiro que é visto como “católico místico,” tem livros publicados no mundo inteiro, inclusive nos Estados Unidos. Até Bill Clinton, quando ele era presidente dos EUA, tinha livros dele como leitura favorita. A página de Facebook de Coelho tem em torno de 30 milhões de seguidores. Carvalho tem menos de 2 por cento disso.
Astrólogos e médiuns no Brasil têm histórico de encontros com políticos e artistas proeminentes, que os consultam em busca de soluções espirituais. Assim seria muito incomum se Carvalho não tivesse também se encontrado com indivíduos importantes no Brasil.
O catolicismo sincrético brasileiro simplesmente adora o esoterismo com seus astrólogos e médiuns.
Haskins: É extremamente improvável que Severo, espumando pela boca, chegou a ler algum livro de Olavo décadas atrás, quando Olavo nem mesmo se via como um cristão num sentido ortodoxo. Nem Severo compreenderia os livros dele se tentasse lê-los na base da qual ele espalha suas acusações dispersas.
Severo: O que Haskins entende de Cristianismo ortodoxo? Ele abandonou sua igreja protestante muitos anos atrás e hoje não frequenta nenhuma igreja. Ele está em apostasia, mas vê apostasia em toda parte — menos no astrólogo. Se eu não consigo entender o que está disponível em português sobre Carvalho e seu envolvimento ocultista, o que Haskins consegue entender se ele não fala nem lê em português? Quantos livros de Carvalho ele leu? É claro que ele nunca leu nenhum livro de Carvalho. Se mencionei o livro “Astrologia e Religião” de Carvalho é porque o li. Haskins o leu? É claro que não! Espumando pela boca contra verdades inegáveis em português que ele não pode ler, ele ataca o mensageiro e vítima. Ele faz acusações sem base numa esperança perdida de desviar a atenção da verdade.
Haskins: Pior, Severo é flagrantemente culpado de algumas das próprias coisas das quais ele de modo falso e inepto acusa Olavo. Apontei a natureza herética (e em algum sentido gnóstica) e ocultista-mágica do livro de Severo de encantamentos pseudo-pentecostais.
Severo: Então dizer a verdade óbvia dos elementos ocultistas passados e presentes no histórico de Carvalho é “ineptamente acusá-lo.” Mas ver alegados problemas “ocultistas” e “gnósticos” no meu livro, que Haskins não tem, não é acusação e difamação. Haskins vê problemas em mim, meu livro, sua ex-esposa evangélica, sua ex-igreja evangélica, sua família, todas as igrejas na sua cidade. Onde Haskins não vê problemas? Geralmente, eu recomendaria um culto de libertação numa igreja carismática para ele. Mas pelo fato de que ele vê apostasia em todas as igrejas protestantes, evangélicas, pentecostais e neopentecostais, nada lhe resta senão um psiquiatra ateu. Talvez drogas psiquiátricas possam lhe dar alguma paz de espírito.
No passado, vendo seu histórico de relacionamentos despedaçados com cristãos e até com sua própria família, muitas vezes encorajei Haskins a frequentar uma igreja carismática em sua cidade. Ele não tem frequentado uma igreja há muitos, muitos anos. Sua resposta foi que ele não podia frequentar nenhuma igreja, pois todas as igrejas na cidade dele são “apóstatas.” Não tenho dúvida de que, como em toda cidade, a cidade dele tem algumas igrejas apóstatas. Mas dizer que todas as igrejas são “apóstatas” é uma generalização maliciosa.
Uma mente doente tem olhos doentes que veem doença em todos os lugares e em todos os seres humanos. Esse é o caso de Haskins: Ele vê “doença” em todas as pessoas, inclusive sua ex-esposa, que ele tem encontrado — exceto num ocultista brasileiro.
Eu disse a Haskins anos atrás que se ele não tem um bom relacionamento com sua esposa, ele não deveria fundar ou ser membro de uma organização cristã conservadora que tem a intenção de ser um modelo e exemplo moral para os EUA. A participação dele na criação e membresia do IIA é uma contradição moral e bíblica.
Só um evangélico doente, ou ex-evangélico, ajudaria um ocultista brasileiro. A condição de Haskins se encaixa nos dois casos.
Um homem espiritualmente doente e amargo fundou o IIA e agora recruta americanos para o ocultista brasileiro e seu projeto amargo e suspeito.
Haskins: Tenho apontado que Severo abertamente admira e imita líderes de seitas pseudo-protestantes como Joyce Meyer que têm sido desmascarados há anos por propagar doutrinas popularizadas do hinduísmo e outras seitas. É irônico que Severo se gabe de “desmascarar” o Rev. Moon, cuja seita fez infinitamente menos danos ao Cristianismo do que a seita pseudo-protestante do narcisismo amada e praticada com tanto carinho por Severo.
Severo: Haskins é desonesto ao dizer que “Severo abertamente admira e imita líderes de seitas pseudo-protestantes como Joyce Meyer.” Há uma bibliografia de vários livros sobre astrologia de Carvalho. Mesmo assim, Haskins minimiza sua importância e desavergonhadamente nega que Carvalho seja um astrólogo. Há uma única citação, feita pela minha editora (que originalmente é calvinista) usando Meyer, e Haskins a interpreta como uma vasta bibliografia de Julio Severo sobre Meyer.
Assim, na perspectiva pervertida de Haskins, o homem brasileiro com histórico comprovado de bruxaria não é um feiticeiro. Mas o homem evangélico que expôs o feiticeiro é o real feiticeiro. Pode tal atitude ser definida como honestidade?
Haskins tem sido uma falsa testemunha, e a Bíblia é clara que “A testemunha falsa não ficará sem castigo, e aquele que despeja mentiras perecerá.” (Provérbios 19:9 NVI)
Ele gosta de usar abundantemente a Bíblia como um martelo contra os pecados de sua família e líderes cristãos, mas ele não a usa para corrigir seus próprios pecados e os pecados do astrólogo.
Uma bibliografia inteira de Carvalho sobre astrologia e ocultismo não prova nada, de acordo com Haskins. Mas uma única citação de minha editora, sem nenhuma biografia e nenhum único livro ou artigo meu sobre a autora da citação, prova que estou envolvido numa “seita.”
