4 de março de 2017

Esquerda evangélica defende socialista Rene Padilla em faculdade teológica da Assembleia de Deus


Esquerda evangélica defende socialista Rene Padilla em faculdade teológica da Assembleia de Deus

Julio Severo
A Esquerda evangélica está revoltada com meu artigo “Teologia marxista na Assembleia de Deus,” que busca alertar sobre a presença do socialista Rene Padilla na FAECAD, Faculdade Evangélica das Assembleias de Deus no Rio de Janeiro, em 10 de março próximo.
Até mesmo evangélicos que não são assembleianos estão se manifestando em defesa de Padilla, que falará sobre sua especialidade: Teologia da Missão Integral. Quando ele falou sobre isso no primeiro Congresso Lausanne de Evangelização Mundial em 1974, Lausanne começou a virar para a Esquerda e nunca mais parou. Hoje, Lausanne está na Esquerda.
Com sua aula na FAECAD, tudo começará a virar para a Esquerda na Assembleia de Deus? No que depender da Esquerda evangélica, sim.
Willian Pereira, apresentado em seu Facebook como professor no Instituto Teológico Shallom, disse em seu protesto público de Facebook que “Tem se tornado assustadoras as perseguições veladas em terras tupiniquins,” como se rejeitar a promoção da Teologia da Missão Integral equivalesse à “perseguição.”
Willian também disse:
“Associam a TMI ao marxismo, não sei se por miopia teológica ou miopia filosófica, ou má fé. Fato é que mesmo aqueles que agora se silenciam dando uma de isentão em meio a tamanha confusão são também responsáveis por estas associações… Lute! Lute! Rene Padilla, somos contigo, e Ele é contigo.”
A hashtag #SOMOSTODOSRENEPADILLA em apoio de Padilla na FAECAD ficou praticamente no zero nas 14 primeiras horas.
Embora não tenha dado apoio explícito à TMI, o blogueiro assembleiano Gutierres Fernandes Siqueira disse:
“A FAECAD, faculdade oficial da AD, convidou o teólogo equatoriano René Padilla para uma aula magna. O equatoriano é hoje o principal nome da Teologia da Missão Integral (TMI). A primeira reação nesta rede antissocial é que essa palestra será ‘uma grande promoção do marxismo nas Assembleias de Deus’ (sic). Menos, né pessoal?”
Mas a tentativa de Gutierres jogar panos quentes na questão dissolve realmente o marxismo na TMI?
Seguindo a linha “apaziguadora” de Gutierres, alguns poderiam argumentar que pelo menos a TMI não é como a Teologia da Libertação, que é reconhecidamente uma teologia marxista que foi fundamental para o avanço das Esquerdas no Brasil. O PT nunca teria dominado o Brasil durante 13 anos se não fosse o apoio leal da massa de católicos da Teologia da Libertação. Há abundantes evidências de que a Teologia da Libertação foi crucial para a vitória do PT e das Esquerdas.
Mas será que a TMI está longe da Teologia da Libertação?
O Bispo Robinson Cavalcanti, que era colunista da Ultimato, já havia declarado que a Teologia da Missão Integral é a versão evangélica da Teologia da Libertação. De forma semelhante, Ariovaldo Ramos confirmou tal verdade, dizendo que a TMI é a versão protestante da Teologia da Libertação.
Tanto Cavalcanti quanto Ariovaldo eram conhecidos por sua militância pró-Esquerda.
Por que assembleianos como Gutierres brincam com uma questão tão séria? Em 2015, no meu artigo “Teologia Pentecostal e TMI,” precisei tratar da falta de seriedade dele no assunto da TMI.
Se a Bíblia alerta que o diabo se transforma em anjo de luz, qual a surpresa de o marxismo se transformar em teologia evangélica? Gutierres duvida que o marxismo possa já ter tido tal transformação? Se sim, ele não acredita então que o diabo possa se transformar em anjo de luz?
Enquanto Gutierres se recusa a tratar sem leviandade um assunto tão grave, a Esquerda evangélica vê isso como importante.
Marcos Habib, que é amigo de Facebook de Gutierres, defende totalmente a presença de Padilla na FAECAD.
Em seu perfil de Facebook, Habib se apresenta descaradamente como militante comunista e como articulador da Rede Fale, um movimento de esquerdistas evangélicos que pressionam o governo a priorizar questões esquerdistas. Habib disse:
“Já começou ladainha de pastores conservadores contra o evento da FAECAD - Faculdade Evangélica das Assembleias de Deus com René Padilla. Gente chata de merda. Não conhece a teologia da missão integral mas critica como se conhecesse. O que na verdade essa galera quer é colocar crentes adestrados nas igrejas para controlar. Quando temos crentes engajados temos uma igreja lutando pela emancipação do oprimido e do pobre. Quem é Julio Severo ??? É um falastrão, mimado e um merda.”
Essa conversa de que a TMI é “lutar pela emancipação do oprimido e do pobre” não é a mesma bandeira retórica de sempre dos movimentos comunistas, desde a União Soviética até Cuba?
A União Soviética e Cuba jamais falariam dos malefícios do comunismo. Apenas o elogiariam. Da mesma forma, na FAECAD Padilla não falará dos malefícios da TMI. Ele a elogiará.
Se a FAECAD acha racional trazer um militante da TMI para dar aulas sobre a TMI, seja então coerente e traga o presidente do Partido Comunista para falar sobre comunismo.
Mas tanto a TMI quanto o comunismo precisam ser denunciados, não elogiados.
Se a FAECAD quer ensinar seus alunos sobre os perigos da TMI, deveria trazer um teólogo ou líder preparado para desmascarar essa ideologia marxista transfigurada em “outro evangelho.”
No entanto, como fará isso se até seus escritores e blogueiros mal entendem o que é TMI?
O assembleiano Gutierres insiste em não querer enxergar socialismo, marxismo e comunismo na TMI. Ele parece desconhecer que Jesus disse que a cegueira leva ao buraco.
Ao tratar com descaso o problema grave da TMI, Gutierres acaba, querendo ou não, fazendo um tremendo serviço às Esquerdas em geral e aos militantes da TMI em particular. E um tremendo desserviço ao Evangelho.
Leitura recomendada:

