19 de agosto de 2017

Pregação de Silas Malafaia na ExpoCristã em SP fala verdades nuas e cruas na presença de Doria e Alckmin


Pregação de Silas Malafaia na ExpoCristã em SP fala verdades nuas e cruas na presença de Doria e Alckmin

Julio Severo
É dever do cristão dar testemunho em todos os espaços. É exatamente isso o que o Pr. Silas Malafaia fez na ExpoCristã na cidade de São Paulo em 17 de agosto de 2017.
Sua mensagem enfatizou oração pelas autoridades e pela cidade, estado e nação, citando a passagem bíblica que diz: “Oreis pela paz da cidade porque na sua paz vós tereis paz.” Ele acrescentou: “Não é a polícia, não é o governo federal, não é o Exército, não é a Aeronáutica. O poder da oração do povo de Deus muda a cidade e o Estado.”
O vídeo da pregação de Malafaia está neste link.
A intercessão é, de longe, a necessidade mais urgente de um país. Nesse sentido, Malafaia tocou no ponto certo e prioritário.
Virando-se para o prefeito João Dória e o governador Geraldo Alckmin, que estavam presentes no culto da ExpoCristã, Malafaia disse que tanto o governador quanto o prefeito podem ter certeza de que receberão orações, frisando: “Se tem um povo que intercede pelas autoridades é o povo de Deus. Agora, na hora da eleição somos cidadãos e não negociamos princípios.”
“Quem quiser seguir seu caminho e quiser fazer graça para o politicamente correto, segue aí. Vai embora,” disse Malafaia bem aos ouvidos de Dória e Alckmin, “porque o politicamente correto é apoiar o aborto, o ‘casamento’ gay e ideologia de gênero e liberação de drogas.”
Ele deixou claro que os evangélicos não vão seguir os políticos politicamente corretos de jeito nenhum.
Por último, ele sugeriu como alvo de oração que o candidato presidenciável adequado precisa de três qualidades essenciais: competência política, competência administrativa e integridade.
Leitura recomendada:

7 comentários :

JEAN CESAR ALVES PAIVA disse...

Na contra mão de João Dória, o presidenciável Jair Bolsonaro tem um vínculo de parceria com Israel, chegando a visitar a nação santa, interagindo com essa e deixando claro para os conservadores tudo quanto podemos aprender com eles em tecnologia de ponta, economia etc, ou seja, se portando como um estadista que o Brasil procura e acima de tudo, valorizando as raízes que o cristianismo tem com o Deus de Israel.

https://www.jeancesar.org/single-post/2017/08/22/Elei%C3%A7%C3%B5es-2018-a-ingenuidade-Malafaia-e-o-Deus-de-Israel

Marcus Atanásio de Oliveira Paula disse...

Um bom sinal!

Marcos Zequias disse...

Infelizmente tá tendo uma rixa entre o bolsonaro e malafaia, eu esperava um apoiando o outro mas tão com picuinhas, td pq o bolsonaro saiu do psc.

Francisco Freire disse...

Ainda estou esperando Pastor Silas Malafaia explicar porque o senhor elogiou Doria como opção a presidente e desmereceu Bolsonaro? Ora, Doria apoia a pauta LGBT, o casamento gay e ideologia de gênero... ...já o Bolsonaro é o único que não apoia a agenda LGBT... ...pra mim tem muita incoerência... e há outra coisa a considerar que é o fato que o presidente sempre carrega a bagagem ideológica do seu partido... esse negócio de que o político não aceita as pautas do seu partido é conversa fiada... Se Doria não é pró-aborto e não é pró-drogas, então, por que fica num partido que apoia estas coisas? O candidato a presidente tem que estar alinhado com seu partido, não pode haver discordâncias, ou então ele saia e procure um partido que se alinha ideologicamente com suas preferências... ...e Doria está no PSDB desde 2001, se sair será para o PMDB e DEM que também é pretenso a aborto e drogas... portanto, não acredito em discurso de campanha política quando o candidato diz exatamente o que a maioria quer ouvir... Lembro que a Dilma, em campanha, disse que não apoia o aborto, tudo para satisfazer padres de currais eleitorais, e depois de eleita mostrou que se alinha com a pauta do PT que apoia o aborto. O candidato já tem que mostrar na prática que se posiciona contra e isso é exigir do partido que vai concorrer ao pleito que declare essa posição de ser contra ou a favor em acordo com a linha que seguirá. Bolsonaro já deixou claro que suas pautas são judaico-cristãs, não apoia bandeiras como aborto, casamento gay, legalização das drogas e ideologia de gênero e EXIGIU ISSO DE SEU PARTIDO MAIS NOVO (PEN 51), portanto, é o único candidato com identificação ideológica com aqueles que segue o cristianismo... sem esquecer que ele se opõe a migração deliberada e parcerias com o islã, tal qual o PSDB, PMDB, DEM, PT, PDT, etc, gostam... vejam Doria, só fez visitinha e parceria com islâmicos... ...estes partidos SÃO CONTRA ISRAEL e isso para o cristão é algo muito sério doutrinariamente... ...Bolsonaro é o único que tem abertamente apreço por Israel e já provou isso.
Escrevi isso na página do pastor Silas Malafaia dia 17/08. Com referência a essa pregação de Malafaia com referência a Dória é Alckmin.