Em várias ligações de Skype no passado, Haskins se queixou muito da alegada injustiça de juízes contra ele e que um juiz o impediu de ver seus filhos depois que sua esposa se separou dele. Haskins via as ações dele como injustas. Contudo, se ele fosse juiz, ele claramente mostra que ele seria desonesto, inocentando o culpado e condenando o inocente.
Em 2011, 2012 e 2013 quando conversei com Haskins por Skype, eu achava que seus ataques de amargura contra pastores e líderes evangélicos estavam desculpados por causa de seu trauma pessoal de ter uma esposa não querendo vê-lo, sua família não querendo vê-lo e seus próprios parentes não querendo vê-lo.
Mas sua amargura avança implacavelmente! É impiedosa. O Haskins de 2011, 2012 e 2013 que chamava os evangélicos de “apóstatas” continua seus ataques de amargura. Sua visão afiada para ver apostasias evangélicas é incapaz de ver quaisquer problemas ocultistas no astrólogo brasileiro que ele escolheu para encabeçar o IIA.
O IIA foi fundado em cima da amargura de Haskins. O IIA é sua ideia, conforme ele contou para mim e outros homens que ele convidou para o IIA.
Haskins parece ter ficado aborrecido com as igrejas evangélicas quando sua ex-igreja evangélica ficou do lado de sua ex-esposa durante sua separação. Haskins sabe que toda a família dele e dela ficaram do lado dela. Agora posso perfeitamente compreender suas razões.
O IIA é um projeto de amargura de um homem amargo.
Haskins seria capaz de transformar as vítimas da Inquisição ou do Holocausto em culpadas e os autores dessas duas instituições em “inocentes.” Pelo menos no caso da Inquisição, Carvalho teve muito êxito nisso em seus comentários prolíficos em português.
Ainda que eu não seja contra Meyer, não há nenhum artigo em meu blog escrito por ela. No entanto, há muitos artigos escritos por Pat Robertson, Scott Lively, Matt Barber e outros a quem Haskins falsamente acusa de serem “apóstatas” e “efeminados.” Haskins me disse que ele não pode frequentar nenhuma igreja em sua cidade, pois elas são “apóstatas.” Então as questões de Haskins não são apenas contra Meyer. São contra também Pat Robertson, Scott Lively, Matt Barber e todas as igrejas protestantes de sua cidade.
Será que Haskins pode ser considerado um evangélico ou protestante ou qualquer título similar? É claro que não. Ele acusa igrejas protestantes, evangélicas, neopentecostais e pentecostais de “apóstatas” porque ele é apóstata. Haskins, que puxa o gatilho com facilidade para rotular “apostasia” em todas as igrejas de sua cidade, é desonesto e altivo demais para ver seu próprio pecado de apostasia.
Minha suspeita acerca das experiências traumáticas de Haskins, além de sua separação, é que ele contatou proeminentes líderes protestantes para ajudá-lo em algum grande projeto de sua mente e eles o rejeitaram. Assim isso explica os ataques amargos, efeminados e não-públicos dele a eles.
Depois que Don Hank introduziu Carvalho para Haskins, houve a apresentação do grande projeto, com Carvalho assegurando que os adeptos brasileiros de sua seita o financiariam (eles financiam qualquer coisa que Carvalho lhes diz), e assim nasceu o IIA.
Hank, que sabia que Haskins queria uma instituição rendosa, evitou membresia no IIA.
Haskins só veio a conhecer Carvalho por meio de Hank, que já tinha promovido Carvalho nos EUA. Como sempre em seus relacionamentos, Haskins acabou discordando de Hank, que agora está na lista negra de Haskins como “não cristão” e “apóstata” junto com Pat Robertson e muitos outros líderes protestantes. Uma discordância forte com Haskins lhe garante tais rótulos e coloca você em sua longa lista de personas non gratas. De forma alguma sou sua última adição. Haverá muitas mais.
Por enquanto, não há nenhuma briga e acusações entre Haskins e Carvalho porque ambos precisam desesperadamente tirar proveito um do outro. Quando as brigas surgirem e ambos perderem sua utilidade mútua, Haskins verá o astrólogo e feiticeiro oportunista e Carvalho verá o protestante apóstata efeminado.
Haskins: A defesa de Severo contra essa revelação vergonhosa é que ele foi no passado associado vagamente ao Dr. Walter Martin, um escritor sobre seitas. Severo aceitaria tal defesa absurda de um seguidor do Rev. Moon? Em sua lógica um policial corrupto deve ser inocentado logo que protestar: “Não posso ser um criminoso. É impossível. Sou a polícia!”
Severo: “Vagamente associado”? O que é isso? Haskins quer dizer que minha associação com o Instituto Cristão de Pesquisas do Brasil como membro de sua junta consultiva e autor de vários artigos em sua revista, inclusive reportagens de capa, não é o suficiente? Só um cargo de presidente do Instituto Cristão de Pesquisas me qualificaria como não “vagamente associado”? Assim se Haskins não é o presidente do Instituto Inter-Americano, os leitores podem interpretar que ele está “vagamente associado” ao IIA? Como é que um leitor pode entender a lógica de “vagamente associado” e outras frases e até o texto inteiro de Haskins?
Haskins: Severo comprovou ser um mentiroso serial, difamador e herético. E a essas virtudes deve-se acrescentar a hipocrisia.
Severo: Isso é difamação pura! Se Haskins realmente acredita no que ele acabou de dizer, por que ele desperdiça seu tempo e o meu tempo me acusando se ele alegadamente tem “compreensão legal” e pode adotar ação legal? Onde está a coragem de Haskins para colocar em ação legal o que ele acabou de dizer?
Haskins que tem acusado todas as igrejas protestantes de sua cidade de serem “apóstatas,” agora me acrescenta à sua lista. Querendo ou não, Haskins se autodescreveu perfeitamente e quer, em suas explosões infantis de raiva, jogar seu próprio rótulo pessoal em outros. Haskins tem sido um mentiroso serial, difamador e herético há anos ao acusar Scott Lively, Mat Staver, Pat Robertson e Mike Heath do que ELE É. Agora ele quer me incluir na sua lista?