5 comentários :

Jorge Santos disse...

Só pelas palavras torpes que o cidadão emite, verifica-se que ele não é cristão. Sendo assim, ele entende de tmi e um cristão não? Ao mesmo tempo se contradiz, já que, se a tmi não é marxista, pq está tão preocupado em defendê-la?

Unknown disse...

POR CONTA DESSA TAL TMI, o inferno poderá estar cheio de pobres e oprimidos emancipados.

JOL JOLE disse...

Em minha igreja eu já ten ho alertado sobre esse perigo; em meu blog, reproduzi alguns artigos do Júlio, e escrevi outros com base nos deles também.É um perigo!

blog: textusinefaveis.blogspot.com.br

Alberio disse...

Será que estes falsos evangélicos que apoiam estes mesmos tipos de lixo os quais colocaram o ladrão mais famoso da terra na presidência da nossa nação, e quase destruiu por completo a mesma e as famílias brasileiras, estuprando a mente de criancinhas inocentes durante 13 anos de ditadura comunista disfarçada de "Estado democrático de direito", na verdade não estão sendo pagos e financiados por psicopatas assassinos muçulmanos? Até o sobrenome da "ilustre" figura que comenta é de origem árabe, algo no mínimo sintomático! Dá-me nojo, repulsa e asco insuportáveis, vê estes vermes imundos se auto-proclamando "evangélicos" defendendo estas ideias e projetos vindos das profundezas do inferno!

Sérgio Aparecido Dias disse...

Esse Marcos HABIB, pelo sobrenome, pela cara e pela barbicha, me parece mais um radical islâmico, isso sim!!! E tem mais: alguém QUE SE QUEIXA ser "cristão" e no entanto de declara desgraçadamente um COMUNISTA, não merece nenhum respeito, senão total repúdio de todas as pessoas que amam a LIBERDADE a DEMOCRACIA. A xingação malcriada e covarde que ele lança em Júlio Severo volta-se contra ele mesmo, que a merece no pleno e total sentido do termo!!! Todo brasileiro (ou de qualquer outra nação livre) que se declara "comunista" é, por princípio, um idiota!!! Só um completo idiota almeja um sistema cruel, falido, corrupto, covarde e criminoso, derramador de sangue inocente! Só um desmiolado, cujos miolos foram substituídos por matéria fecal infecta, pode desejar um modelo déspota, totalitário, ditatorial e escravizante para a sua nação!!! Um "cidadão" assim é um traidor da Pátria, um pária, um entreguista, um proscrito!!!