5 de janeiro de 2017

Mulher mata invasor em sua casa com revólver em cima da Bíblia


Mulher mata invasor em sua casa com revólver em cima da Bíblia

Uma invasão a um lar teve um fim abrupto e mortal quando a vítima agarrou o revólver carregado que ela matinha em cima de sua Bíblia — e matou seu agressor com uma bala.
Kay Dickinson da cidade de Wilmington, na Carolina do Norte, EUA, mal tinha virado a chave na fechadura de sua porta da frente para entrar depois de voltar para casa do trabalho tarde na segunda-feira, quando ela foi agarrada por trás e forçada a entrar em seu apartamento por um homem que a estava ameaçando com um revólver.
“Tivemos uma luta corporal, e ele me asfixiou e amordaçou, e deixei cair tudo bem ali no chão da cozinha,” ela disse ao jornal StarNews Online. “Eu estava pensando: ‘Este homem vai me matar.” Pensei mesmo nisso. E quando ele me levou para o quarto pensei: ‘Ele vai me estuprar?’”
Kay Dickinson
O homem amarrou as mãos de Kay atrás das costas dela com um cinto e enrolou um cabo telefônico em volta da boca dela.
“Ele ficava dizendo: ‘Dê-me o dinheiro, dê-me o dinheiro,’” Kay disse para o canal de televisão WCNC-TV.
Enquanto ele estava pilhando o apartamento, Kay deu um jeito de se soltar.
“Soltei-me do cinto. E eu tinha um revólver em cima de uma Bíblia que estava na cabeceira da minha cama. Pulei na cama, agarrei o revólver, me virei e só apertei o gatilho,” disse Kay.
Quando a polícia chegou encontrou o criminoso Willie Franklin Stith III, de 35 anos, estirado no chão perto da porta da frente com um único ferimento de bala no peito.
Willie Franklin Stith
Kay foi levada ao hospital e tratada por pancadas e cortes na sua face e cabeça. Ela também machucou o dedo ao disparar o revólver.
Kay disse ao jornal que sua tribulação durou só alguns minutos e que ela nunca tinha disparado antes o revólver, que ela possuía havia um ano.
“Logo que ele me levou ao quarto de dormir, olhei e vi o revólver ali e pensei: ‘Existe um motivo para esse revólver estar ali,’” ela disse. “Eu só estava esperando que ele não o visse.”
De acordo com os registros da Secretária de Segurança Pública da Carolina do Norte, Stith acumulou mais de doze condenações criminais entre 1998 e 2002.
Linda Rawley, porta-voz da Delegacia de Polícia de Wilmington, disse que nenhuma acusação foi registrada contra Kay.
Traduzido e editado por Julio Severo do original em inglês do WND (WorldNetDaily): Woman kills home invader with gun perched on Bible
Leitura recomendada:

9 comentários :

Eliseu Pereira Lopes Junior disse...

Irmão, primeiramente peço desculpas pois já enviei esta mensagem no seu Facebook, fiz pois acho que os cristãos deveriam estar atentos para o conteúdo de 2 videos recentemente disponibilizados. Portanto, gostaria de pedir que divulgasse 2 videos que coloquei recentemente no youtube, como os mesmos foram disponibilizados de forma gratuita pelos autores eu tomei a liberdade de acrescentar legendas. Um fala da perseguição e da dificuldade pela qual passam os cristãos no Oriente Médio, o outro fala do antisemitismo ao longo da História, tanto pela Igreja (desde a Católica, Lutero e até os dias de hoje) , quanto pela Alemanha da Segunda Guerra (Holocausto) e pelos muçulmanos hoje em dia. Seguem os links: https://youtu.be/9jZ8-jC8AcY e https://youtu.be/6JCV5aCHHWM São dois assuntos que creio estarem sendo ignorados pelas igrejas no Brasil e ao mesmo tempo são de muita importância. Assista e veja se não vale a divulgação. Deus o abençoe!

SHTF way of life disse...

Jamais se deve deixar uma arma exposta dentro de casa. A arma deve ser sempre guardada em um lugar em que apenas os moradores saibam onde ela está e que ao mesmo tempo seja acessível. Ao deixar uma arma exposta a vista de todos ao lado da cama ela correu um imenso risco de armar o invasor e ser morta com a própria arma, isto apenas não ocorreu porque o invasor era pouco inteligente. Isto vale para armas de fogo,armas brancas e para objetos comuns que possam ser usados como arma. Deve-se tomar cuidado para não armar o invasor.

Marcelo Victor disse...

Se souber disso o Papa vai chorar pelo coitadinho e dizer que não devemos estimular a violência adquirindo arma de fogo.
Ocorre que esse e outros vermes hipócritas, que vivem defendendo os criminosos, estão cercados de muros e de um bando de seguranças fortemente armados.

EduardoJr disse...

Já pensou o que aconteceria com essa mulher se isso tivesse ocorrido no Brasil?

Silvio Ricardo disse...

Ela fez certo, certíssimo!

paulo de tarso moraes dos santos disse...

Nesse caso foi justamente a exposição que lhe deu a chance de se defender. Cada situação exige um padrão diferente. Armas na mao e a mão para o cidadão são uma necessidade. Quem sabe usar deve ter o direito de fazê-lo.

Aprendiz disse...

Parabéns a ela.
Deus a livrou naquele momento.

Noto também que, se o bandido tinha doze condenações criminais e quatro anos, deveria estar preso. Suponho que era um fugitivo.

Marcelo Victor disse...

Se fosse no Brasil, o fato dele estar solto, cometendo atrocidades a torto e a direito, não seria nada de absurdo, pois, em Brasília, os bandidos não estão somente soltos, mas, no poder.

Leonardo Melanino disse...

Neste artigo uma imagem ilustrativa duma arma sobre uma Bíblia é, na verdade, duma pistola, pois um revólver sempre tem tambor de seis projéteis.