Jesus disse: “Por que você repara no cisco que está no olho do seu irmão e não se dá conta da viga que está em seu próprio olho? Como você pode dizer ao seu irmão: ‘Irmão, deixe-me tirar o cisco do seu olho’, se você mesmo não consegue ver a viga que está em seu próprio olho? Hipócrita, tire primeiro a viga do seu olho, e então você verá claramente para tirar o cisco do olho do seu irmão.’” (Lucas 6:41-42 NVI)
Haskins: Já que a Inquisição de Severo de um homem só afirma ter competência para excomungar, e quanto àqueles a quem Severo agora bajula, como Matt Barber e muitos outros que estavam em silêncio ou acobertaram os esquemas homossexualistas e abortistas radicais de Mitt Romney e as mentiras de seus aliados mórmons e “cristãos” — alguns chegando a aceitar quietamente dinheiro deles?
Severo: Então as minhas citações reais de Carvalho defendendo a Inquisição são “mentiras” e “difamação,” mas agora Haskins insiste em que estou promovendo a Inquisição contra Carvalho. Haskins decorou o lema comunista: Acuse-os do que você faz!
Como é que Barber encobriu esses “esquemas”? Esclareça, por favor! Haskins me condenou e me xingou por expor as auto-mentiras e auto-difamações de seu astrólogo-patrão, mas por um longo tempo ele vem mentindo e difamando Barber, Pat Robertson, Mat Staver, Scott Lively e Mike Heath pelas costas, inclusive dizendo que eles e muitos outros protestantes americanos excelentes são “apóstatas” e “efeminados.”
Já que Haskins acrescentou Matt Barber em seu ataque, ele pode nos processar no BarbWire. Se ele acusa que minhas denúncias sobre Carvalho conforme publicadas no BarbWire são “difamações," ele não deveria desperdiçar nenhum tempo. Ele deveria parar de ser efeminado e ir em frente com seu processo.
Por que Carvalho precisa de Haskins para defendê-lo quando Haskins não consegue entender uma única vírgula em português? Carvalho deveria também parar de ser efeminado e ir em frente com um processo, em vez de usar Haskins para me difamar.
Haskins insistiu, várias vezes, que Pat Robertson, Matt Barber, Mat Staver, Scott Lively, Jay Sekulov e Mike Heath são “apóstatas” e “efeminados” e quietamente aceitaram dinheiro do Rev. Moon e outros feiticeiros.
A maior organização midiática de Moon oficialmente me convidou para um cargo de jornalista, e recusei o cargo, ainda que Moon não xingasse os protestantes americanos e não fosse um propagandista radical da Inquisição. Mas logo que Haskins foi informado por mim de que seu astrólogo-patrão fez exatamente tais coisas, o que ele fez? Ele continuou acusando os líderes protestantes americanos e desculpando seu astrólogo-chefe. Haskins está quietamente aceitando dinheiro dele?
Haskins tem um jeito nojento de caluniar os protestantes americanos. Sempre pelas costas. A propósito, provavelmente sou o primeiro brasileiro a entrar em sua lista de vítimas americanas. A grande vantagem é que ninguém nos EUA dá atenção a Haskins, exceto o astrólogo. Então Haskins tem de bajular sua audiência de um único homem. A bajulação inclui mentiras fantásticas como: Carvalho não é um propagandista brasileiro da Inquisição; ele é uma vítima da Inquisição de um homem de Severo!
Haskins abandonou todas as igrejas protestantes porque nenhuma delas quer lhe dar audiência. Infelizmente, com este artigo, estou lhe dando audiência, ainda que negativa.
Haskins puxa o gatilho com facilidade para chamar, por trás das costas deles, Barber e outros de “efeminados.” Mas a efeminação real é sua conduta de atacá-los pelas costas.
Será que tais acusações de efeminação não estão escondendo as inseguranças de Haskins com relação à sua própria masculinidade?
Será que suas acusações de apostasia com relação a todas as outras pessoas são um sinal de suas próprias apostasias?
Como é que posso excomungar alguém se não tenho nenhuma seita? Carvalho tem uma seita esotérica política e ele é um líder de seita, com um histórico vasto de esoterismo para provar isso. Qualquer indivíduo que discorde de suas opiniões radicais é excomungado de sua seita. No entanto, Haskins está me acusando do que seu astrólogo-patrão faz! Ele realmente decorou o lema comunista: Acuse-os do que você faz!
Haskins: Severo sabe há anos que autoproclamados líderes “conservadores cristãos,” vergonhosamente bajulados por Severo, cometeram os ultrajes acima. Por que ele imediatamente não sentiu uma indignação ardente e usou sua operação privada de Inquisição para expor esses hipócritas e mercenários, cujas traições enviam inúmeros bebês para a Planned Parenthood, e entregam mais crianças para adoção de homossexuais? Quase uma década se passou e Severo continua a bajular muitos falsos cristãos que prejudicaram permanentemente os EUA e o mundo.
Severo: Por “Severo sabe há anos que autoproclamados líderes ‘conservadores cristãos’” Haskins quer dizer que há anos escuto dele, pessoalmente por Skype, acusações contra Pat Robertson, Matt Barber, Mat Staver, Scott Lively, Jay Sekulov e Mike Heath de serem “apóstatas” e “efeminados” e quietamente aceitarem dinheiro do Rev. Moon. Sim, ouvi por vários anos e várias horas.
Minha conclusão após anos de tal experiência? O acusador é o que ele diz: Ele é efeminado, apóstata e está quietamente aceitando dinheiro. Haskins está acusando outros de sua própria realidade.
Por que Haskins nunca escreveu um artigo claramente e publicamente acusando Matt Barber, Pat Robertson, Scott Lively, Mat Staver e Mike Heath de “efeminados”? Em sua própria efeminação, ele tem medo de ser processado por eles?
Se eu tivesse tal efeminação (como Haskins me acusa), eu me queixaria de Carvalho por trás das costas dele, exatamente como Haskins faz com relação a proeminentes líderes protestantes dos EUA, e eu não exporia em inglês a conduta suja dele em português. Se Haskisn e Carvalho insistem em que meus artigos públicos sobre Carvalho são “difamação,” há tribunais americanos, e eu repito: Prestem queixa na delegacia! Parem de se portar como efeminados que difamam e causam suas vítimas de difamação.
Se eu tivesse medo de expor indivíduos por sua conduta maligna, eu nunca criticaria Obama (venho fazendo isso desde 2008). Ainda que eu nunca tivesse sido processado pelo governo de Obama, há sinais de que meu blog estava sob monitoração do governo de Obama.
