17 de maio de 2017

O esquerdista, o direitista e o bolo


O esquerdista, o direitista e o bolo

Julio Severo
Fico pensando nas atitudes esquerdistas e direitistas vastamente diferentes com relação ao bolo, ou o poder governamental.
Se Barack Obama, Bill Clinton ou outro socialista está no poder, a matilha de lobos esquerdistas exige o bolo inteiro — e o recebe.
Entretanto, quando George W. Bush, Donald Trump ou outro direitista está no poder, a matilha de lobos esquerdistas continua exigindo o bolo inteiro — e choramingando e rosnando quando recebe uma fatia.
Os direitistas têm razões abundantes para se queixar sob Obama e Clinton: eles não receberam nenhuma fatia do bolo.
Mas os esquerdistas não têm razão para se queixar sob Bush e Trump: eles receberam e recebem uma fatia do bolo.
Sob Clinton e Obama:
Medidas de aborto satisfizeram só à ganância esquerdista.
Medidas homossexuais satisfizeram só à ganância esquerdista.
Medidas contraceptivas satisfizeram só à ganância esquerdista.
Medidas de educação sexual satisfizeram só à ganância esquerdista.
Em comparação, sob Trump:
Medidas pró-vida, principalmente a Política da Cidade do México, estão satisfazendo só ao desejo conservador, ainda que uma revogação da lei ultra-aborto Roe versus Wade não esteja perto.
Medidas homossexuais estão satisfazendo tanto à ganância esquerdista quanto ao desejo pró-família. Embora Trump tenha revogado alguns dos decretos homossexualistas de Obama, ele praticamente manteve o imperialismo homossexual de Obama. Do bolo homossexual, uma fatia para os conservadores e uma fatia maior para os lobos esquerdistas.
Os conservadores não estão protestando contra a atitude bondosa de Trump de repartir o bolo homossexual entre direitistas e esquerdistas.
Os esquerdistas recebem sua fatia do bolo choramingando e rosnando, como sempre. Uma eterna atitude de lobo. A matilha de lobos esquerdistas quer o bolo inteiro.
Mas os conservadores demonstram uma atitude de ovelha encabulada. Parece que eles pensam: “Clinton e Obama jamais nos dariam um pedaço do bolo. Pelo menos Trump nos deu uma fatia do bolo, e estamos gratos!”
Se Trump não dá o bolo inteiro aos conservadores, não há problema: Eles ficam satisfeitos com uma fatia.
Mas se ele não dá o bolo inteiro aos esquerdistas, há um problema sério! A matilha vai choramingar e ameaçar. Uma fatia só nunca é suficiente!
Evidentemente, só dá para justificar a atitude de Trump de repartir o bolo homossexual com o fato de que ele não tem nenhum histórico conservador ou direitista.
Além disso, em sua campanha em 2016, ele nunca prometeu dar o bolo inteiro de questões homossexuais para os conservadores.
O que ele prometeu foi não dar nenhuma fatia do bolo para os lobos neocons. Os evangélicos conservadores, que são a base que lhe deu a vitória eleitoral, ficaram exultantes com sua promessa e os esquerdistas, com alguns republicanos belicistas, choramingaram e rosnaram…
Mas agora, os lobos neocons estão cortando o bolo e “ajudando” Trump a reparti-lo. Uma grande fatia para a Arábia Saudita, que é o principal patrocinador do terrorismo islâmico mundial e cujos cidadãos terroristas foram em grande parte responsáveis pelo atentado islâmico de 11 de setembro de 2001 contra os Estados Unidos.
Por causa das promessas de Trump, principalmente de uma aliança com a Rússia contra o terrorismo islâmico, nós evangélicos conservadores achávamos que ele não daria nenhuma fatia do bolo para os lobos neocons, cuja ganância belicista nos governos de Bush, Clinton, Bush e Obama foi amplamente gratificada por uma aliança dos EUA com o islamismo contra a Rússia.
Agora, de novo, os lobos neocons têm o bolo inteiro, e não há Trump ou conservador para confrontar a eles e sua ganância.
Que Deus tire o bolo dos lobos. Ou que Deus use americanos corajosos para tirar o bolo dos lobos!
Versão em inglês deste artigo: The Left-Winger, the Right-Winger and the Cake
Leitura recomendada:

Um comentário :

Caicere Naquire disse...

É lamentável que Trump não assuma de forma impositiva e contundente a ala conservadora em seu governo, já que foi essa alá quem ó colocou lá, chega a ser decepcionante ver que ele se presta a agradar neocons e esquerdistas e é conivente com antigas alianças imorais dos EUA. Eu espero que em sua espiritualidade que ele demostra em suas falas, Deus possa dar mais discernimento em seu governo, que ele possa cessar com intervenções escusas e ver na Russia conservadora uma aliada.