21 de outubro de 2017

“Mulher” transgênero comete violência sexual contra menina de 10 anos no banheiro


“Mulher” transgênero comete violência sexual contra menina de 10 anos no banheiro

“Amigo da família” condenado por tocar e penetrar menina

(Fox News) Uma mulher transgênero de Wyoming foi condenada na quinta-feira por agressão sexual contra uma menina de 10 anos dentro de um banheiro.
Michelle Martinez
Michelle Martinez, [um homem] que era conhecido como Miguel Martinez antes de se identificar como mulher, foi condenado por abuso sexual de primeiro e segundo grau contra um menor de idade e pode enfrentar sentença de até 70 anos de cadeia.
O jornal Billings Gazette noticiou que Martinez, que era amigo da família, convidou a menina para ir ao banheiro em 23 de março. Ali ele tocou os seios e órgãos sexuais dela e a penetrou. A menina contou para sua mãe imediatamente depois da agressão que então relatou para a polícia.
Traduzido por Julio Severo do original em inglês do WND (WorldNetDaily): Transgender 'woman' sexually assaults girl, 10, in bathroom
Leitura recomendada:

4 comentários :

  1. Júlio como está a questão da utilização de banheiros nos EUA? Varia por Estado?

    ResponderExcluir
  2. como citou Malafaia essa questão de diversidade de gênero e transgenero da agenda lgbt é apenas uma porta para a pedofilia.

    ResponderExcluir
  3. Adi, se vc tivesse lido o artigo completo, vc teria visto a fonte sem a menor dificuldade.

    ResponderExcluir

Esta seção é moderada conforme opção democrática do Blogger para limitar excessos e outros tipos de interferência na interação do público com este blog. Portanto, todas as opiniões, comentários e textos estão sujeitos à avaliação do moderador. Manifestações insensatas, tolas, ridículas e desrespeitosas não são bem-vindas neste blog. Opiniões sensatas são mais que bem-vindas. Aos que querem fazer cobranças neste espaço, é imprescindível a apresentação do perfil oficial. O moderador se reserva o direito de publicar ou não comentários de questionadores anônimos, sem nenhuma identificação válida e verificável.