Não entendo por que, por trás de suas costas, Haskins insiste em chamar Matt Barber, Pat Robertson, Scott Lively, Mat Staver e Mike Heath de “autoproclamados líderes ‘conservadores cristãos.’” Ele faz isso há um longo tempo. Desde que comecei a conversar com ele em 2011, ele insistia nesse discurso. Tive muita paciência com ele (como muitos outros pastores evangélicos tiveram paciência com ele) porque sua esposa o havia deixado e o juiz o baniu de ver seus filhos. (A esta altura, não é difícil entender a razão do juiz.) Tive pena dele. Mas cinco longos anos passaram, e ele deveria ter prevalecido sobre sua amargura contra todos e contra tudo.
Sua amargura o levou a ver sentimentos de Inquisição em mim e sentimentos de não-Inquisição em Carvalho, que é publicamente um apoiador da Inquisição — só em português, nunca em inglês! Temo que se Haskins se encontrar com judeus que foram vítimas do Holocausto ele verá sentimentos de Holocausto neles e não verá sentimentos de Holocausto nos nazistas!
Mesmo com a multidão dos comentários pró-Inquisição de Carvalho, Haskins tenta transformar minha postura contra a Inquisição numa imaginária “operação privada de Inquisição” contra um defensor real da Inquisição! O primeiro indivíduo ao qual informei em 2013 acerca das posturas radicais pró-Inquisição de Carvalho foi Haskins. Ele não pode se queixar de que foi enganado, pois lhe dei os links das opiniões de Carvalho sobre a Inquisição. Se, como ele confessou recentemente, ele não tem dificuldade de ler Carvalho em português com a assistência do Google Translate, seria infantil achar que ele não sabia como usar o Google Translate em 2013.
Haskins acumulou uma raiva insana contra bons evangélicos, e essa é a mesma raiva antiga explodindo agora contra mim. Ele tem sido hipócrita por tratar bons evangélicos americanos como “apóstatas” e por tratar um ocultista brasileiro como cristão real.
Sua condição séria prova que só um homem muito perturbado poderia trabalhar para promover Carvalho nos EUA e recrutar evangélicos para o IIA.
Se os evangélicos são “apóstatas,” por que Haskins trabalha com tanto sacrifício para recrutá-los?
Haskins: Depende dos motivos de Severo, os quais zombam de seu fingido ativismo de princípios “cristãos.”
Severo: Quais são os reais motivos para defender tanto Carvalho, a quem ele escolheu para encabeçar o IIA?
Haskins: Por alguns anos Olavo ajudou Severo dirigindo sua imensa audiência a enviar dinheiro para apoiá-lo, e publicando seus artigos no site popular de Olavo ao lado de escritores muito mais qualificados.
Severo: Por mais de dez anos (mais de uma década inteira!), dirigi a audiência evangélica no Brasil para o site de Carvalho, Mídia Sem Máscara, que uma década atrás tinha um tráfico de 8.000 visitantes por dia, com a assistência de muitos colunistas. Meu blog sozinho, sem nenhuma equipe de colunistas, produzia 2.000 visitantes por dia. Se o site de Carvalho tinha escritores bem mais qualificados do que eu, como Haskins acusa, então cada um desses “escritores bem mais qualificados” teria tido um tráfico muito mais elevado do que o meu, produzindo para eles uns 8.000 visitantes por dia. O resultado total, acrescido pelo prestígio cósmico de Carvalho, produziria 100.000 visitantes por dia. Mas eram só 8.000 visitantes por dia para o Mídia Sem Máscara, conforme me disse seu próprio diretor.
Naquele tempo, eu era o único colunista evangélico no Mídia Sem Máscara. Nunca pedi para escrever no site dele nem para ser colunista. Fui convidado. Se o site de Carvalho era tão popular, por que ele precisava de mim? Se seu site era tão popular, por que a Frente Parlamentar Evangélica (com quase 100 parlamentares), onde eu era um conselheiro espiritual, não sabia nada de Carvalho? Por que a Frente Parlamentar Evangélica precisava de meu encorajamento persistente, por email e pessoalmente, para convencer a todos eles a visitar diariamente o site de Carvalho?
Se o site de Carvalho era tão popular, por que dias atrás uma proeminente pastora no Brasil me disse que ela e uma vasta rede de pastores evangélicos no Brasil só vieram a conhecer Carvalho por meio de mim? Ela me disse que se agora Carvalho está promovendo uma Nova Era direitista entre evangélicos, eu sou o responsável.
Se o site de Carvalho tinha escritores muito mais qualificados do que eu, por que me convidou? Haskins conhecia esses escritores? O que é muito evidente é que alguns membros americanos do Instituto Inter-Americano aos quais Haskins recrutou (conforme ele confessou num email) são muito mais famosos do que Carvalho, que precisa deles desesperadamente. Ainda que Carvalho esteja vivendo como um imigrante brasileiro autoexilado nos Estados Unidos há mais de 12 anos, ele nunca alcançou nenhum sucesso nos EUA por seus próprios méritos. Até mesmo a estreia de seu filme recente em inglês neste ano não teve nenhum impacto entre americanos, conservadores ou não. Sua única esperança de alguma proeminência futura possível nos EUA são membros do IIA que são mais famosos do que ele. Eles estão sendo usados por ele e seu recrutador principal, Haskins.
Ainda que o site de Carvalho recebesse patrocínio financeiro (e seus documentos fiscais podem mostrar isso) de lojas brasileiras, trabalhei como colunista de graça — sempre. Isto é, escrevi para o site dele sem receber um único pagamento — por mais de uma década inteira.
Quando precisei de apoio, Carvalho voluntariamente ajudou — exatamente como pastores, inclusive alguns dos EUA, também ajudaram. Nenhum deles tinha qualquer conexão com Carvalho. E nenhum deles me disse: “Agora que lhe dei uma oferta, você é meu escravo e você é obrigado a me defender mesmo que eu aparecer com a ideia lunática de que a Inquisição trouxe direitos humanos!”
Isso não aconteceu com relação a eles. Aconteceu com relação a Carvalho! Haskins faz parecer como se toda oferta para mim automaticamente me coloque sob uma obrigação contratual de não contestar os ofertantes se eles aparecerem com a defesa do Holocausto ou da Inquisição. Olha, posso assegurar que se algum ofertante introduzisse tal contrato para eu assinar, eu com alegria renunciaria à contribuição.