Julio Severo disse...

Francisco, não sou advogado do Silas e ele responde exclusivamente por seus atos. Não sou também apoiador nem de Dória nem de Bolsonaro. Mas respondo como autor do artigo e dono do blog. Todas as ameaças que você apresentou sobre a esquerda são de fato uma preocupação. Mas o Bolsonaro não está isento de motivos para preocupação. Dias atrás, Bolsonaro anunciou que vai visitar o astrólogo Olavo de Carvalho em outubro. Ora, Carvalho já xingou várias vezes os evangélicos, é desonesto ao extremo com os evangélicos, chegando a tratar de capitalismo no livro dele como algo desvinculado do protestantismo. Pior que isso é ele defender a Inquisição, que torturava e matava judeus e evangélicos. Carvalho tem a cara de pau de chamar os evangélicos americanos, que são campeões na luta contra a Inquisição, de mentirosos. Ele come e cospe no prato americano. Para judeus e evangélicos, o ato de Bolsonaro visitar um homem que os afronta com a defesa da Inquisição equivale ao Bolsonaro visitar um homem que nega o Holocausto e defende o nazismo. Não dá mesmo!!! Quer apontar os problemas do Dória? Vc tem liberdade de fazer isso aqui. Mas por gentileza seja honesto e aponte tb os problemas do Bolsonaro. Detesto quando idolatram um homem de carne e osso e jogam toda a sua sujeira debaixo do tapete. Bolsonaro precisa ser pressionado a parar sua bajulação ao maior astrólogo do Brasil. Se ele escolher manter a bajulação, ele merece sim boicote total.

Esoterismo é uma ameaça tão grande quanto o marxismo. Hitler enganou evangélicos e católicos na Alemanha com um discurso antimarxista.

Tudo o que foi necessário para que a monarquia russa fosse derrubada pelo comunismo 100 anos atrás foi a influência espiritual de um monge cristão ortodoxo chamado Rasputin na vida do imperador russo. Esse monge, que se fazia de cristão tradicional, era na verdade um esotérico (um bruxo), que deixou o governante russo tão iludido e psicologicamente cativo e enfraquecido que foi fácil o comunismo dominar a Rússia e matar o imperador e toda a sua família.

Lição para os governantes: Cuidado com a assessoria de bruxos disfarçados de conselheiros cristãos!

Cicero disse...

Julio, seria interessante vc e outros mandarem mensagens pro Bolsonaro esclarecendo que tipo de pessoa é esse Olavo. Realmente o Bolsonaro já tem o Olavo como um deus!

Marcos Zequias disse...

Talvez a diferença do raspuntin e nincolau e de jair e olavo seja que na Rússia de 100 anos atrás não tinha igrejas evangélicas de peso, talvez se existisse, o comunismo não teria chance, não tinha de fato um verdadeiro servo de Deus pra alertar nincolau a respeito de raspuntin, no Brasil de hoje as igrejas evangélicas exerce uma influência muito grande, até a atual esposa de bolsonaro é evangélica e ela talvez exerça uma influência positiva nele.