Duvido que até Haskins estaria disposto a receber contribuições sob tal obrigação contratual. Mas nunca assinei nenhum contrato. Então não estou sob nenhuma obrigação de apoiar a defesa da Inquisição de ninguém.
Deus pode usar criaturas estranhas para nos apoiar. Ele usou faraó para “patrocinar” Moisés quando ele era bebê, criança, adolescente e jovem adulto. Mais tarde, Deus usou Moisés para confrontar seu ex-patrocinador. Ainda que Carvalho nunca tenha me patrocinado como bebê, criança, adolescente e jovem adulto, tenho de confrontá-lo sobre sua defesa da Inquisição.
Carvalho se conduziu muito bem como faraó. Num minuto, ele estava me “patrocinando,” um colunista que trabalhava para ele de graça, e no próximo minuto, ele estava me perseguindo por causa da Inquisição como faraó perseguiu os filhos de Israel.
Por que, antes de 2013, Carvalho não era tão estridente e fanático sobre a Inquisição? Ele sabe que eu estava privadamente questionando suas defesas esporádicas da Inquisição e tenho emails privados para provar isso. Quando sua estridência aumentou num ritmo louco, minha única escolha foi de forma pública e polida refutar sua nova defesa estridente da Inquisição em 2013.
Haskins: Outra questão evidente vem à mente: se (como Severo falsamente afirma) Olavo acredita que a homossexualidade é aceitável, por que Olavo publicou tantos dos artigos de Severo, que são em grande parte “denúncias” contra o movimento homossexual? Essa acusação falsa me faz lembrar dos fariseus acusando Jesus de expulsar demônios pelo poder de Belzebu. Jesus respondeu: “Uma casa dividida contra si mesma não pode ficar de pé.” Então Olavo é mentalmente retardado que numa questão importante ele publicou opiniões tão contrárias às suas? Ou Severo é um manipulador e mentiroso, como os ativistas homossexuais e os fariseus?
Severo: Haskins disse: “Ou Severo é um manipulador e mentiroso, como os ativistas homossexuais e os fariseus?” Haskins deveria parar de seguir o lema comunista: Acuse-os do que você é!
Em particular, Carvalho já mantinha a opinião de que a homossexualidade é natural. Tenho mensagens de seu grupo privado para provar isso. Em 2003 o site de Carvalho pediu um exemplar do meu livro “O Movimento Homossexual,” que lida com a homossexualidade a partir de uma cosmovisão cristã e evangélica. Ainda que os colunistas no site dele promovessem seus livros no site dele, Carvalho não aprovou meu livro, pois ele discordou dele. Meu livro foi publicado pela Editora Betânia, uma proeminente editora evangélica. Meu livro explica que a conduta homossexual é pecado.
Carvalho teve comunicação com vários escritores conservadores americanos no assunto da homossexualidade em 2012. Eu estava incluído nessa comunicação e tenho sua cópia. Ele confirmou sua postura de que a homossexualidade é natural. Ele se opõe à tirania homossexual e heterossexual, isto é, homossexuais impondo a homossexualidade em heterossexuais e vice-versa. Por isso, ele pôde manter meus artigos contra a tirania homossexual e tolerou outros pontos — porque ele precisava de mim atraindo os evangélicos para seu site, para explorar, como você diria, minha utilidade. Mas sua opinião é que a homossexualidade é natural. A esta altura, há artigos públicos escritos por ele sobre essa perspectiva pervertida. Ele foi abertamente refutado por um psicólogo católico e um padre católico no Brasil que escreveram artigos mostrando que a homossexualidade não é natural.
Haskins: Severo se beneficiou da mídia de Olavo e sua bondade pessoal por anos. Agora Severo quer que as pessoas excomunguem Olavo, supostamente na base de princípio. Ele começou a atacar Olavo só depois que ele ficou ofendido com ele. “Não existe maior fúria do que uma mulher zombada,” escreveu Shakespeare. E isso toca no espetáculo desajeitado e óbvio da efeminação de Severo, cujo estilo imita a falsa percepção de Cristo com andrógino. Mas talvez devamos deixar essa situação complexa para outro dia.
Severo: Isso é extrema amargura e difamação. Faz o escritor parecer incapaz de criticar de forma objetiva com base em fatos. A carta toda é verborrágica demais e há uma tentativa de usar termos raros e técnicos a fim de deslumbrar em vez de convencer. Isso é realmente má escrita.
Haskins disse: “Severo se beneficiou da mídia de Olavo e sua bondade pessoal por anos.” Isso parece sugerir que no tempo que escrevi para o site de Carvalho (mais de uma década, de 2003 a 2014), recebi um salário mensal. Isso é verdade? Trabalhei para Carvalho mais anos do que os poucos anos que ele enviou contribuições.
Haskins poderia ter acusado Moisés e os filhos de Israel: “Vocês se beneficiaram da mídia de faraó e sua bondade pessoal por décadas! Vocês não têm nenhum direito de expor ou confrontar faraó!”
Se os “benefícios” de Carvalho fossem tão importantes para mim, eu faria exatamente o que Haskins está fazendo: Eu ficaria com a boca fechada e não faria objeção a nenhuma postura radical de Carvalho para continuar recebendo os “benefícios.” Eu nunca faria objeção à defesa que ele faz do revisionismo da Inquisição. Só porque Haskins está se vendendo e traindo outros por benefícios, isso não significa que eu deveria imitá-lo.
A Bíblia diz que o amor ao dinheiro é a raiz de todos os males. Quando um cristão verdadeiro vê alguém, até mesmo um ex-patrocinador, defendendo o mal (a defesa da Inquisição e seu revisionismo é tão mal puro quanto é a defesa do Holocausto e seu revisionismo), ele expõe e confronta o autor do mal. Em contraste, quando um amante de dinheiro vê um patrocinador defendendo o mal, ele fecha a boca. Amor ao dinheiro também envolve a aceitação quieta de dinheiro e uma atitude silenciosa e indiferente quando a conduta correta é expor o mal.
Há só dois tipos de cristãos que promovem Carvalho:
1. Cristãos que não conhecem seu vasto histórico ocultista e lábia que usa a política para acobertar suas segundas intenções.
2. Cristãos que apostataram de suas igrejas. Esse é o caso de Haskins, que faz anos que abandonou sua igreja e hoje não frequenta nenhuma igreja.
A opção número 1 foi meu próprio caso por muitos anos. Mas agora pelo menos eu posso usar minha experiência bem ruim para alertar muitos outros cristãos nessa mesma situação difícil.
Haskins só está repetindo que eu me beneficiei sem mencionar que Carvalho se beneficiou de todos os meus poderosos contatos na mídia evangélica no Brasil, inclusive a poderosa Frente Parlamentar Evangélica no Congresso Nacional.
Até Haskins se beneficiou do meu trabalho. Anos atrás, ele insistiu muito comigo para que seu artigo mais proeminente fosse traduzido para o português, e pedi a um de meus ex-colaboradores que fizesse isso. Aqui está a tradução, publicada no meu blog em 2011. Ainda que ele seja um defensor de Carvalho, seu patrão nunca se importou de traduzi-lo. Traduzi também a reportagem do WND sobre Carvallho sendo “ameaçado” pelo FBI.
Portanto, se Haskins insistiu tanto para se fazer a tradução, ele quer maior holofote para seus artigos. Por que ele não está conseguindo nenhum holofote para seus artigos e seu nome em inglês? Os americanos concluíram que Haskins não merece ser levado a sério?
Então, pelo fato de que minha foto tem semelhança com Cristo, Haskins acha que ele pode me chamar de “andrógino” e “efeminado”? Não podem me culpar se as pessoas escolhem ver minha foto pessoal como se parecendo com Cristo, mas o que Haskins diria do Cristo original? “Você é um Messias ‘andrógino’ e ‘efeminado’?
Pelo fato de que Haskins tem sido repetitivo em suas acusações, repetirei minha resposta: Efeminação é difamar e acusar as pessoas pelas costas.
Eu tolerei suas difamações contra os evangélicos americanos nas costas deles porque a mente dele estava doente de amargura por causa de sua separação e tive pena dele porque ele havia sido proibido pelos tribunais de ver seus filhos. A esta altura, ele deveria estar curado. Mas sua doença mental piorou.
A verdadeira efeminação é acusar pelas costas. Isso eu não estou fazendo. Cada auto-difamação de Carvalho que publiquei e disponibilizei é uma evidência de que tenho coragem de homem de tornar público em inglês as mesmas coisas nojentas que Carvalho torna público em português.
No entanto, ainda que Haskins tenha, por muitos anos, acusações contra excelentes líderes evangélicos dos EUA, ele as repete só em privado. Isso é conduta de homem?
Haskins disse: “Agora Severo quer que as pessoas excomunguem Olavo.”
Não tenho cargo de bispo na Igreja Católica para excomungar ninguém. Como Haskins espera que eu excomungue Carvalho se não sou católico? Só um bispo católico pode tomar essa decisão. Até onde sei, Carvalho não tem amigos entre os bispos católicos!
Haskins: Mas isso, entre outras coisas, permanece: Por que Severo se associou com Carvalho e seu trabalho enquanto lhe conferiu benefícios para seu prestígio e seu bolso?
Severo: Num sinal de boa vontade para promover a cultura da vida, me associei com muitos católicos, com os quais discordava em pontos doutrinários. Minha associação com eles foi na base de princípios pró-família e pró-vida. Minha associação com Carvalho não foi exclusiva ou diferente: foi nessa mesma base. Quando o site dele, sob a direção dele, me convidou para ser colunista, ele não tinha nenhum prestígio entre os evangélicos no Brasil. Eu tinha. Antes de Carvalho me convidar, eu já tinha sido entrevistado por grandes revistas evangélicas no Brasil. Procure revistas evangélicas entrevistando Carvalho antes de 2002, quando tive o primeiro contato com ele. Não houve nenhuma tal entrevista. Procure revistas evangélicas entrevistando Julio Severo antes de 2002. Há várias entrevistas, inclusive na Revista Show da Fé, Eclesia, Enfoque Gospel, Defesa da Fé, etc. Conferi a Carvalho meu próprio prestígio entre evangélicos. Como colunista voluntário em seu site por mais de dez anos, eu não podia me queixar de que eu não estava sendo pago, pois escolhi doar meu trabalho para ele. E ele não pode se queixar se ele também voluntariamente escolheu doar para mim. Isso é muito claro para pessoas inteligentes.
Fato: Carvalho me convidou por causa do meu prestígio entre evangélicos.
Fato: Carvalho usou meu trabalho grátis por mais de dez anos.
Fato: Carvalho construiu um nome para si entre os evangélicos às minhas custas. Se ele tem hoje algum prestígio entre evangélicos brasileiros, não é por causa de seus próprios esforços e méritos. É porque ele me usou para alcançar seus propósitos. É por causa dos meus méritos.
Fato: Fui um excelente investimento para Carvalho avançar sua agenda ocultista política entre os evangélicos.
Fato: A instituição evangélica política brasileira mais poderosa, a Frente Parlamentar Evangélica, me tinha como seu conselheiro espiritual porque eu era um escritor com um livro publicado numa grande editora evangélica. Nessa posição, fiz propaganda do site de Carvalho entre esses grandes líderes. Quanto você pagaria por tal propaganda? Fiz tudo de graça.
Fato: Quando Carvalho me xingou desde 2013 porque não aceitei sua postura pró-Inquisição radical, ele abusou de mim e de minha boa vontade. Ele abusou de meu serviço gratuito de propaganda para ele.
Lição: Nunca tente usar um evangélico de verdade para servir aos planos de Satanás. Deus usará o evangélico para estragar os planos de Satanás e seus asseclas.
Se o prestígio de Carvalho é tão grande como indicado por Haskins, seu filme em inglês, o qual estreou em julho de 2017 em Nova Iorque, teria atraído o público americano. Não atraiu. O público americano não foi vê-lo. Aliás, nenhum membro do IIA foi vê-lo. Até Haskins não foi vê-lo.
Nenhum membro do IIA colocou seu nome para recomendar o filme de Carvalho. Eles fizeram muito bem, pois, como expus, há elementos de Nova Era nele.
Talvez os membros do IIA quisessem que o filme fizesse sucesso pelo poder puro da reputação de Carvalho. Não fez nenhum sucesso nos EUA.
Carvalho tem vivido 12 anos nos Estados Unidos, e seu nome não é atacado pela esquerda americana. Até no Brasil, onde ele e os adeptos de sua seita dizem que ele é a maior ameaça à esquerda, os evangélicos brasileiros são reconhecidos como essa ameaça, conforme reportagem da revista The Nation em sua edição de agosto.
A esquerda brasileira e a esquerda americana publicamente reconhecem que os evangélicos, principalmente os neopentecostais, são a maior ameaça à agenda marxista. Leia este artigo: Em meio à crise no Brasil, evangélicos destacam-se como a principal força conservadora.
Julio Severo, que, de acordo com Haskins, depende do prestígio de Carvalho, tem tido seu nome na lista negra há vários anos em sites e revistas esquerdistas dos EUA.
O Observatório da Direita, da entidade esquerdista People for the American Way, me colocou na lista negra há anos. Eis meu nome em sua lista negra oficial. Busque, por favor, o nome de Carvalho ali. Não, o nome dele nunca esteve na lista negra do Observatório da Direita.
The Advocate, a revista homosexual mais proeminente do mundo, tem me atacado em várias reportagens. Busque, por favor, se o nome de Carvalho tem sido também atacado.
Até mesmo a CNN atacou recentemente um dos meus artigos. Onde está Carvalho e seus alegado prestígio na guerra cultural? Mesmo se a CNN ou outra mídia esquerdista americana reparar agora que existe um imigrante brasileiro autoexilado nos EUA que dirige um instituto cujo objetivo é na verdade combater qualquer um que discorde de Carvalho, por que ele, com seu prestígio, não foi notado muito tempo antes?
Muitas outras revistas e sites têm me atacado. Procure, por favor, o nome de Carvalho em qualquer publicação esquerdista dos EUA, já que ele é tão prestigioso que Haskins o escolheu para encabeçar o IIA e recrutar evangélicos ingênuos para esse buraco de sua eterna amargura pessoal.
Alegadamente, estou sob ataque nos EUA porque, nas palavras de Haskins, Carvalho me deu prestígio nos EUA. Haskins pode alegar também que se os evangélicos brasileiros têm há décadas sido a principal ameaça à esquerda é porque Carvalho lhes deu prestígio.
Se Carvalho tem tanto prestígio nos EUA, por que Haskins trabalha com tanto empenho para recrutar americanos para o IIA? Será que o prestígio dele não pode atrair e recrutar americanos pelo poder puro de seus próprios méritos e fama?
Se Carvalho tem tanto prestígio nos EUA, por que ele precisa do prestígio e reputação de americanos recrutados por Haskins para dar a Carvalho prestígio e reputação nos EUA?
Se Carvalho tem tanto prestígio nos EUA, por que ele precisa de Haskins, um homem sem prestígio nos EUA, para dar a Carvalho prestígio e reputação nos EUA?
Talvez, na ilusão de “prestígio,” Haskins recomendou que Carvalho postasse suas críticas injuriosas contra mim no Facebook de Carvalho, pois a seita dele tem muitos adeptos no Brasil. Mesmo assim, pude verificar que muitas curtidas e compartilhamentos no post de Haskins no Facebook de Carvalho são meramente robôs. Quando você examina os autores dessas curtidas e compartilhamentos, a maioria deles não tem amigos e histórico. São perfis fantasmas, com atividade robótica e vaga, sem interatividade.
Se algum dia o IIA e Carvalho alcançarem algum sucesso nos EUA, jornalistas investigadores investigarão os métodos de Carvalho de simular roboticamente que seus posts nojentos defendendo palavrões e a Inquisição são populares — entre uma massa de perfis em grande parte desconhecidos e suspeitos.
Talvez Haskins devesse aconselhar Carvalho a pagar sites esquerdistas nos EUA a colocá-lo em listas negras. Assim, enfim, depois de 12 longos anos, Haskins poderia dizer: “Carvalho tem prestígio nos EUA!”
Carvalho tem dinheiro para fazer isso. Tem sido noticiado na imprensa brasileira que ele recebeu muito dinheiro do dono de uma empreiteira brasileira para comprar sua casa nos Estados Unidos. A empreiteira está sendo investigada por corrupção no Brasil.
Em 2015 apresentei um desafio público, e Carvalho não respondeu. Meu desafio é que uma comissão de investigadores internacionais examine nossas contas bancárias (minha e de Carvalho) para revelar ao mundo nossas fontes financeiras.
Já que o Haskins amargurado está trabalhando com tanto empenho para recrutar evangélicos “apóstatas” para o IIA, ele deveria também ser incluído nesse desafio. O público americano merece saber se o trabalho duro dele é gratuito.
Vamos abrir nossos registros financeiros. Vamos deixar que tal comissão nos investigue.
Só desse jeito todos saberão quem está realmente sendo pago para mentir.
Haskins: Pelo fato de que conheço Julio Severo pessoalmente bem demais, conheço a resposta: Julio é um dos muitos narcisistas religiosos que se autopromovem, do tipo que trafegam no ocultismo da bruxaria pseudo-pentecostal e pseudo-espiritualidade efeminada. E por ter avisado outros, agora aguentarei sua indignação de novo. “Nenhuma fúria é…”
Severo: Para Haskins, minhas experiências espirituais são “ocultismo da bruxaria pseudo-pentecostal” e as experiências astrológicas e ocultistas de Carvalho são “cristianismo verdadeiro.” Para Haskins, meus alertas públicos são “pseudo-espiritualidade efeminada” e os ataques dele contra líderes cristãos americanos por trás das costas deles são espiritualidade de macho! Só o escravo de um bruxo teria tais pensamentos.
Haskins só pode ver um ocultista brasileiro como sua última esperança de relacionamento porque sua vida é um rastro de relacionamentos despedaçados com outros cristãos.
Conheço Haskins pessoalmente muito bem. Às vezes escutei a ele e suas queixas pessoais durante horas e horas. Constantes queixas de sua família, sua esposa “insubmissa,” os pastores “apóstatas” dos EUA, etc. Ele é muito perturbado e amargo. Carvalho o tem explorado em sua condição perturbada e amarga e vem usando as habilidades de recrutamento de Haskins para sua própria vantagem.
A amargura de Haskins é eterna. Já existia anos atrás, enquanto eu, sem êxito, tentei ajudá-lo. Muitos outros pastores tentaram ajudá-lo. Sua amargura parece incurável. Assim em sua mente amarga e pervertida o evangélico Severo é o ocultista e Carvalho, com seu longo histórico ocultista, não é ocultista.
Efeminação é a covardia dele de confrontar Carvalho. Efeminação é a covardia de Carvalho de dizer em inglês as coisas nojentas que ele diz em português.
Haskins é espalhafatoso e presunçoso para acusar líderes evangélicos americanos de “efeminação,” sempre pelas costas deles, mas ele mesmo é efeminado com relação a Carvalho. Em 2013, quando apresentei a ele a postura polêmica de Carvalho sobre a Inquisição, Haskins me enviou material e comparou a Inquisição à Planned Parenthood, a maior rede de clínicas de aborto dos EUA. Mas ele pediu que eu não mencionasse seu nome. Eis o artigo: http://juliosevero.blogspot.com/2013/10/um-ativista-pro-vida-pode-defender.html
Meu artigo sobre a Inquisição não tinha o nome de Haskins porque ele era efeminado demais para confrontar Carvalho nessa importante questão. Tão “corajoso” atacar Pat Robertson e tão efeminado para confrontar um líder de seita!
Haskins é espalhafatoso e presunçoso para acusar líderes evangélicos americanos de “apóstatas,” sempre pelas costas deles, mas ele mesmo tem sido um apóstata por aceitar Carvalho como um cristão de verdade.
Haskins é espalhafatoso e presunçoso para acusar líderes evangélicos americanos de “quietamente aceitarem dinheiro do Rev. Moon,” sempre pelas costas deles, mas ele mesmo está sob a suspeita de quietamente aceitar dinheiro de Carvalho, sem mencionar que Carvalho está sob a suspeita de quietamente aceitar dinheiro de indivíduos corruptos e adeptos cegos de sua seita esotérica no Brasil.
Haskins: Então, agora temos um inventário completo: múltiplos exemplos de mentiras, difamação, heresias contra Cristo, hipocrisia grosseira, acrescidos pela indisposição de abjurar. Correto, Julio?
Severo: Haskins acabou de fazer outra autodescrição, com ataque infantil de raiva. Quanto a uma indisposição de abjurar, não vivo na Europa católica da Idade Média. Não vivo sob a ameaça de tortura e morte da Inquisição. Abjurar só porque traduzi os palavrões, auto-mentiras e auto-difamações de Carvalho? Abjurar só porque Carvalho é efeminado demais e Haskins é efeminado demais para mostrar em inglês as coisas nojentas que Carvalho diz em português? De forma alguma! Só porque Haskins, que me ajudou a escrever um artigo contra a Inquisição, abjurou para Carvalho, isso não significa que seguirei sua decisão servil e efeminada.
Por expor os absurdos de Carvalho, ele me difama de “psicopata, criminoso, vigarista e cafajeste,” Haskins defende suas difamações e, no estilo comunista agravado por seus habituais ataques infantis de raiva contra Pat Robertson, me acusa do que ele e seu astrólogo-patrão fazem.
Os ataques infantis de raiva de Haskins fazem meus artigos parecerem como “difamações” muito sérias contra um Carvalho que o público americano não conhece. Se minhas “difamações” são tão sérias como Haskins diz, o que ele está esperando? Ele e Carvalho deveriam me processar e deixar os tribunais americanos julgarem minhas “difamações” e suas queixas. Há juízes sensatos nos EUA, e esperançosamente eles poderiam resolver essas questões bem rápido.
O pomposo título de Haskins no IIA “Membro Sênior de Compreensão Pública da Lei” é uma grande piada! Nenhum verdadeiro especialista legal produziria tal texto mal-escrito e verborrágico com acusações frívolas, efeminadas e sem base. Só pessoas sem experiência legal fazem isso. Um verdadeiro especialista legal adota ação e não perde tem com palavras vazias.
A propósito, existe algum líder evangélico proeminente nos EUA não rotulado de “efeminado” e “apóstata” por Haskins?
É claro que para Haskins o astrólogo-patrão não é “efeminado” ou “apóstata” e ele não aceita quietamente dinheiro.
As acusações de Haskins contra mim são publicadas aqui como originalmente postadas por Olavo de Carvalho em seu Facebook pessoal. As acusações foram assinadas por John Haskins com o pomposo título de “Membro Sênior de Compreensão Pública da Lei, Propaganda e Revolução Cultural,” Instituto Inter-Americano.
Com este artigo, espero que o público possa adquirir alguma medida de entendimento de que sob um astrólogo brasileiro, Haskins criou o Instituto Inter-Americano que ele espera algum dia faça uma propaganda para realizar uma “revolução cultural” nos Estados Unidos.
Jesus disse que a boca fala da abundância do coração. As muitas palavras de Haskins esguichadas publicamente aqui são mais do que absurdo. Oferecem um vislumbre exclusivo de seu coração e o coração do IIA.
A revolução de Haskins, se a torrente de difamações lunáticas e sem base dele e confirmadas por Carvalho em seu Facebook são um sinal de suas intenções reais, parece acabar envolvendo:
1. Difamar proeminente evangélicos americanos de “apóstatas,” “efeminados” e até mesmo “ocultistas,” sem mencionar subornados.
2. Higienizar os palavrões, que são uma conduta prolífica diária de Carvalho em português, entre conservadores americanos.
3. Higienizar os horrores da Inquisição, exatamente como Carvalho vem fazendo em português.
4. Enganar e explorar evangélicos americanos para o benefício da imagem de Carvalho nos EUA.
5. Higienizar o histórico ocultista e influências e ativismo esotérico político do diretor do IIA, retratando-o como um não-astrólogo e não-ocultista.
6. Usar a reputação de membros proeminentes do IIA para o benefício do diretor do IIA, o qual precisa alcançar proeminência nos EUA, às custas dos outros.
7. Sabotar qualquer expressão verdadeira de conservadorismo cristão e retratar uma ideologia ocultista política como ideologia cristã.
A pergunta é: Carvalho e Haskins são efeminados demais para implementar em inglês esses objetivos, que vêm sendo implementados em português?
Ambos não podem se queixar, de novo, das minhas denúncias, pois ambos têm compreensão legal e não precisam desperdiçar meu tempo e o tempo deles com infinitas acusações efeminadas sem base: Eles podem prestar queixa na polícia. Eles podem processar. Mas eles nunca farão isso porque ambos sabem que nenhum tribunal americano levará a sério suas acusações loucas.
Leitura recomendada:
Postar um comentário